Glamour Garcia: “Vejo o Carnaval num espaço de arte, no sentido de ser revolução, luta”

Atriz fala da estreia no Sambódromo carioca pela Grande Rio e de lembranças da festa


  • 14 de fevereiro de 2020
Foto: Amon R.


Por Luciana Marques

*Veja a entrevista completa no vídeo, abaixo.

Depois de um ano em que sua vida se transformou da água para o vinho, com o sucesso da personagem Britney de A Dona do Pedaço, Glamour Garcia está prestes a realizar um outro sonho: ela estreia no Sambódromo carioca como destaque de um carro da Grande Rio. Ao lado dela, estará o amigo e parceiro na última trama das 9, Pedro Carvalho. “Acho que esse convite vem muito da artista que eu sou. Eu vejo o Carnaval num espaço de arte, no sentido de ser revolução, de ser luta”, conta ela.

Glamour tem uma memória afetiva da festa do Momo, de quando a sua mãe criava fantasias das mais inusitadas, como power rangers cor de rosa, galinha azul... “Hoje eu começo a reconhecer de onde vem essa artista que eu sou hoje”, conta. Ainda colhendo o reconhecimento pela brilhante atuação como a Britney, que lhe rendeu prêmios de Atriz Revelação no Melhores do Ano do Domingão do Faustão e do F5, Glamour tem planos de voltar ao teatro com um projeto baseado na obra de Lygia Fagundes Telles.

Como está o seu coração para a sua estreia no Carnaval do Rio, no desfile da Grande Rio? Meu coração está num momento de muita alegria e muita felicidade. Primeiro que é um convite muito inusitado que aconteceu e eu resolvi cair de cabeça. E nesse momento da minha vida, eu sempre acreditei, mas eu acho que esse convite para o Carnaval da Grande Rio vem muito da artista que eu sou. E eu vejo o Carnaval num espaço de arte, no sentido de ser revolução, de ser luta. E nesse momento, então, que o Brasil passa, é mais do que luta e revolução, é uma profusão de cultura. O enredo da Grande Rio trata, inclusive, disso, dessa profusão cultural tão maravilhosa que o Brasil tem, sendo mais voltada para a afrobrasilidade. Então, eu acredito que esse convite me contempla não só como pessoa, a Daniela, animada, que ama carnaval, mas a Glamour artista.

E a fantasia, pode adiantar algo? Adiantar, adiantar, eu não posso... Mentira, eu posso dar alguns spoiller. Eu e o Pedro Carvalho, meu amigo, que foi meu companheiro nesse projeto em A Dona do Pedaço, ele fez o Abel, par romântico da Britney, nós vamos num carro. Somos destaques de um dos carros. Como nós alegorizamos esses personagens e esse carro em si, a fantasia de um algo mais de personagem do que uma coisa mais corpo à mostra. Tem uma linguagem, tem uma personagem montada nessa fantasia. Então temos cabeça, colares, ombreira, saia, tope, temos tudo.

A atriz com o trof?éu F5 de Melhor Atriz Revelação de 2019. Foto: Amon R.

Como é a sua relação com o carnaval? Ela é mais afetiva. Eu pulo carnaval desde criança. Inclusive, esse momento da infância é muito interessante para mim no carnaval. Por isso eu tenho visto esse carnaval de 2020 como um lugar e reivindicação e arte. Eu lembro lá atrás, sou de Marília, interior de São Paulo. E lá, 30 anos atrás, o costume eram os bailes à noite e as matinês. Então eu estou puxando muito isso nas últimas entrevistas lembrando desse espaço de revolução, onde a minha mãe fazia as minhas fantasias. E ela fez várias interessante, fada, power rangers cor de rosa, papagaio, galinha azul. Hoje eu começo a pensar, a reconhecer de onde vem essa artista que eu sou hoje.

Com o sucesso da Britney, você passou a ser referência na comunidade LGBT. Como você vê isso? A Britney teve um alcance artístico, social, ela não foi só entretenimento, ela foi literalmente arte, ela transformou a vida dos brasileiros. Esse é o maior prêmio que eu recebi em vida pelo o que significa, não só em termos de representatividade, mas pela minha própria história, pelo o que eu fui desumanizada, destituída dos meus próprios direitos. Então hoje ter o orgulho de representar como artista e ser representativa da comunidade LGBT é um grande presente. Por todas as perdas, que não só eu, mas todos nós tivemos. E agora essas perdas estão se transformando em ganhos, muito mais numa grande vitória de estarmos todos aqui contando as nossas histórias.

Agradecimentos: Restaurante Gioia Cucina Italiana.

 

 

Troféu Domingão: Veja os bastidores da grande festa da TV

Glamour Garcia: “A sociedade incentiva pessoas trans à morte”



Veja Também