Laços de Família: Viriato se culpa pelo grave acidente de Rachel

Yvete fica desesperada ao ver o estado da filha após atropelamento


  • 07 de outubro de 2020
Foto: Reprodução Globo


Yvete (Soraya Ravenle) está trabalhando na clínica, quando todos ouvem uma freada forte de carro, seguida de uma batida e gritos na rua. Ela tem um mau pressentimento, sai correndo e vê um amontoado de gente e um policial numa esquina. Assim que se aproxima, vê a filha, Rachel (Carla Diaz), desacordada. “Rachel, não, não, Rachel. Ai meu Deus do céu”, grita ela, que abraça a garota. Logo, todos ficam sabendo na clínica. “Eu vou avisar a Helena, e o Viriato, que eu nem sei, ninguém sabe dele”, fala a secretária Márcia (Inez Viana). Laerte (Luciano Quirino) sai correndo e, ao chegar no local, pede para Yvete deixar os paramédicos trabalharem. “Laerte, me diz que ela não morrer”, fala ela, aos prantos. “Não, ela vai ficar boa, deixa eles levarem ela para o hospital”, fala o médico.

Enquanto isso, Viriato está acordando, ainda meio desorientado, em casa. E quando ele chega na clínica, é surpreendido pela notícia. Ele fica apavorado. Instantes depois, ele já está no hospital, onde Helena (Vera Fischer) a acode. “Vai acabar tudo bem, você vai ver”, diz a empresária. Yvete, chorando, fala que sonhou com isso várias vezes. “Eu pedia para ela tomar cuidado, para ela não atravessar a rua naquela esquina, para caminhar mais um pouquinho. Por que que os filhos nunca obedecem os pais?”, fala, aflita. “Porque ela é criança, ela ouve os conselhos, mas esquece. Daqui a pouco ela vai estar aí pulando de novo e você vai estar dizendo tudo de novo, repetindo todos os conselhos, é sempre assim”, afirma Helena. A empresária lembra de vários sustos que viveu com Fred (Luigi Baricelli) e Camila (Carolina Dieckmann), quando eram crianças. “Eu mesma, quantos tombos de cavalo levei na fazenda, Deus protege”, diz.

Nisso, Laerte chega da sala de emergência. “Calma! Eles estão radiografando para ver o que deve ser feito”, conta. “Eu quero ver a minha filha. Me deixa ficar perto dela, eu preciso ver se ela está viva”, fala Yvete, aos prantos. Laerte garante que a menina está viva sim. “O Laerte não ia enganar vocês”, fala Helena. “Eu sei, mas eu sou mãe, eu preciso ficar do lado dela, que tá sofrendo”, implora Yvete. Ali próximo, Viriato (Zé Vitor Castiel) só chora. “A culpa é minha! Eu peguei no sono, sabe, não fui buscá-la na escola”, fala, muito nervoso. Um tempo depois, Laerte chega com mais notícias do estado da menina. “Ela está dormindo agora. Ela foi sedada porque ela vai ter que fazer uma cirurgia”, diz. “Cirurgia?”, surpreende-se Helena. Yvete começa a gritar, desesperada. “Por que, o que está acontecendo”, quer saber ela.

Viriato quer saber se houve algo na cabeça. Laerte explica que não teve fratura. “Não, milagrosamente não houve fratura na cabeça e nem em outro lugar. Mas ela perdeu muito sangue, está com uma hemorragia interna. Os médicos não sabem qual o órgão foi atingido, então não sabem a gravidade do caso. Ela está entrando agora na sala de cirurgia”, diz. Yvete e Viriato ficam desesperados e se abraçam. “Vocês são os meus melhores amigos e sabem do meu amor pela Rachel. Vamos ter confiança, pensar positivamente”, fala. “Eu não saia daqui sem ver a minha filha, sem conversar com ela”, avisa Yvete. Depois de horas, ela consegue permissão para entrar no CTI e ver a filha.

Yvete chora ao observar sua menina dormindo. “Filhinha, cê tá me ouvindo? Papai também tá aqui! Temos que entrar um de cada vez. Você vai ficar boa, minha filha. Eu já rezei para a virgem Maria, a mãe santíssima de todos nós. Ela vai me ouvir, ela sabe o que é sofrer por um filho. Eu falei tantas, mas tantas vezes, você não para quieta, né? É uma espoleta, vive correndo, pulando, parece que o mundo vai acabar amanhã. É uma pressa de viver que não tem razão de existir. Você é tão criança, pra quê?”, diz, chorando, baixinho. E continua no papo com a filha, que está dormindo. “Desde que eu vi o seu corpinho ali, jogado no chão, eu pensei que cê tivesse morrido. E se isso acontecesse, eu morria também. E eu sei que seu pai também morria. Que que adianta viver sem você”, fala.

Laços de Família: Helena chora ao pensar em possível romance entre Camila e Edu

Laços de Família: Pedro conhece Camila e nasce uma simpatia entre “pai e filha”

 

 



Veja Também