Fina Estampa: Delegado Paredes tem certeza que Tereza Cristina matou Marcela

Após interrogar vilã, ele diz à Joana que irá provar que a perua é a assassina


  • 01 de agosto de 2020
Foto: Reprodução Globo


Aos poucos, Tereza Cristina (Christiane Torloni) começa a ficar encurralada. Depois que Joana (Suzana Pires) consegue uma foto da tal loira misteriosa que esteve no hospital no dia da morte de Marcela, sua irmã gêmea, ela não tem dúvidas da identidade da assassina. Ao ver o registro, o delegado Paredes (Samir Murad), promete que irá até a casa da socialite bater um papo com ela. No local, além da perua, estão Álvaro (Wolf Maya), tia Íris (Eva Wilma), Alice (Thaís Campos) e Crô (Marcelo Serrado), que tentam ajudar a conseguir um álibi para a vilã.A sós com a malvada, Paredes mostra a foto para ela. “É essa a mulher”, afirma ele. “A tal da loira misteriosa... Infelizmente, eu não conheço”, desconversa ela.

Mas logo o delegado a surpreende. “Eu não vim aqui perguntar se a senhora a conhece”, fala. “Ah, não?”, diz ela, sem perder a pose, claro. “Dona Tereza Cristina, olhe bem essa foto. Há de concordar que a semelhança entre vocês duas é espantosa”, afirma. A megera pega de novo a foto e tenta minimizar. “É, talvez, mas olhando bem pra foto, a gente pode concluir o óbvio”, fala.Logo, Paredes quer saber. “E qual é o óbvio?”, indaga. A malvada se faz de sonsa. “Delegado, eu sinto muito desapontá-lo, mas eu tenho um gosto fino e não duvidoso. Eu jamais colocaria roupas como essas exageradas e muito menos usaria uma peruca loira maracujá”, fala, comparando-a com a “mulher” da foto. “Nem mesmo para se disfarçar de misteriosa”, quer saber Paredes.

E ela mente na maior cara de pau. “Nem mesmo pra nada, senhor delegado. Eu não sou a mulher que esteve no quarto da Marcela Coutinho, eu não sou essa perua desclassificada”, fala, ao jogar a foto na mesa em frente a ele. O delegado, então, a surpreende. “Pois diante das semelhanças físicas e levando-se em conta que a senhora estava na companhia da vítima no dia que aconteceu o tal assalto, eu diria que a tal loira misteriosa é a senhora, sim”, fala. Tereza sorri, cínica. “Essa sua teoria poderia até ter algum fundamento, se não fosse por um pequeno pormenor”, diz. Paredes quer saber qual. E ela conta que tem um álibi. “É a minha família”, diz.

DELEGADO PAREDES À JOANA: “A MADAME QUE SE CUIDE. EU NÃO VOU DESCANSAR ENQUANTO EU NÃO PROVAR QUE ELA É A ASSASSINA”

Logo, os dois estão diante de Álvaro, Íris, Alice e Crô. “É verdade, naquele dia nós estávamos todos numa festa de aniversário”, mente Álvaro. Paredes logo de quem era o aniversário. “De quem?”, repete o dono do quiosque. “Das duas fofuras que são praticamente da família”, fala Álvaro, se dirigindo aos cãezinhos de Tereza que estão no colo de Crô. Íris confirma, dizendo que a festa teve tudo a ver com a personalidade excêntrica da sobrinha. O delegado quer saber quantos anos eles fizeram. O silêncio toma conta da sala, até que Crô intervém. “Um deles é uma lady, portanto não fica bem...”, fala. Mas Tereza se intromete. “Cinco festas”, diz. Todos continuam mentindo e inventando histórias.

O delegado, que não cai na lábia deles, se despede, e diz que eles devem estar cientes de que devem repetir essa história absurda em um tribunal, se for preciso. “É claro, doutor Paredes. Como o senhor pode perceber, a minha família é unida e não mente. Principalmente, diante de um juiz, não é?”, fala Tereza. “Nesse caso, nós ainda nos veremos”, fala Paredes. Já fora da casa, o delegado encontra com Joana e fala sobre o interrogatório. “E o senhora acreditou nessa história”, indaga ela. “Claro que não, eu nunca vi tanto maluco por metro quadrado”, fala.

Joana quer saber o motivo de ele não ter prendido Tereza. Ele conta que a vilã arrumou um álibi e ele teve que se retirar. “Mas não vai ser muito tempo”, diz. A irmã de Marcela fala que os dois, então, estão de acordo. “O senhor também acha que ela é a loira misteriosa?”, pergunta. “Eu não tenho a menor dúvida”, garante. “E agora”, indaga ela. “A madame que se cuide. Eu não vou descansar enquanto eu não provar que ela é a assassina”, fala. Joana respira fundo, enquanto Ferndinand (Carlos Machado) ouve toda a conversa de trás de uma árvore.

Fina Estampa: Esther surpreende Paulo e o deixa sozinho cuidando de Vitória

Fina Estampa: Joana descobre que loira misteriosa é Tereza Cristina



Veja Também