Topíssima: Vitor pede à Jandira para abortar bebê

Mau-caráter afirma que a jovem não pode prejudicar a vida dele


  • 05 de julho de 2019
Foto: Reprodução Record TV


Com dois meses de menstruação atrasada e se sentindo enjoada, Jandira (Brenda Sabryna) faz um teste de farmácia e confirma a gravidez.

Logo ela liga para Vitor (Vitor Novello), a quem ainda pensa que é o Rafael (Marcelo Rodrigues Filho), querendo conversar com ele. O jovem ambicioso marca um encontro no quiosque, e de cara já duvida que o filho é dele. E o pior será o pedido que ele fará à Jandira. 

Essa sequência irá ao ar no dia 8 de julho.

JANDIRA À VITOR: “É NOJENTO VOCÊ PERGUNTAR PRA MIM SE O FILHO É SEU!”

O pôr do sol acontecendo, enquanto Vitor e Jandira discutem. “... Se você acha isso, vou ter o filho, fazer um exame de DNA e entrar na Justiça contra você, Rafael!”, avisa ela. “Calma, calma, calma, Jandira!”, pede ele. “Você está pensando que eu sou uma vagabunda, é?! É nojento você perguntar pra mim se o filho é seu?! Você é meu namorado!”, fala. “Era!”, lembra ele. “Era! Tudo bem...Era!”, diz ela.

Logo ele a encara e pergunta. “Jandira...Você não vai querer ter esse filho, vai?”, diz. A jovem não responde, em dúvida. “Um filho agora vai acabar com a sua vida e com a minha! Não dá, Jandira!”, constata ele. “Por que não? A gente se casa, eu cuido da criança enquanto você estuda”, fala ela. “Não vou me casar com você por causa de um filho! Não é assim... Uma gravidez não é passaporte pra casamento. Não tenho condição de assumir um filho, muito menos você!”, avisa ele.

Sem saber que ele mente a sua identidade, ela fala que isso não é problema, porque ele tem dinheiro. “Não é dinheiro, é mudar a vida, meus planos, Jandira! Quero me formar, quero ser um cirurgião reconhecido... Filho?”, fala ele. “Vou te apoiar, Rafael”, promete ela. “Achei que você tomava pílula. Como é que não se cuidou? Como é que deixou isso acontecer?”, indaga ele. “Isso é um filho. E a culpa não é só minha não! Falei pra você usar preservativo e você nunca quis!”, lembra ela.

VITOR À JANDIRA: “VOCÊ TEM QUE ABORTAR”

Nesse momento, Vitor afirma: “Você tem que abortar”, fala. Jandira fica em choque. “Não tem outra solução, Jandira. Ter essa criança vai ferrar com a minha e com a sua vida!”, conclui ele. “Não é assim, Rafael... Um aborto é coisa séria... Você fala como se fosse tirar uma roupa...”, afirma ela. “Você vai ter esse filho? Vai encarar sua família? Sua mãe? Depois do barraco que ela fez lá em casa, tenho certeza que quando você disser pra ela que está grávida, ela vai te botar na rua! E eu não vou abrir a porta da minha casa pra você não! Mas não mesmo!”, avisa.

Abatida, Jandira chora, triste. Vitor parece não se comover. “Pensei que você fosse me ajudar...”, diz ela. “Mas eu estou te ajudando! Pensa bem, Jandira, pelo amor de Deus! Um filho agora? Na sua idade? Sem a menor condição de cuidar dessa criança sozinha... E eu estou sendo sincero contigo! Não vou assumir uma criança! Mesmo que esse filho seja meu”, fala. “Para com isso! Se falar novamente que você não é o pai, eu saio daqui direto pra sua casa!”, ameaça ela.

Ele se desculpa. “Não sei o que eu quero... Uma hora eu penso em ter... Outra eu penso em tirar... Mas é pecado”, fala. “Ah, essa não... Pecado? Desde quando você é religiosa?”, zoa ele. “Fui criada indo à igreja, com a minha mãe, todo domingo. Isso fica entranhado na gente. Se a minha mãe desconfiar que eu estou pensando em um aborto... Ela vai ficar arrasada”, conta. “Faz e não conta nada pra ela! A solução é essa, Jandira! Ninguém, ninguém precisa saber”, diz ele. “Como é que eu vou olhar pra minha mãe depois de tirar uma criança?”, pergunta. “Você já mentiu tantas vezes... Mais uma não vai fazer tanta diferença assim”, diz ele.

Jandira está cabisbaixa. “Olha, faz o aborto...Eu vou te apoiar em tudo... Depois, quem sabe, a gente pode até tentar voltar a ser namorado novamente... Recomeçar do zero...”, promete o jovem falso. Nessa hora, Jandira até o olha com esperança. “Não tenho nem dinheiro pra pagar um aborto, Rafael”, lembra ela. “Meu pai suspendeu minha mesada, mas eu posso procurar uma clínica baratinha, que dê pra gente pagar”, avisa ele. “Não é perigoso?”, indaga ela. “Não. Aborto é aborto. Tem mulher que faz em casa”, mente ele. E a jovem fica ali, atormentada.

Topíssima: Rafael tenta beijar Gabriela

Topíssima: Sophia conta a verdade a Antonio após omissão de segredo



Veja Também