O Cravo e a Rosa: Mimosa perde a virgindade em tórrida noite de amor com Calixto e anima até bichos da fazenda

A ex-governanta toma a iniciativa e assusta noivo com reação


23 de setembro de 2022

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Por Ana Lígia Amaral

Nos próximos capítulos de O Cravo e a Rosa, Mimosa (Suely Franco) finalmente tem a sua primeira noite de amor com Calixto (Pedro Paulo Rangel). Os dois se casam na própria sede da fazenda, com a benção de um padre. Petruchio (Eduardo Moscovis) dá as alianças de presente aos noivos. Ainda muito magoada, Catarina (Adriana Esteves) não comparece, só Bianca (Leandra Leal) é quem representa a família.

Depois do “sim”, Mimosa já surge de camisola, toda fogosa diante do assustado noivo. Ele começa a conversar sobre vários assuntos como que querendo fugir daquela noite. Até que a ex-governanta se aproxima dele e dá um ultimato. “Não me tortura mais, você sabe que desde que eu nasci, eu tô esperando por esse momento. Eu tô com agulhada na cabeça, na nuca, na barriga. Eu tô cheia de agulhada”.

Calixto desconversa. “Ah, se tá assim, é melhor você tomar um chá e dormir. E nós conversa amanhã”. Decidida, ela se senta na cama e ordena que ele apague a luz. “Mas já? Eu nem tirei as botinas”. Mimosa fala que ficará vermelha se não apagar a luz. “Deixa eu acender a vela”. Nessa hora, Mimosa fala que não quer luz nenhuma e começa a agarrá-la. “Eu não quero luz nenhuma, Calixto, não me tortura”.

Foto: Reprodução Globo

Ela cai sobre ele na cama e os dois começam ali uma tórrida noite de amor. No final do “rala e rola”, o grito de Mimosa pode se ouvir em toda a fazenda, até os animais ficam alvoroçados. Petruchio leva um susto. Instantes depois, Calixto entra no quarto do patrão, preocupado. “Seu Petruchio, ela morreu”. Na manhã seguinte, Neca (Ana Lúcia Torre), esborrifa água na cara de Mimosa.

A ex-governanta acorda, ainda um pouco desnorteada. Ela pergunta o que aconteceu. “A senhora sabe muito bem, velha assanhada”, diz Neca. Mimosa diz que pensou que tinha morrido. “Eu nunca pensei que fosse tão maravilhoso. Dona Neca, a senhora precisa experimentar... Ah, eu quero uma lua de mel todo o dia”. Neca fala que, dessa forma, ela mata Calixto. “Que morra, e eu morro junto”.

Foto: Reprodução Globo