Flor do Caribe: Cristal se encanta por Cassiano e ajuda na fuga dele e de Duque para o Brasil

Filha de Dom Rafael foge de casa após descobrir vida de bandido do pai


  • 12 de setembro de 2020
Foto: Globo/Raphael Dias


Durante a fuga, Cassiano (Henri Castelli) e Duque (Jean Pierre Noher) terão uma surpresa e tanto. Assim que chegam à Guatemala, a nova amiga Amaralina (Sthefany Brito) consegue um local para eles se esconderem por lá: uma casa noturna. E assim que chegam no local, a jovem diz que eles terão que aguardar o fim do show da noite. O apresentador, então, chama a estrela da casa. “Y ahora, con usteds, la reina de la noche... Cristal!". A moça já chega cantando e dançando uma música caribenha. Cassiano a observa, encantado. “Foi o tempo que passei na prisão, ou essa mulher é a mais linda do mundo? Peraí, eu conheço essa garota”, fala Duque.

Cassiano diz que é claro que ele conhece. “É ela! Cristal! A filha de Dom Rafael”, afirma. “Será que o pai dela sabe que ela tá aqui... assim?”, questiona o estelionatário. Cassiano brinca. “Eu sabia que ela não era pra cantar em igreja”, fala.  Nisso, Amaralina os chama para falar com a amiga dela, dona do local. Os dois pedem para verem só mais um pouquinho do show. “Simpatias, combinado é combinado. Tem que ser agora. Quer ver rebolado? Então esquece meu S.O.S. que vou cair fora. Adiós, muchachos!”, avisa. Eles a seguem, sem titubear, em direção à coxia. E ficam ali, à espera. Nisso, Cristal (Moro Anghileri) entra no camarim. “Duque?”, surpreende-se ela. “Ah, lembra de mim...”, diz ele.

A cantora e dançarina afirma que lembra muito dele. “Te vi entrando e saindo da casa do meu pai tantas vezes, durante tantos anos”, fala. Quando Cassiano se vira, ela o reconhece também. “É o piloto do avião do meu pai”, diz. “Era. Te levei praquele show na igreja...”, lembra ele. A moça fala que não era um show. “Mas você transformou aquilo num espetáculo. Fiquei impressionado”, elogia ele. Charmosa, ela caminha em direção a ele. “Ah! Impressionado!”, diz. “Bastante...”, afirma ele. Quando vê que ele segura a “flor do caribe”, que colheu na mata durante a fuga, ela o provoca. “A ponto de me trazer essa flor?”, diz.

Num repente, ela agradece, pega a flor e dá um beijaço em Cassiano. Duque e Amaralina ficam boquiabertos com a cena, e Cassiano, sem graça. Mas a própria Cristal quebra o clima. “Não é pra mim a Flor do Caribe?”, quer saber. O piloto fica na saia justa. “Na verdade é que...bom...eu....”, diz. Duque o ajuda. “Ele colheu essa flor pra entregar à mulher da vida dele, que deixou no Brasil”, conta. A moça, então, coloca a flor num jarro. “Então vamos cuidar bem dela. Assim não vai morrer antes de você chegar ao Brasil e entregar pra mulher da sua vida”, fala. Depois, todos jantam juntos. E Cristal surpreende Cassiano e Duque. “Eu fugi de casa quando tive certeza das atividades ilícitas de Dom Rafael, meu pai”, conta.

Cristal faz a revelação após ouvir todo o drama da prisão vivido por Cassiano e Duque. “Por isso, tudo que vocês passaram, todo este relato de vocês de prisão, de dor e de sofrimento eu já conheço. Nada disso é novidade pra mim”, diz. Amaralina, percebendo o clima pesado, tenta mudar de assunto. “Vale lembrar que quem vive de passado, é museu. No momento presente a pergunta que não quer calar é: Cristal, você tem algum jeito de mandar esses dois pro Brasil?”, pergunta. A moça diz que pode ajudar. “O pessoal da marinha mercante frequenta o bar, assiste meus shows. Tenho bons amigos entre eles. Posso dar um jeito nisso assim que chegar algum navio atracar e a tripulação vier aqui”, diz. Os dois amigos nem sabem como agradecer. “Tu és especial!”, afirma Duque.

Flor do Caribe: Ester começa a descobrir o lado canalha de Alberto

Flor do Caribe: Amaralina fica frente a frente com o avô, Duque, na fuga dele e de Cassiano

 



Veja Também