O Rei do Gado: Bruno não admite ser chifrudo. “Mataria os dois”

O pecuarista revela a Zé do Araguaia sua atitude se descobrisse traição de Léia


01 de dezembro de 2022

Foto: Reprodução Globo

Por Ana Lígia Amaral

Nos próximos capítulos de O Rei do Gado, Bruno (Antônio Fagundes) conta a Zé do Araguaia (Stênio Garcia) que tomaria uma atitude radical se descobrisse estar levando chifre. Sem nem imaginar a esposa Léia (Sílvia Pfeifer) o trai com Ralf (Oscar Magrini), ele revela ao fiel escudeiro que está se divorciando. O pecuarista admite que nunca amou de verdade a esposa. “Foi paixão, aquela paixão do início, aquele fogo”.

Depois de Bruno refletir sobre a relação, que afirma só ter sido mantida durante anos por conta dos filhos, Zé diz ter uma questão a perguntar a ele sobre essa história. “Sem querer lhe ofender, com todo o respeito que eu lhe devo, essa história que o senhor me contou, foi a dona Léia mesmo que pediu a separação?”. Bruno confirma.

E o peão é ainda mais indiscreto. “Será que não tem outro?”. O pecuarista dá uma encarada firme no funcionário. Zé do Araguaia se desculpa de novo e diz que a pergunta “ficou atravessada na cabeça”. Bruno afirma achar que não. “Se não fosse por mim que sou marido dela, pelo menos pelos filhos. Não, minha mulher não faria isso de jeito nenhum”.

Foto: Reprodução Globo

O peão pergunta se ele não tem nenhuma desconfiança. “Desconfiar, a gente sempre desconfia. Qual o marido não desconfia?”. O peão faz uma constatação. “Eu penso que se ela tiver botando chifre em ocê, tá botando chifre no rei do gado. E isso não fica bom mesmo”. Bruno se aproxima do funcionário. “Eu mataria os dois, Zé do Araguaia. Eu mataria”, afirma.   

Foto: Reprodução Globo