Quem é José Fidalgo, o "guerreiro gajo" par de Bruna Marquezine em trama?

O ator português, de 38 anos, estreia em novelas no Brasil em Deus Salve o Rei


  • 29 de dezembro de 2017
Foto: Globo/João Cotta


Por Redação

Ele já encanta Portugal desde a estreia na TV, em 2002, em O Olhar da Serpente, mas ganhou destaque mesmo nas novelas da terrinha em 2011, ao viver Diogo, o protagonista de Rosa Fogo, também da SIC. Agora, o ator e modelo José Fidalgo, de 38 anos, vai brilhar aqui no Brasil na trama medieval Deus Salve o Rei, com estreia em 9 de janeiro. "Atuar no Brasil sempre foi um sonho", diz.

Na próxima trama das 7, escrita por Daniel Adjafre, Fidalgo dará vida a Constantino, o Duque de Vicenza, definido como um nobre com alma de cafajeste. Sedutor, ele se comporta como fidalgo quando necessário, mas seu melhor papel é o de amante. O personagem vai se envolver perigosamente com Catarina, a princesa de Artena, papel de Bruna Marquezine.

Foto: Globo/Marília Cabral

Quer saber mais sobre esse "gajo", pai de dois filhos?

Desde outubro, José Fidalgo se mudou para o Brasil. O convite para a trama surgiu durante a participação dele na edição deste ano do Passaporte'17, uma iniciativa da Academia Portuguesa de Cinema, que leva a Portugal diretores de casting de renome internacional.

Em sua terra, Fidalgo tem no currículo 16 novelas, 7 filmes e 4 peças. Paralelamente à carreira artística, ele mantém uma plataforma online de lifestyle, intitulada Crônicas do Fidalgo. No espaço, ele fala de algumas de suas paixões, como motos e carros clássicos, além de gastronomia e viagens.

Torcedor do Benfica, ele é pai de dois filhos, de relações anteriores: Lourenço, de 7 anos, com a empresária Fernanda Marinho; e Maria, de 4 anos, com a moçambicana Nádia Nóvoa. As saudades nestes seis meses de trabalho longe de casa serão matadas com a ajuda da tecnologia. E em seu tempo livre no Brasi, ele aproveita para conhecer mais da cultura e também para praticar surf em nossas praias.

"Como ator, sempre tive o objetivo de tornar a minha carreira internacional. E o Brasil era um sonho!"

Foto: Cátia Castel-Branco

Como está sendo participar de sua primeira novela no Brasil?

Estou muito feliz com esta conquista. Como ator, sempre tive o objetivo de tornar a minha carreira internacional. E o Brasil era um sonho! O fato de assistirmos às novelas brasileiras há mais de 30 anos fomentou esse interesse.

Sentiu alguma dificuldade com sotaque?

Ainda estou trabalhando nisso. Tenho uma professora de fonética e a grande batalha tem sido com ela. Depois é durante o dia a dia, falando com todos e, principalmente, mais do que falar é escutar. O segredo é saber ouvir. Para um ator, isto é uma grande ferramenta.

E o visual novo, cabelo longo, já se acostumou?

Em várias fases da minha vida já tive cabelo comprido. Mas é a primeira vez que estou colocando uma extensão, com mais cabelo, além dos dreads, para compor a caracterização do Constantino. Estou curtindo o visual, mas todo este cabelo que uso em cena, é novo. É um processo diário.

"Estou muito feliz de trabalhar com a Bruna Marquezine. Nos conhecemos aqui e, como qualquer ator, temos a função de dar brilho à cena, e ela é uma grande atriz."

Foto: Globo/Marília Cabral

Como tem sido a parceria com Bruna Marquezine?

Estou muito feliz de trabalhar com ela. Nos conhecemos aqui e, como qualquer ator, temos a função de dar brilho à cena e a Bruna é uma grande atriz e está muito disponível para que esta novela seja um sucesso.

Quem é o Constantino, como o definiria?

Constantino é um guerreiro, que como qualquer guerreiro tem sede de conquista. O seu grande objetivo se cruza com de outra personagem, a Catarina. Eles vão procurar lutar pelos interesses em equipe. Resta ver até quando essa equipe vai durar.

"Vou tentar lidar da melhor forma com a visibilidade, o assédio no Brasil. Acredito que existe sempre uma linha que chama respeito."

De que forma você tem se preparado para o papel?

Para além das diretrizes que me foram dadas, há muitas referências históricas e fictícias desta época e depois coloquei minha imaginação para funcionar (risos). Fizemos também oficinas e aulas especificas para cada personagem.

Qual o verdadeiro objetivo dele?

Ele quer conquistar a região da Cália, tem esse objetivo, e sabe que existe um longo caminho a percorrer, mas a Catarina acaba sendo um desvio...

Com a estreia, o assédio vai aumentar no Brasil. Se sente preparado?

Vou tentar lidar da melhor forma possível. Acredito que existe sempre uma linha que chama respeito. Enquanto esta linha não for ultrapassada, estou tranquilo.

 



Veja Também