Romulo Estrela, Grazi Massafera e David Junior lançam Bom Sucesso

Veja aqui tudo sobre a badalada festa da trama, que é um novelão leve e inspirador


  • 17 de julho de 2019
Foto: Montagem


A partir do dia 29 de julho, o público irá se emocionar, se divertir e se inspirar nas histórias de Bom Sucesso, a nova trama das 7, de autoria de Rosane Svartman e Paulo Halm, com direção artística de Luiz Henrique Rios. Protagonizada por Grazi Massafera, Romulo Estrela e David Junior, a novela faz refletir sobre o quão preciosa e única é a vida.

A literatura também é tema principal, já que Alberto, personagem de Antonio Fagundes, é dono da editora Prado Monteiro, que passa por dificuldades, numa época em que o digital toma conta de quase tudo. Para o lançamento da trama, a Globo escolheu o Rio Scenarium, na Lapa, um dos principais redutos do samba, um dos ritmos que também embalará o folhetim. O grupo Fundo de Quintal animou a festa. 

VEJA NO VÍDEO ABAIXO TODOS OS DETALHES DA BADALADA FESTA DE LANÇAMENTO

 

 

A TRAMA INICIA COM A TROCA DE EXAMES ENTRE PALOMA, PAPEL DE GRAZI MASSAFERA, QUE PENSA SÓ TER MAIS 6 MESES DE VIDA, E ALBERTO, VIVIDO POR ANTONIO FAGUNDES

A novela conta a história da batalhadora costureira Paloma (Grazi Massafera), que cria sozinha três filhos. A vida dela muda de uma hora para a outra, quando num exame de rotina descobre estar com leucemia. Aí ela passa a fazer coisas que nunca fez, sucumbe a paixão arrebatadora pelo ricaço e boêmio Marcos (Romulo Estrela). E vê seu grande amor, Ramon (David Junior), voltar dos Estados Unidos para ficar ao lado dela.

“Ela me remete a uma mulher que eu também sou. Eu volto para esse lugar de pé no chão, de povo, de público, do popular, da vivência do cheiro da máquina de costura, daquele barulho que fica na minha cabeça desde a infância. Minha mãe, Cleusa, fazia minhas roupas no corpo”, conta Grazi.

Mas há uma reviravolta depois de um tempo, quando ela descobre que seu exame foi trocado. Aí que sua vida se entrelaça com a de Alberto (Antonio Fagundes), dono do exame em que apontava a grave doença. Esse encontro  transformará a vida de ambos, que descobrem a mesma paixão pela literatura.

“Queremos falar sobre quão preciosa e única é a vida. A morte é a única certeza que a gente tem, e não precisa ser um tabu falar disso, especialmente porque, com a consciência de que nossos dias são finitos, podemos valorizar mais cada momento”, diz Rosane.

“Desejamos trazer a concepção de que a gente deve viver intensamente até o último minuto. Falamos sobre a descoberta de potenciais e sobre a redescoberta de pequenos prazeres. Acho que saber viver é o grande desafio do ser humano”, fala Paulo.



Veja Também