Lee Taylor sobre Camilo: “Comportamento inaceitável, intolerável”

Ator diz ter sofrido ameaça no Instagram e vê entrada de investigadora na trama para “mexer” com policial


  • 28 de setembro de 2019
Foto: Globo/Estevam Avellar


Por Luciana Marques

A atuação de Lee Taylor como o machista Camilo tem sido tão convincente que o público passou a odiar de imediato o personagem nessa nova fase. O fato de ele forçar o casamento com Vivi Guedes (Paolla Oliveira) na base de chantagem e até mantê-la em cárcere privado provocou a ira do público. “Agora eu estou até sofrendo ameaça no meu perfil do Instagram”, conta o ator.

Para Lee, as atitudes do policial são inaceitáveis e ele espera que Camilo seja punido. A novidade que vem por aí é a entrada de uma nova investigadora na polícia, a Yohana, vivida por Monique Alfradique, que pode mexer com o coração dele. “Pode ser para tentar desviar ele dessa obsessão pela Vivi, talvez ele tenha uma redenção. Mas não sei, isso é com o autor” (Walcyr Carrasco), avalia.

Como está a repercussão do Camilo, o que você mais tem ouvido? Até há algumas semanas, eu tinha um retorno positivo do público. As pessoas, inclusive, me incentivavam a prender o Chiclete. Diziam, quando você vai prender ele? Agora eu estou até sofrendo ameaça no meu perfil do Instagram, ameaça de me pegarem na rua, me baterem, enfim... Então ficou grave agora.

Camilo (Lee Taylor). Foto: Globo/Raquel Cunha

E o que você acha dessa fase dele, porque o Camilo está impossível, todo o mundo com raiva dele... Eu acho que é um tipo de comportamento inaceitável, intolerável. Acho que realmente essa repercussão, a reação das pessoas em relação a este tipo de comportamento é coerente com a conduta desse personagem. Ele está vivendo um momento caótico, se comportando de uma maneira que é inaceitável do ponto de vista humano. Ele não só está sendo absolutamente machista, como sempre foi antes de uma maneira mais sutil, agora mais contundente. Ele mantém uma pessoa em cárcere privado, está privando a pessoa de comer. Acho isso inaceitável.

Daqui a pouco vai dar ruim pra ele, né? Já deu, mais ruim do que isso não sei se é possível. Mas eu não vejo um futuro muito próspero para o Camilo. Eu acho que ele tem que pagar pelos crimes que está cometendo. Ele atropelou o Chiclete, mantém a Vivi em cárcere privado, deixa ela sem comer... Então imagino que daqui a pouco ele vai pagar por isso.

Você acha que tem muita gente assim que quer o amor de uma pessoa a qualquer custo? Eu acho que tem muito. E eu acho que é um tema muito importante abordado pelo autor, ainda mais num momento político e social que a gente está vivendo. Esse momento político, de acirramento dos pontos de vista. Acho que deu margem para pensamentos, atitudes, comportamento semelhantes ao do Camilo. E eu acho interessante a gente lançar um olhar pra isso e ver o quanto a gente tem sido violento em todo os sentidos. No debate político quanto nas relações sociais e no convívio familiar. E as mulheres acabam sendo o lado mais frágil desse meio familiar. Então é um tema muito importante, o feminicídio no Brasil é um dos mais altos do mundo. A gente acha que o machismo e um comportamento que está arraigado na sociedade, mas é o que precisa ser combatido. O machismo mata, oprime, humilha. Então a gente merece discutir isso. E eu acho importante que isso venha a mexer com o público para a gente rever nosso comportamento, posicionamento, conduta.

Vivi Guedes (Paolla Oliveira) e Camilo (Lee Taylor). Foto: Globo/Raquel Cunha

E essa parceria do “mal” dele com a Fabiana. Acha que há chance entre esses dois? Eles se tornaram aliados. Acho que as pessoas que têm um pensamento próximo acabam se aproximando. E está bem descarado isso. O Camilo já tinha percebido essa conduta da Fabiana e combatia isso, mas na verdade percebeu que ele tinha uma grande aliada ali e se utilizou da Fabiana pra isso, pra atrair a Vivi e pra convencer a Vivi a casar com ele. Eu acho que o Camilo não tem nenhum interesse para ter um relacionamento amoroso com a Fabiana e ele tem demonstrado isso de uma maneira bem clara. Mas talvez apareça alguém aí na vida dele. Está chegando uma nova investigadora e talvez ele tenha alguma redenção, não sei.

A personagem chama Yohana, certo? É, e será feita pela Monique Alfradique. É uma nova investigadora que apareceu na delegacia de polícia e vai auxiliar o Camilo na investigação desses homicídios. Me parece que o autor está colocando essa investigadora por alguma razão e talvez um dos motivos seja essa, ou para prender o Camilo pelos crime que ele está cometendo ou para tentar desviar ele dessa obsessão pela Vivi.

A Dona do Pedaço: Policial Yohana abala o machista Camilo

A Dona do Pedaço: Berta, de algoz a cupido de Vivi e Chiclete



Veja Também