Topíssima: Sophia e Antonio divergem sobre posição de Gabriela

A jovem diz esperar o momento certo para se entregar ao amor


  • 07 de julho de 2019
Foto: Reprodução Record TV


O nosso amado casal #Tophia, em qualquer situação, seja o assunto que for, sempre vai ter uma espécie de “DR”.

Em viagem a Teresópolis para um evento da Universidade, durante um jantar, eles debatem sobre a postura de Gabriela (Rafaela Sampaio), que quer esperar o momento certo para se namorar.

Essa sequência deve ser exibida nesta terça-feira, dia 9 de julho.

SOPHIA À GABRIELA: “VOCÊ NUNCA TEVE UM NAMORADO? COM ESSA IDADE, MENINA?”

Todos jantam no restaurante. “Essa massa está uma delícia!”, elogia Sophia. “Muito boa mesmo! Obrigado por terem me convidado pro jantar”, fala Edevaldo (Eri Johnson). “E a Inês, hein, Edevaldo? Não brigou por você ter vindo pra cá com a gente?”, pergunta Antonio. “E como!”, conta o policial. “Inês é ciumenta demais”, ressalta Gabriela.

E Sophia comenta. “Está aí uma coisa que eu não sou!”, diz. Antonio quase se engasga com a comida. “Ah, Antonio! Não sou ciumenta não!”, repete ela. “Não é pouco”, conta ele. “E você, Gabriela?”, questiona Rafael (Marcelo Rodrigues Filho). “Não sei”, responde a jovem. “Como assim “não sabe”?”, insiste ele.

Nesse momento, Gabriela surpreende a todos. “Nunca namorei pra saber se eu vou ter ciúme ou não”, fala. Sophia fica pasma. “Você nunca teve um namorado? Com essa idade, menina?”, diz ela. “Qual é o espanto, Sophia? Gabriela ainda não encontrou o rapaz que ela acha legal pra namorar”, explica Antonio.

ANTONIO SURPREENDE SOPHIA COM COMENTÁRIO: “QUANTO MAIOR O “TRABALHO” PRA CONQUISTAR A MULHER, MAIOR VAI SER O COMPROMISSO QUE A GENTE VAI TER COM ELA”

Rafael sente o comentário. “Nem pra trocar uns beijinhos, uns amassinhos de leve?”, pergunta Sophia. Gabriela ri. “Nós pensamos diferente, Sophia”, fala a jovem. “Não é uma questão de pensar. É de sentir”, rebate a ricaça. “Mas pra mim é importante pensar antes”, diz Gabriela. “Tem uma patrulha em cima pras moças namorarem, pra transarem...É como se a liberdade, a autoafirmação tivesse que seguir regras. Que fosse obrigatório namorar e transar”, emenda Antonio.

Sophia intervém dizendo que isso é natural. E Rafael também expõe o seu posicionamento. “Acho que o maior perrengue do mundo, hoje em dia, é a dificuldade em respeitar a opinião, os valores do outro quando eles são diferentes dos nossos”, diz. “Isso aí, Rafael. Não quero ser julgada porque eu penso a vida de uma maneira diferente de algumas moças da minha idade. É uma escolha minha”, ressalta Gabriela.

Rafael concorda. “Está certíssima, Gabriela! E eu te admiro muito por isso. Tem que ter personalidade e coragem pra bancar o jeito que você pensa e leva a sua vida”, afirma ele. Os dois trocam um olhar terno. “Inês também era assim e vou te dizer: cada dia que passava eu tinha mais vontade de estar com ela, de casar mesmo”, lembra Edevaldo. “Todo homem gosta de mulheres que a gente precise se esforçar pra conquistar”, emenda Antonio.

Sophia mostra-se surpresa. “Pois eu achei que era ao contrário. Que não gostavam de “ter trabalho””, diz. “Quanto maior o “trabalho” pra conquistar a mulher, maior vai ser o compromisso que a gente vai ter com ela”, responde Antonio, de forma leve. “Você sempre me surpreende...”, admite Sophia. E Antonio faz um brinde: “Ao amor e aos amigos!”

Topíssima: Sophia e Antonio em noite romântica de pizza e DVD

Topíssima: Vitor pede à Jandira para abortar bebê



Veja Também