O Tempo Não Para: Sabino autoriza Samuca a marcar casamento

Marocas diz que essa decisão cabe a ela, enquanto o seu amado ri


  • 10 de novembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Dom Sabino (Edson Celulari) surpreende a cada novo capítulo com atitudes nobres e de muita ética, mas ele também continua para lá de mandão.

E, às vezes, esquece que estamos em pleno ano de 2018. Em mais uma dessas decisões precipitadas do nobre, Marocas (Juliana Paiva) vai ficar possessa com o pai, enquanto Samuca (Nicolas Prattes)...

O Tempo Não Para: Waleska se desculpa com Samuca e Marocas

O Tempo Não Para: Samuca se empolga com “sogro” Dom Sabino

DOM SABINO: “EU GOSTARIA DE ANUNCIAR UMA DECISÃO QUE TOMEI EM CARÁTER DEFINITIVO...”

Logo após o velório de Emílio (João Baldasserini), em que todos se surpreenderam com o aparecimento de Lúcio (João Baldasserini), irmão gêmeo do vilão, Dom Sabino, Carmen (Christiane Torloni), Samuca, Marocas, Agustina (Rosi Campos) e Vanda (Lucy Ramos) estão na Samvita. Logo, Vanda traz novidades sobre a investigação da morte do malvado.

E todos reagem, passados. “Então o bacharel tentou mesmo assassinar a minha filha?”, diz Sabino, chocado. “Foi o que a polícia concluiu, Dom Sabino”, conta Vanda. “E acabou morto pela cobra que escondeu dentro das flores. Que coisa horrível!”, constata Carmen.

“Minha filha, só de pensar que você poderia não estar entre nós, eu sinto um aperto horrível no peito”, diz uma assustada Agustina. “Não pense mais nisso, mamã. Eu estou aqui, não estou?”, fala Marocas. Nisso, ela ganha um abraço de Samuca. “Graças a Deus, fora de perigo”, diz o empresário.

Carmen faz um carinho em Marocas. “Firme e forte... Pra nossa alegria”, festeja a empresária. “Foi um pesadelo, mas já passou”, emenda Vanda. “Sábias palavras, doutora Vanda. Precisamos seguir em frente com as nossas vidas. E aproveitando que os principais interessados estão aqui reunidos, eu gostaria de anunciar uma decisão que tomei em caráter definitivo”, fala Sabino.

MAROCAS A SAMUCA: “MEU PAI NÃO APRENDE. AINDA AGE COMO COMO SE ESTIVÉSSEMOS NO SÉCULO 19”

Logo, a curiosidade toma conta de todos. “Uma... decisão?”, surpreende-se Carmen. “Sim... Tendo em vista os últimos acontecimentos, e o evidente laço afetivo que cresce a olhos vistos entre nossos filhos (fala firme). Meu caro Samuel, já podemos marcar a data do casamento”, anuncia o nobre. Marocas reage passada com o que ouviu. “Meu pai, eu não acredito!”, diz ela.

“Já passou da hora, Maria Marcolina! Eu sei o que estou fazendo!”, afirma Sabino. “Essa decisão não cabe ao senhor!”, rebate ela. Mas ele mantém a pose. “Decerto que sim! O pai sou eu!”, fala. “Não seja autoritário!”, diz a jovem. “Ora, não seja você impertinente!”, devolve Sabino. Ali perto, Samuca disfarça, mas se diverte com a birra de Marocas e Dom Sabino.

Já a sós com Samuca, Marocas ainda está contrariada. “Meu pai não aprende. Ainda age como se estivéssemos no século 19”, diz ela. “Dom Sabino não faz isso por mal. São os valores dele”, comenta Samuca. “Mas por que insistir nesse assunto? Ele mesmo não vai se divorciar de minha mãe? Se há algo que aprendi neste tempo é que nem sempre o casamento é o melhor terreno para que o amor floresça”, ressalta ela.

Samuca é carinhoso com sua amada. “Eu imaginava que o nosso amor já fosse uma flor desabrochada”, diz. E Marocas sorri, doce. “Você tem razão. É a mais bela das flores”, fala. Os dois se beijam, carinhosos, antes de Marocas sair para o trabalho.

Depois de dar uma bitoca de despedida em seu amor, ele chama Nat (Malu Falangola). E fala em tom sigiloso: “E aí?... Já correu atrás do que eu pedi?”. “Tá tudo super bem encaminhado”, avisa ela. Nesse momento, Samuca sorri, com jeito de quem vai “aprontar” alguma.



Veja Também