Salve-se Quem Puder: Kyra cai em armadilha das crianças e acaba num “selinho” com Alan

Babá atrapalhada arranca sorriso que há muito tempo não se via no viúvo


  • 13 de fevereiro de 2020
Foto: Globo/João Miguel Junior


Filhos de Alan (Thiago Fragoso), os arteiros Queen (Alice Palmar) e Mosquito (Ygor Marçal) começam a armar contra a nova babá, Kyra (Vitória Strada).

Além de colocarem em ação os ratinhos Madonna e Justin Bieber, eles apagam a luz da casa e fazem a jovem escorregar no óleo e na certa que espalharam pela sala. O que ela não esperava era cair em cima de Alan...

Essa sequência deve ser exibida a partir do dia 20 de fevereiro.

ALAN PARA KYRA EM NOVA TENTATIVA DE SE LEVANTAR, SEM ESCORREGAR NA “MELECA”: “A GENTE VAI TER QUE SE AJUDAR PRA SAIR DAQUI! PEGA A MINHA MÃO”

Depois de ser deixada pelas crianças sozinha, no escuro com os ratinhos, Kyra consegue sair do quarto. Mas ao descer a escada, ela pisa no chão, escorrega e cai. Ela tenta se apoiar com as mãos, mas percebe que está tudo melecado. “Que isso, óleo, gel? Que nojo! E quem mexeu nos móveis? Queen? Mosquito?”, chama ela. A jovem tenta se levantar, cai, tenta se apoiar no chão, cai.

Ela escorrega o tempo todo. “Como vou sair daqui?...Vou ficar toda roxa... Socorro!”, diz. De uma fresta na porta, Queen e Mosquito riem de Kyra caindo. Foram tantas as tentativas, que ela está toda melecada. “Que que colocaram nesse chão?”, quer saber. Ela chama novamente pelas crianças, em vão. Nisso, Alan abre a porta e vai entrando. “Cheguei! Ué, por que os móveis tão assim?”, questiona. “Cuidado, seu Alan!”, avisa a jovem. O advogado anda e cai. “Ai! Cleyde, o que aconteceu aqui?”, quer saber.

Kyra é franca. “Pergunta pros seus filhos!”, diz ela. Alan tenta levantar e cai de novo. “O chão tá derrapando. Isso é cera?”, pergunta. “Parece óleo de cozinha também... E deve ter gel misturado, sei lá”, deduz ela. A jovem tenta apoiar a mão para levantar outra vez, mas escorrega. Com Alan acontece o mesmo. “A gente vai ter que se ajudar pra sair daqui! Pega a minha mão”, pede ele. “Tô me sentindo numa areia movediça!”, constata a babá.

Alan tira uns papéis da pasta e vai colocando no chão. “Vamos pisar e apoiar as mãos nos papéis. É o único jeito”, fala ele. Kyra tenta apoiar a mão num, o pé no outro. Alan vai fazendo o mesmo. “Acho que tá dando certo”, diz ela. “Segura firme... Equilibra na minha mão”, pede Alan. E os dois se dão as mãos. “Desculpa meus filhos. Devia ter desconfiado que tavam preparando alguma pra você!”, fala ele.

IGNÁCIO AO PERCEBER UM CLIMA ENTRE ALAN E KYRA, OS DOIS NO CHÃO: “É ALGUMA COISA QUE NÃO POSSO VER... DEIXA, EU SUBO DE VOLTA. E, OLHA... DIVIRTAM-SE”

Nesse momento, a luz volta. Kyra comemora e, no susto, se desequilibra, Alan também. Ela vai caindo sobre ele. E quando chegam ao chão, estão boca a boca, no selinho. Os dois percebem a situação, não se desgrudam, mas se assustam. E ficam ali, agarrados e melados. Ela por cima dele. Até que Kyra levanta a cabeça. “Desculpa, seu Alan! A culpa é dessa melecada que os garotos fizeram no chão”, diz. Alan ficou mexico com a proximidade. “Claro... Ninguém tá dizendo que cê me... Cê sabe... Não, de jeito nenhum!”, afirma ele.

Kyra fala que o melhor é se levantar. “Essa posição tá meio ingrata”, constata. A jovem tenta de novo, mas escorrega e volta a cair sobre ele. “Ai, meu Deus! Vou acabar sendo demitida por assédio”, deduz. O advogado, que a observa, começa a rir. Kyra tenta novamente ficar em pé, sem sucesso. Mas, dessa vez, se joga para o lado. “Desisto... Não me mexo até chegar a Defesa Civil”, afirma. Os dois ficam deitados, lado a lado. O viúvo dá risadas. “Tenho que reconhecer que dessa vez as crianças se superaram”, diz.

A babá admite que elas são boas nessas armações. “Olha a minha roupa... E o seu terno? Sem falar nos seus documentos”, fala ela, ao pegar alguns dos papéis. “Ah, não! Usei os originais do contrato do cliente! E agora?”, assusta-se ele. “Do jeito que tá? Cheirando a óleo de cozinha com cera líquida? De repente, serve pra acender uma churrasqueira”, fala. Alan ri novamente. “Eu devia era tar furioso. Mas só de ter rido um pouco, já valeu”, garante. “O senhor riu disso?” , questiona ela. “Ri de você... Não, não ri de você. Ri da sua reação. A gente nunca teve uma babá com tanto senso de humor. As outras já iam tar xingando as crianças, me xingando. Cê levou na esportiva”, fala.

Nesse momento, Ignácio (Otávio Augusto) desce as escadas. “Que gritaria foi essa aí?”, quer saber. “Seu avô!”, fala Kyra, que se joga feito ninja no chão de joelhos, e vai escorregando até a escada. “Não desce, seu Ignácio!”, alerta ela. “Fica onde cê tá, vovô!”, pede Alan. Ignácio tapa os olhos com as mãos. “É alguma coisa que não posso ver. Deixa, subo de volta. E, olha... Divirtam-se!”, fala ele, percebendo um climinha ali. “Divirtam-se? Ele achou que a gente? Ai, não! Que vergonha”, fala ela. Kyra, então, olha Alan rindo sem parar e ri também. É a primeira vez em muito tempo que o viúvo sorri.

Salve-se Quem Puder: Helena readmite Luna após saber de ato nobre da jovem

Salve-se Quem Puder: Tarantino admite sentir algo diferente por Bia



Veja Também