Topíssima: Sophia descobre que foi drogada por Lima e Angélica

O pilantra confessa à polícia armação a mando de Paulo Roberto e a secretária foge


  • 02 de dezembro de 2019
Foto: Reprodução Record TV


Em prisão provisória em sua própria suíte, Sophia (Camila Rodrigues) conversa com a “amiga” Angélica (Pérola Faria).

Nisso, a pilantra propõe de elas tomarem um vinho ou um champanhe para relaxar. E ess é o insight para Sophia começar a descobriu quem a drogou no dia da morte de Lara (Cristiana Oliveira).

Essa sequência deve ser exibida nesta terça-feira, 3 de dezembro.

SOPHIA LEMBRA DO MOMENTO EM QUE TOMOU VINHO NA FATÍDICA NOITE: “FOI ELE, ANGÉLICA... FOI O LIMA QUE ME DROGOU NAQUELA NOITE!”

A palavra vinho fica ecoando na cabeça de Sophia. E ela lembra detalhes da fatídica noite. “Sophia! Hellooo!”, preocupa-se Angélica. “Foi ele, Angélica... Foi o Lima que me drogou naquela noite!”, fala. A assistente fica em choque. “Que bobagem é essa que você tá falando, amiga?”, diz. “É sério, Angélica. Pensa bem! Ele me ofereceu vinho naquela noite. Pode muito bem ter colocado a droga na minha taça!”, afirma Sophia. “Sophia, ele jamais faria uma coisa dessas com você. Ele te ama! E a gente conhece o Lima!”, diz a pilantra, cada vez mais tensa.

Mas Sophia não tira essa história da cabeça. “Ou a gente acha que conhece?”, fala. Angélica tenta fazer a amiga esquecer o assunto, em vão. “Finalmente lembrei, Angélica! Aquela noite tinha se apagado da minha memória, mas agora estou começando a me lembrar. Nós bebemos vinho e isso é um fato!”, fala. Sophia lembra que Lima insistiu para Angélica os deixar a sós. “Pensando bem, ele insistiu mais do que o normal naquela noite pr’eu deixar vocês sozinhos. Talvez o Lima tenha mesmo... Não, não Sophia! Isso é muito sério. O Lima não faria isso”, diz.

Sophia fala que é mais uma pista. E surpreende Angélica com um pedido, “Liga pro Lima, vai! Pede pra ele voltar aqui!... Agora! Por favor, faz o que estou pedindo, Angélica!”, ordena ela. Sophia ainda pede para ela deixar o celular no viva-voz. A pilantra tenta dissuadi-la, sem sucesso. Nesse mesmo momento, o próprio Lima está diante da delegacia tomando coragem para contar toda a verdade a polícia. E logo toca o seu celular. Dividido, ele só atende depois de alguns instantes. “Olha, eu sei que foi bem chato esse término com a Sophia, mas eu tô ligando a pedido dela mesmo”, fala.

Ele fica surpreso. “A Sophia pediu pra você me ligar?”, surpreende-se ele. Sophia ouve tudo o que ele fala. “Ah, Angélica, na boa. Por um lado, foi até bom isso ter acontecido. Ela ter terminado comigo! Já não tô aguentando mais levar essa história adiante!”, diz. Angélica, quase tento um ataque cardíaco, tenta enrolar o rapaz mudando de assunto. “Do que você tá falando, Angélica?”, quer saber ele. “Olha, eu tô aqui na suíte da Sophia. Vem pra cá!”, diz. “Fazer o que aí?”, pergunta. Sophia se intromete. “Fala que eu lembrei da noite que minha mãe foi assassinada!”, diz a empresária, baixinho.

LIMA NO VIVA-VOZ COM ANGÉLICA E SOPHIA OUVE: “VOU DAR A REAL PRA POLÍCIA. E VOCÊ VAI TER QUE FAZER O MESMO. VAMOS CONTAR O QUE O PAULO ROBERTO MANDOU A GENTE FAZER COM A SOPHIA”

Angélica repete o que Sophia pede. “Tô fora! Vou falar a verdade, sim! Mas pro delegado!”, garante ele. Sophia fica pasma. “E você deveria fazer o mesmo!”, continua Lima. Sophia fica sem entender nada. Mas o próprio Lima entrega a sua cúmplice. “Olha, já tô aqui na porta da delegacia. Vou dar a real pra polícia. E você vai ter que fazer o mesmo. Vamos contar o que o Paulo Roberto mandou a gente fazer com a Sophia” , diz. Sophia está furiosa. Encurralada, Sophia tenta despitar a ex-chefe. “Que esquema, Lima? Você tá me falando essas coisas, mas não sei de nada disso, não”, fala.

Ele logo rebate que ela está querendo tirar o corpo fora. “Se não quer falar por bem, vai ter que falar por mal. Tô indo confessar tudo agora. E já já a polícia vai te procurar, pode esperar”, avisa ele. A sonsa continua tentando enrolar a conversa. “A Sophia tem razão! Você é um louco! Cheio de história! Eu que não vou ficar aqui ouvindo esses absurdos!”, diz a malvada. Ela desliga rápido telefone e vê Sophia com muita raiva na sua frente. “Por que tá me olhando assim? Ah não! Você não vai acreditar no Lima?”, diz.

Sophia a chama de falsa. “É por isso que não queria ligar pra ele!”, constata. “É mentira o que ele falou!”, diz Angélica. “Como mentira? Ele nem sabia que estava no viva-voz, que eu estava escutando!”, rebate a empresária. A assistente tenta ainda enrolar Sophia. “O Lima tá fora da casinha!”, diz. “Não, Angélica! Eu é que fui muito idiota por ter acreditado em você esse tempo todo! Bem que a Tina e a Andrea tentaram me avisar. Mas agora não tenho mais um pingo de dúvida! Fingida! Criminosa! Comparsa do Paulo Roberto! Você ajudou ele a matar minha mãe! Policial!”, grita ela.

Angélica aproveita que a policial que acompanha Sophia não pode deixar o posto e sai, de mansinho. A ricaça tenta ir atrás, mas é impedida. Um pouco depois, Lima está diante de Graça (Rayanne Morais) na delegacia. “Vim aqui dizer que fui eu quem drogou a Sophia na noite da morte da mãe dela. Fiz isso a mando do doutor Paulo Roberto”, conta ele, tenso, deixando Graça perplexa.

Topíssima: A tristeza de André ao ver Jade partindo para a Europa com a mãe

Topíssima: Antonio e Sophia trocam declarações apaixonadas



Veja Também