Topíssima: Sophia e Antonio tem conversa sofrida e definitiva

Ricaça e o taxista caem em prantos no CTI do hospital


  • 16 de setembro de 2019
Foto: Reprodução Record TV


Desde que foi flagrada por Antonio (Felipe Cunha) com Lima (Guilheme Winter), Sophia (Camila Rodrigues) sabia que precisava ter uma conversa séria com o ex.

Ainda mais que ele parou no hospital após um sério acidente de carro. Dona Mariinha (Silvia Pfeifer) ainda tentou impedir a empresária de entrar no CTI, mas no fim acabou liberando.

SOPHIA AO SE DESPEDIR DE ANTONIO: “TE QUERO TÃO BEM, TÃO BEM... NÃO VOU MAIS TE FAZER MAL PORQUE EU TE AMO DEMAIS PRA ISSO...”

A dona do Cantinho da Laje só faz um pedido a ex nora. “Eu não quero fazer o papel de carcereira do meu próprio filho, dizendo quem pode ou não visitar ele. Se você quer tanto... Só te peço que seja cuidadosa com o Toninho”, fala. “Tem minha palavra”, promete Sophia. Ela entra no CTI e vai até o boxe onde se encontra Antonio. Ela o cumprimenta, e ele a olha sofrido.

Sophia se aproxima da cama. “Está sentindo dor?”, pergunta. “No corpo não. Eles me dão analgésico”, responde ele. A empresária esboça um meio sorriso triste, constrangida. “Estava pensando em mim... No que aconteceu ontem quando bateu com o táxi?”, quer saber ela. “Estava perturbado. Você tem razão. Sou um burro, ignorante, teimoso. Me arrebentei”, fala ele, ressentido.

Sophia está quase chorando. “Me sinto culpada”, admite ela. “Somos. Os dois”, fala Antonio. “Não quero que você se arrebente por minha causa. Também não quero me machucar mais por sua causa”, ressalta ela, que continua a falar. “Tudo foi muito intenso entre nós... Acho que...Não soube dizer pra você o quanto eu te amo... A gente se implicava, brincava e era esse o modo de mostrar o sentimento forte que mantinha nós dois ligados”, fala.

Emocionada, a ricaça conclui a sua reflexão. “Uma corrente que, de vez em quando, rompia um elo, mas a gente reengatava ele e continuava unido”, fala. “O amor não é uma prisão que acorrenta. O amor liberta. Transforma. Soma”, diz o taxista. “E também não julga como você me julgou, Antonio”, rebate ela. “Não quero discutir com você mais uma vez”, fala ele. “Nem eu. Nem eu...”, concorda ela.

Eles ficam num silêncio sofrido, até que Sophia diz: “Acho que a gente não vai conseguir ficar como amigos... E... Por Deus, Antonio, não quero te ver assim machucado...Magoado...Por minha causa. Te quero tão bem, tão bem...Eu... Não vou mais te fazer mal porque eu te amo demais pra isso...”. A ricaça beija a testa de Antonio e sai chorando. O taxista tenta segurar as lágrimas, mas não consegue. Na porta do CTI, Sophia desaba em prantos e é acudida pela doutora Vera (Isabel Fillardis).

Topíssima: Mariinha diz à Sophia para ficar longe de Antonio

Topíssima: Sophia se culpa pelo acidente de Antonio



Veja Também