O Tempo Não Para: Marocas toma decisão no primeiro dia do ano

Após emocionante noite de “Ano-Bom”, jovem recebe apoio do amado, Samuca


  • 31 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


O primeiro Rèveillon de Samuca (Nicolas Prattes) e Marocas (Juliana Paiva) juntos já começou quente, com muito romance antes da festa da virada.

À noite, muito emoção toma conta da Freguesia do Ó. E no dia primeiro do ano, a estilista surpreende amado com decisão. Essa sequência está prevista para ir ao ar nos dias 1º e 2 de janeiro.

O Tempo Não Para: Sabino admite saber que Carmen não está grávida

O Tempo Não Para: Romance quente de Samuca e Marocas

SABINO À MAROCAS NA VIRADA: “SABER QUE TENHO VOCÊ DO MEU LADO ME DÁ CORAGEM E FÉ PARA ACREDITAR NO FUTURO, MINHA MENINA”

Toda a família de Samuca e Marocas, além de amigos do casal e moradores da Freguesia do Ó estão felizes aguardando a virada, no Largo da Matriz. “Samuel... Foi uma bela ideia a Samvita patrocinar a queima de fogos...”, diz Dom Sabino (Edson Celulari). “Mesmo apesar da crise...”, emenda Carmen (Christiane Torloni). “Hoje é dia de festa e comemoração... A Freguesia merece!”, fala Samuca. “Vamos entrar o ano novo com o pé direito, isso é o que importa!”, emenda Marocas.

Samuca logo faz um pedido ao sogro. “Dom Sabino... o senhor que viveu sua última passagem de ano há mais de 100 anos, podia dizer algumas palavras...”. “Com imensa alegria...”, diz o sempre nobre, que logo pega o microfone. “Minha boa gente da Freguesia do Ó!... Nesta noite de ano-bom, lembro-me da minhas últimas vésperas, com minha família, séculos atrás, quando Maria Marcolina me perguntava...”, conta ele.

Nisso, entram imagens deles conversando há 132 anos. “Meu pai... O que o senhor espera do ano da raça de 1886?”, pergunta Marocas. “Espero que seja um ano marcado por valores humanistas, minha filha, que possamos viver em paz, sem guerras...”, diz ele. “Espero que o próximo ano traga um novo alento e o fim da escravidão em nosso país... Já basta de tanta injustiça com nossos irmãos negros...”, emenda Marocas.

“Essa é uma bela causa, minha filha... E eu a apóio em seu desejo. Reconheço que herdaremos uma questão econômica delicada, mas a abolição haverá de chegar, como na América”, fala ele. E os dois se emocionam. “E eu o ajudarei a realizar os seus sonhos no próximo ano e em todos os anos vindouros”, promete a jovem.

“Saber que tenho você do meu lado me dá coragem e fé para acreditar no futuro, minha menina...”, ressalta Sabino. Ele abraça a filha, que aponta para o céu, aí já mostra novamene todos na Freguesia nos dias atuais. “Um ano-bom gordo e radiante para todos!... Um feliz ano da graça de 1887...”, diz ele. “Papá...”, fala Marocas o corrigindo. “Ah, sim... Um feliz ano da graça de 2019!”. E todos brindam felizes.

MAROCAS A SAMUCA SOBRE DECISÃO TOMADA NO DIA 1º: “CHAME DE INTUIÇÃO FEMININA”

Já no primeiro dia do ano, na biblioteca da mansão dos Sabino Machado, Marocas olha com cuidado alguns documentos sobre a mesa. E logo Samuca entra. “Meu amor... Você mal pisou neste século e já virou uma workaholic!”, brinca ele. “Imagine...”, desconversa ela.

“Hoje é dia primeiro do ano... É feriado... Você não devia estar trabalhando... Vem, vamos descansar um pouco...”, pede o empresário. Marocas ignora o comentário do amado. “Meu amor... Preciso do seu conselho sobre algo que venho pensando...”, diz ela. “Claro... Sobre o que é?”, quer saber ele.

“A Kikinico é um sonho meu, de mais ninguém...”, fala. “Cê tá falando dos investimentos do Lúcio?”, intervém Samuca. “Sim... Estou pensando em usar a prerrogativa de uma cláusula do contrato assinado com ele e voltar a não depender mais de nenhum investimento externo...”, diz ela.

Logo Samuca dá sua opinião. “Acho perfeito... Você tem meu total apoio... Por que isso?... Você desconfia do Lúcio?”, pergunta ele. Marocas sorri. “Chame de intuição feminina...”, ressalta ela.



Veja Também