Topíssima: Antonio e Sophia sentem falta um do outro

Já em suas casas, os dois lembram com saudade dos momentos juntinhos na mata


29 de outubro de 2019

Foto: Blad Meneghel/Record TV

Sãos e salvos, Antonio (Felipe Cunha) e Sophia (Camila Rodrigues) já estão cada um em suas casas após dias perdidos na mata.

Eles contam para familiares e amigos sobre os momentos mais delicados. E quando já estão a sós, lembram-se das horas de cumplicidade entre ambos.

Essa sequência deve ser exibida no dia 30 de outubro.

ANTONIO A ZECA SOBRE SOPHIA: “APESAR DE TUDO, DAQUELE JEITO INSUPORTÁVEL, DAS FRESCURAS, ESTOU COM SAUDADE DE ESTAR COM ELA”

Sophia relaxa em sua suíte. Ela está sentada próxima à janela, com o olhar perdido. Nessa hora, entram imagens de flashback da floresta. “Você não quer deitar do meu lado, de conchinha? O calor do meu corpo vai ajudar a te aquecer”, diz Antonio. “Tanto tempo que esperei você me chamar pra cama e acontece nessa situação: no meio de uma floresta, rodeados de mosquitos, cobras”, ri ela. “Não estou chamando você “pra cama”. Só queria te ajudar a sentir menos frio. Está tremendo o corpo todo”, fala ele. Ela o abraça e se aninha junto ao corpo do ex.

Com o fim do flashback, Sophia está sorrindo. Clementina (Cláudia Mello) entra, já falando. “Pronto, minha menina, já fiz a sua cama... e que carinha é essa? O que houve?”, quer saber. “Nada não, Tina... Só me bateu uma saudade danada da floresta”, diz. “Saudade da floresta? Sei... Não sabia que tinha se apaixonado pelos mosquitos, onças, formigas, pelo frio da noite, dormir no chão duro...”, brinca Clementina. “Bobinha! Não é nada disso... A verdade, Tina, é que eu estou morrendo de saudade de estar na floresta... Com o Antonio”, admite ela, com o olhar apaixonado.

Já no Vidigal, Antonio está sentado no meio fio da calçada, observando o céu estrelado. Logo entram imagens também de flashback. Sophia se compadece do cuidado de Antonio e olha para ele, terna. “Você é tão carinhoso. E eu pisei tanto na bola contigo. A gente podia ter dado certo. Como namorados, eu digo”, fala ela. “Também tenho minha parcela de responsabilidade”, diz ele. “É. Você é bem cabeça dura. Orgulhoso”, enumera ela. “E você é mimada, autoritária”, emenda ele. “E você é...”, tenta falar ela.

Antonio a interrompe. “Não vamos brigar. Você precisa de tranquilidade pra ficar boa. A gente não tem mais nada, mas eu te prometo que vamos sair dessa juntos. Confia em mim”, diz ele, que segura a mão de Sophia, deixando-a comovida. Já de volta à realidade, Zeca (Paulo César Grande) surge ali e senta-se ao lado dele. “Tá com a cabeça longe, né?”, diz Zeca. “Tô sim... Pensando na vida”, fala o ex-taxista. “E o que “pensando na vida”, te deixou tão feliz assim? Dá pra ver no seu sorriso”, afirma. “Na Sophia. Apesar de tudo, daquele jeito insuportável, das frescuras, estou com saudade de estar com ela”, confessa.

Zeca tenta aconselhar seu vizinho. “Antonio, Antonio... Vocês se amam, não dá pra negar”, diz. “É, mas...”,  pondera o rapaz. “Mas o quê? Não tem mas para o amor, meu amigo. Pra que ficar separado quando tá doido pra ficar juntinho?”, aconselha Zeca. “Sinto falta dela, tenho que admitir”, fala o rapaz. “Eu sei. Por que vocês não voltam a namorar? Passem uma borracha em tudo e recomecem”, aconselha. “Acho que não dá, Zeca, já tentamos mais de uma vez. Eu e a Sophia somos muito diferentes, infelizmente”, constata Antonio.

Camila Rodrigues, de Topíssima: “Sophia me trouxe uma força que eu não sabia que tinha”

Topíssima: Jade cobra atenção de André e Graça