Regina Casé: “Já acordei apavorada pensando na reação da Lurdes ao saber que Danilo é Domênico”

Atriz avalia fim de fase da trama e fala da felicidade por ser instrumento de amor com personagem


  • 22 de março de 2020
Foto: Globo/Camilla Maia


O fim da primeira fase de Amor de Mãe, por conta do cancelamento das gravações com a pandemia do Coronavírus, acabou com um gancho e tanto: Thelma (Adriana Esteves) se tornando uma assassina. Tudo porque ela descobriu que Danilo (Chay Suede), adotado por ela quando pequeno, é Domênico, filho biológico de sua grande amiga Lurdes (Regina Casé).

Em entrevista para avaliar o término dessa fase, Regina Casé, que vem vivendo com maestria essa brasileira que cai e levanta, mas nunca perde o sorriso e a esperança, brinca que esse momento da descoberta já lhe fez perder noites de sono. “Já acordei algumas vezes pensando nisso”, conta. E, para a atriz, Lurdes chegou em todos os corações, seja rico, pobre... “É uma felicidade imensa ser um instrumento de amor em tempos tão difíceis”, fala.

Qual o balanço você faz da primeira fase de Amor de Mãe? Acho que, como todos os trabalhos que tenho feito na Globo – e isso me orgulha muito -, Amor de Mãe é uma novela que estica a corda no sentido da inovação. É um trabalho popular, mas que traz uma linguagem nova, além de temas importantes e que normalmente não estão colocados na tela. Amor de Mãe faz o público rir e chorar, mas, ao mesmo tempo, faz uma reflexão importante, forte e potente.

Como você avalia a jornada de Lurdes até aqui? Logo que me apresentaram a Lurdes, eu vi que ela era uma personagem incrível. Mas eu não imaginava que ia chegar tão longe o nível de empatia, de carinho e de amor por ela. A maneira como as pessoas me abordam o tempo todo nas ruas, são todas as classes sociais, pessoas que não viam mais novela, outras completamente noveleiras...  Acredito que a Lurdes quebrou barreiras e chegou em todos os corações.

Como acha que a Lurdes vai reagir ao saber que Danilo é Domênico? Eu não posso nem imaginar... Eu já acordei à noite várias vezes apavorada pensando nisso. Não há grito, choro, que eu faça que seja do tamanho que eu espero e que todo mundo espera. Eu tenho medo desse momento também porque a Lurdes gosta tanto da Thelma. Fico só imaginando como será...

Autora Manuela Dias dá pistas da nova temporada de Amor de Mãe

Clarissa Pinheiro, a Penha: “Amando ver a trajetória dela tomar novos, e perigosos, rumos”



Veja Também