O Cravo e a Rosa: Heitor “canta de galo” e se dá mal após roubar herança de Catarina

O pilantra pega o envelope após dica de Dinorá no dia do casamento de Batista e Marcela


09 de junho de 2022

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Por Ana Júlia Amaral

Nos próximos capítulos de O Cravo e a Rosa, Heitor (Rodrigo Faro) vai levar um susto daqueles quando abrir o envelope com a “herança” de Catarina (Adriana Esteves). Assim que Dinorá (Maria Padilha) revela que Catarina pegará a sua fortuna na noite do casamento de Batista (Luís Melo) com Marcela (Drica Moraes) e diz onde o banqueiro guarda as senhas, Heitor arma seu plano. Ele entra no escritório sem ser visto e sai de lá segurando o envelope com as apólices da dívida pública, a serem pagas ao portador.

O sumiço dos papéis deixará todos em polvorosa, principalmente Catarina. Mas naquela noite, muitos serão os suspeitos do roubo. Mais tarde, já em casa, Heitor é cobrado pela irmã e pela mãe. “Eu quero saber onde está o dinheiro, eu quero a minha parte”, diz Dinorá. “Isso mesmo, afinal eu sou sua mãe e você não pode me enganar”, emenda Josefa (Eva Todor). O rapaz tira o envelope de dentro do paletó, mas dá um aviso. “Peguei, mas não vou dar isso nas mãos de vocês”.

Ele diz que as duas vão gastar tudo em joias. “Vai acabar dando na vista. O envelope fica comigo e muito bem guardado”. Dinorá parte para cima do irmão, até que Cornélio (Ney Latorraca) surge na porta, e ela disfarça. Mas na manhã seguinte, as duas já estão a postos no quarto de Heitor. Elas o obrigam a pegar o envelope e dividir tudo com as duas. Heitor pergunta se a mãe e a irmã não confiam nele. “Não”, fala as duas ao mesmo tempo. “Você pode gastar tudo no jogo e ficar sem nenhum tostão”, lembra Dinorá.

Foto: Reprodução Globo

Eles começam a discutira, mas logo Josefa coloca tudo em ordem. “Vamos manter o nosso lema, um por todos, todos por um. Heitorzinho, nós queremos a nossa parte”. O pilantra se levanta, bravo, chama as duas de “esganadas” e pega o envelope debaixo do colchão. “Ah, dinheiro, dinheiro”, comemora Dinorá. Mas quando Heitor abre o envelope, leva um susto. “Mas são folhas em branco...”.

Dinorá e Josefa apostam que Heitor está enganando elas. “Eu jamais faria uma coisa dessas, esse é o envelope que eu peguei no cofre, eu juro”. Dinorá continua apostando que o irmão está blefando. Mas Josefa lembra que se ele estivesse com o dinheiro, já teria fugido. “Eu acredito, não acreditando”, fala Dinorá. E Heitor fica ali, todos frustrado, olhando os papéis em branco.