Êta Mundo Bom!: Maria entra em trabalho de parto e fica entre a vida e a morte

Pouco antes, Sandra arma para incriminar a jovem por roubo e Celso assume a culpa


  • 30 de maio de 2020
Foto: Reprodução Globo


Sandra (Flávia Alessandra) arma mais uma de suas maldades com o objetivo de afastar Maria (Bianca Bin) da casa de Anastácia (Eliane Giardini). A vilã coloca um colar da tia numa das bolsas da empregada. E quando a senhora da falta da joia, a malvada diz para ela olhar no quarto das funcionárias. E quando chega no de Maria, elas encontram a peça. A moça fica atônita, sem saber o que dizer. “Maria, eu fiz tudo por você. Você traiu a minha confiança. Como pode?”, fala Anastácia, sentida.

A jovem fala que não pegou a joia e que nunca faria isso. Mas Anastácia fala que há evidências. “Eu lhe sou tão grata, como eu poderia roubá-la?”, tenta defender-se a moça. Cínica Sandra diz que Maria podia estar com medo do futuro e quis se garantir. “Não há motivo que justifique roubo, ingratidão. Você sempre contou com o meu apoio. É claro que não pode mais ficar nessa casa, por mais cruel que isso possa parecer. Eu quero que você pegue as suas coisas e deixe a minha casa imediatamente”, fala Anastácia.

Com sete meses de gestação, a jovem fica pálida, mas diz que irá acatar as ordens da patroa. Nisso, emocionado com tudo o que está ocorrendo e sabendo que deve ter dedo de Sandra na armação, Celso (Rainer Cadete) surpreende a todos. “Fui eu!”, fala. Maria se assusta, assim como Anastácia. “Eu tenho dívidas grandes de jogo, titia. Fiquei desesperado e peguei o seu colar. Escondi nas coisas de Maria porque lá ninguém ia desconfiar. Pretendia vender em breve”, conta. A ricaça o olha, magoada. “Ai, celso, que decepção”, diz.

Ele confessa ser um jogador. “E eu corro risco de vida”, fala. Nisso, Anastácia afirma que ele pode ficar com o colar, mas deve deixar imediatamente a casa. “E ainda deixou uma inocente ser acusada”, fala a senhora. Maria se intromete e implora para a patroa não mandar Celso embora, já que ele parou de jogar. “Ele tem qualidades, muitas. Eu lhe peço pelo meu filho, pelo seu filho. Não o abandone. A senhora mesma disse que Celso não teve amor da mãe, dê a seu sobrinho a mesma chance que uma mãe amorosa daria a um filho”, fala ela, comovida.

Anastácia concorda e diz que o perdoará o sobrinho pela última vez. Nisso, Maria sente uma contração. “Ai... Uma dor horrível”, fala. Todos a acodem e ela é levada para o hospital. Após ser atendida, o médico não tem boas notícias. “Parto prematuro é sempre um risco. Segundo o obstetra a dilatação não é suficiente, mas ela já entrou em trabalho de parto. A mãe e a criança estão entre a vida e a morte”, fala, deixando Anastácia e Celso desesperados.

Êta Mundo Bom!: Candinho leva surra de gangue e tem o medalhão roubado

Êta Mundo Bom!: Celso se emociona ao sentir bebê de Maria mexer



Veja Também