Topíssima: Sophia tem seu bebê na prisão e pede para Carlos criá-lo

Ela sofre por ter que se afastar do filho, e Antonio decide esquecer a amada


  • 06 de dezembro de 2019
Foto: Blad Meneghel/Record TV


Preparem os lencinhos, que esta reta final de Topíssima estará emocionante. No penúltimo capítulo, quando se passam sete meses, Sophia (Camila Rodrigues) já aparece amamentando o filho, Daniel, na prisão.

E durante uma visita de Carlos (Maurício Matar), Clementina (Claudia Mello) e Andrea (Letícia Peroni), ela toma uma difícil decisão. Enquanto isso, Antonio (Felipe Cunha) decide esquecer de vez a amada.

Essa sequência irá ao ar nesta sexta-feira, dia 6 de dezembro.

ANTONIO À MARIINHA: “SE A SOPHIA ME AMASSE MESMO, JÁ TERIA SUPERADO O FATO DE ESTAR PRESA. A SAUDADE FALARIA MAIS ALTO E ELA ME RECEBERIA. ACABOU, MÃE”

Antonio conversa com Mariinha (Silvia Pfeifer). Eles assistem ao nascer do sol. Será nesse dia o casamento de Gabriela (Rafaela Sampaio) com Rafael (Marcelo Rodrigues Filho). “Temos sempre que agradecer as bênçãos de nossas vidas. E você é uma delas. Agora, o que me falta ainda na vida, meu filho, é te ver feliz. Só assim vou me sentir completamente realizada”, fala ela. “Mas eu sou feliz! Consegui recuperar tudo que perdemos. Nossa casa, o Prato Cheio, meu táxi... Menos...  O amor da Sophia, da mulher da minha vida”, constata, triste.

Mariinha diz que não consegue entender essa história. “Sete meses você indo lá toda semana e nada! Sophia sempre negando receber sua visita”, fala ela. “Eu desisti, de vez. Se a Sophia me amasse mesmo, já teria superado o fato de estar presa. A saudade falaria mais alto e ela me receberia. Acabou, mãe”, garante ele. “Sinto muito, meu filho”, diz ela. “Eu também, mãe. Como sinto....”, fala ele. Já na enfermaria do presídio, Sophia amamenta, carinhosa, o seu filho, Daniel. Carlos, Clementina e Andrea a observam.

Os três “babam” pela criança. “Vejam só como ele suga o leite... Daniel é guloso como eu”, constata Sophia. “É verdade, mana. Esse aí vai ser bom de garfo! Vou levar ele pros melhores fast foods”, diz Andrea. “Ele só tem duas semanas, Andrea! Nem dentes o Danielzinho tem ainda!”, repreende Tina. “Mas eles crescem rápido, Tina”, rebate a jovem. “Isso é verdade. Parece que ontem mesmo fui pai, e hoje já sou avô... Como ele é lindo, filha”, derrete-se Carlos. Nisso, Clementina diz que o bebê é a cara da Sophia. “O narizinho é idêntico!”, fala.

Andrea também dá a sua opinião. “Ainda bem que ele não se parece nada com o Lima Limão Azedo!”, diz, sendo logo chamada a atenção por Tina. “Ah, foi mal, mana. Acabei entrando num assunto chato”, desculpa-se ela. “Tá tudo bem, Andrea. A gente tem que lidar com a verdade, não é?”, diz Sophia. Carlos se surpreende. “É impressão minha ou...”, fala ele. “Eu decidi contar pro Antonio, pai. Não vou conseguir mais esconder o meu filho dele”, constata ela. Andrea diz que é um alívio. “Na boa, eu ficava malzona escondendo isso do Tonhão”, fala.

SOPHIA SE DESPEDE DO FILHO: “ME PERDOA POR NÃO PODER MAIS FICAR PERTO DE VOCÊ... MAS MAMÃE VAI LUTAR TODO DIA PRA SAIR DAQUI VIVA E VOLTAR PRA VOCÊ... EU VOU TE AMAR PRA SEMPRE, FILHO”

Clementina também incentiva Sophia. “Conta pra ele sim, filha. É o certo a fazer. Vocês têm uma história juntos e você se afastou dele sem dar nenhuma explicação... O Antonio merece saber a verdade”, fala. “Agora é ver como ele vai reagir...”, diz Sophia. Todos ficam em silêncio por um instante, pensativos. “Outra coisa que eu resolvi e preciso da ajuda de vocês é que não quero criar o meu filho aqui no presídio”, diz. Nisso, ela olha para Carlos. “Quero que você pai, com a sua ajuda da Tina, cuidem do meu filho”, pede, surpreendendo os dois.

Sophia conta que no dia seguinte voltará para a cela.  “E não quero o Daniel cresça nesse lugar horrível. Por favor, vocês fariam isso por mim?”, implora ela, mexida e triste por ter que se afastar de seu bebê. “Mas você tá amamentando, mana. Não seria melhor esperar passar essa fase?”, aconselha Andrea. A empresária diz que pode retirar o leite e eles mandam buscar. “Mas, por favor, não deixem meu filho ficar aqui, nem mais um dia. Ele não merece isso, não merece”, fala ela, que chora, triste.  “Você já falou com o doutor Alexandre?”, pergunta Carlos.

Ela diz que sim. “Tudo bem, filha. Eu não queria ver você separada do meu neto. Mas, se você tem certeza que é isso que você quer...”, afirma o professor. “A gente vai cuidar dele com todo amor, minha menina”, promete Tina. Sophia se emociona. “Se você tiver com ele pelo menos a metade do cuidado que teve comigo, Tina, o Daniel já vai ser o menininho mais feliz desse mundo”, constata ela. “Toda noite, eu vou contar por meu sobrinho uma história topíssima da mãe dele. O Danielzinho vai sempre saber da mãe incrível que ele tem”, promete Andrea. “Muito obrigada, meu amor”, agradece Sophia.

Ela ergue o seu bebê e o olha, comovida. “Me perdoa por não poder mais ficar perto de você, filho. Mas mamãe vai lutar todo dia pra sair daqui viva e voltar pra você. Eu... Só quero que você seja feliz, como eu não posso ser agora. Eu vou te amar pra sempre, filho”, garante. Com lágrimas nos olhos, ela entrega Daniel a Carlos. “Por favor, podem ir agora”, pede. “Mas mana, a gente ainda tem uns minutinhos...”, diz Andrea. “Vão. Por favor. Eu não vou aguentar mais se...”,  diz ela, que chora. “Não se preocupa, filha. Dou a minha palavra que nada vai faltar pra ele. Principalmente amor, carinho e atenção”, promete Carlos. Eles saem. E Sophia fica virada de costas, na sua imensa dor de ter que se afastar do bebê.

Topíssima: Antonio sofre ao saber que Sophia não quer mais vê-lo

Topíssima: Sophia é condenada e descobre que está grávida de Lima



Veja Também