Orgulho e Paixão: Elisabeta e Darcy renovam os votos

De volta ao Vale do Café, eles fazem amor no topo do morro


  • 19 de julho de 2018
Foto: Globo/Estevam Avellar


A vida não tem sido fácil para o casal Darcy (Thiago Lacerda) e Elisabeta (Nathalia Dill). Em capítulo que vai ao ar nesta quinta, 18 de julho, a moça será até presa por armação da megera Lady Margareth (Natália do Vale), e ela ainda insistirá que o sobrinho se case com a louca da Susana (Alessandra Negrini).

Mas para os fãs que torcem pelo casal “Darlisa”, uma boa notícia. Em capítulo a ser exibido em agosto, os pombinhos terão grandes momentos de romance na volta ao Vale do Café. Recepcionados por toda a família Benedito, eles se sentirão em casa. Claro que nem tudo serão flores porque a maldita Margareth também irá para o local e ficará na casa que era de Darcy, mas essa é uma outra história...

DECLARAÇÕES DE AMOR NO TOPO DO MORRO

No Vale do Café, Elisabeta lembrará de momentos especiais de sua infância e adolescência. E é durante uma conversa com o seu cavalo Tornado, que Darcy aparece, e a convida para um passeio. E os dois saem trotando, de mãos dadas pelo imensidão do lugar, até o topo do morro.

“Nos meus últimos tempos aqui, eu me sentia presa, limitada. Hoje, depois de tudo que vivi em São Paulo, o Vale voltou a ser meu refúgio. O lugar onde mora minha paz. Olha pra isso: parece o topo do mundo, Darcy!”, ressalta ela, diante do penhasco. “E é, se assim você quiser, meu amor. E me parece que não precisamos de mais nada”, assegura ele.

Ali, ela se lembra da época em que era uma menina ingênua, cheia de sonhos. E que mal sabia que o seu amor morava ao lado, e também que o mundo podia ser tão perigoso. Darcy a lembra que os ganhos de tudo o que ela se propôs a fazer são muito maiores. “Mas perdi outras, me decepcionei...”, lembra ela.

“Isso se chama viver, não? E ganhamos um ao outro. Você diz que eu estava aqui ao lado. Mas só cheguei aqui porque eu também me dispus a sair do meu casulo e conhecer o mundo e assim parei no Vale do Café”, diz Darcy. “Sim, o que era minha pequena vila, era um mundo novo pra você”, emenda ela.

“O mundo mais enorme que poderia encontrar, um mundo chamado Elisabeta Benedito. O mundo que quero habitar”, fala ele, abraçando a sua amada. “Não só habita, como agora ele só existe com você. Eu te amo, Darcy Williamson”, declara-se ela.

ELES RENOVAM OS VOTOS DE NOIVADO E FAZEM AMOR 

Em meio a trocas de beijos e carinhos, Darcy pega duas “alianças” feitas de plantinhas. E encaixa o anel no dedo dela, sobre a aliança original. “Elisabeta Benedito, depois de tudo que vencemos para estar aqui, juntos, no topo do mundo outra vez... Eu gostaria de renovar meus votos de noivado: a senhorita aceita ser minha digníssima noiva mais uma vez?”, pede ele.

Surpresa e imensamemte feliz, ela pega a aliança e atesta: “Mais do que isso, senhor Darcy Williamson, depois de me fazer descobrir o que é o amor, aceito hoje, amanhã e sempre, ser sua digníssima esposa. E não espero menos que um beijo do meu amado em troca”, diz ela, apaixonada.

Após colocarem as alianças, ele se beijam. Deitam na relva e fazem amor ali mesmo. Depois, ficam  abraçadinhos ainda na grama, ele sem paletó, de camisa aberta, ela sem sua capa, com o vestido desalinhado.

“Se fossemos um lugar, seria esse”, opina ela. “Se fossemos um sentimento, seria paixão”, emenda ele. “E pensar que já fomos só orgulho”, afirma Elisabeta. “Ah, não precisa lembrar disso. Não quero ser arrependimento nem por um segundo!”, conclui ele, provocando risos na amada.



Veja Também