Êta Mundo Bom!: O sofrimento de Candinho com o sequestro de Policarpo

Após mais uma armação de Sandra com Ernesto, a vilã ainda tenta seduzir o caipira


27 de junho de 2020

Foto: Reprodução Globo

Os vilões Sandra (Flávia Alessandra) e Ernesto (Eriberto Leão) armam mais uma contra Candinho (Sérgio Guizé) para colocarem a mão na grana de Anastácia (Eliane Giardini). Desta vez, o alvo deles é Policarpo, o burro de estimação e grande confidente do caipira. Candinho dorme quando, de repente, desperta ao ouvir relinchos do animal. “Ara, que eu ouvi o Policarpo”, fala. O rapaz salta da cama e sai correndo pela casa, de pijama mesmo. Até que esbarra em Sandra. A malvada quer saber o que aconteceu. “Eu ouvi o Policarpo zurrar, ele gritou por socorro”, diz.  “Você não estava dormindo”, quer saber ela.

O caipira diz que acordou com Policarpo lhe chamando. “Mas há de ter sido só um mal sono... Veja, eu havia descido para pegar um copo de leite pra mim, mas beba você”, diz ela, tentando enrolar ao máximo o caipira, para que Ernesto e os capangas de Cara de Cão (Marcello Gonçalves) consigam completar o serviço. Ela fala, fala, tentando demovê-lo de sair. “Deve ter sido um pesadelo”, diz a malvada. “Eu sinto no coração. Alguma coisa muito ruim aconteceu com o Policarpo. Você dá licença”, fala ele, que vai até os jardins da casa.

Nisso, o animal já está sendo levado para fora, onde é colocado num caminhão. Ernesto bate no bicho para ele andar e leva um coice daqueles, sendo jogado no chão. Enquanto isso, Candinho corre desesperado até o local onde Policarpo ficava. Ele só encontra o balde dele. “Onde tá ocê, Policarpo?”, fala. Logo ele se desespera. “Roubaram o Policarpo”, grita. O caipira corre até o portão. “Ô meu Deus, roubaram o meu amigo”, diz. Já dentro da mansão, Anastácia tenta entender o que houve. “Mas por que iam roubar um burro”, fala. Maria (Bianca Bin) logo intervém. “Dona Anastácia, quem roubou o burro quis atingir Candinho”, constata.

Anastácia não entende. “Ah, como assim, Maria”, diz. Sandra fica só de olho. “É óbvio, dona Anastácia, pra que haviam de roubar um burro”, fala a empregada. Candinho diz que é isso que ele quer saber. “Quem havia de querer roubar o meu Policarpo?”, diz. Nisso, Maria olha para Celso (Rainer Cadete). “E você, Celso, o que pensa sobre isso? Você tá em silêncio”, diz ela. “Eu concordo com Maria. Por que haveriam de roubar um burro?”, fala. Sandra se intromete e diz que eles devem procurar a polícia. Logo, Pirulito (JP Rufino) lembra que a polícia não dá muito importância nem para pobre e para “burro então”.

Mas Candinho olha para o amigo. “Pirulito, mas é o Policarpo. Ele é quase como gente pra mim”, diz o rapaz, com os olhos cheios de lágrimas. Anastácia vai com Celso e Candinho até a delegacia, mas lá informam que eles têm casos mais urgentes e que procurar um “burro” demandaria tempo. Já de volta à mansão, a Anastácia promete ao filho que no dia seguinte, eles irão procurar o animal. Ao ver a tia sair do quarto do filho, Sandra corre até lá e quase o pega de ceroula. Sonsa, ela pergunta como ele está. Candinho aponta para o coração. “Dói aqui”, fala. Nesse momento, ela o abraça, tentando seduzí-lo. Eles quase se beijam. “Sandra, você faz favor de deitar? É que eu tô confuso. Deixa eu aqui com a minha tristeza”, fala.

Êta Mundo Bom!: Celso toma uma importante decisão por amor à Maria

Êta Mundo Bom!: Maria rompe com Celso após atitude inconsequente do rapaz