Êta Mundo Bom!: Candinho leva Pirulito e o burro Policarpo para a mansão de Anastácia

O caipira se sente como "pinto no lixo" na mansão da mãe


17 de junho de 2020

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Após um comovente e afetuoso abraço, Anastácia (Eliane Giardini) e o verdadeiro filho, Candinho (Sérgio Guizé), lembram dos vários encontros. “Meu Deus, nós nos vimos tantas vezes naquela igreja. Todos os dias eu ia lá acender uma vela, pedir à Nossa Senhora para encontrar o meu filho”, diz a milionária. “E eu pra encontrar ocê, mãe”, fala ele. “Ela nos ouvir, ela nos aproximou. Nós é que não fomos capazes de entender. Se nós tivéssemos trocados mais uma única palavra”, ressalta ela. “Se eu tivesse mostrado o meu medaião”, lembra ele.

Anastácia fala que se tivesse ouvido uma única vez o nome dele. “Se eu ouvisse Candinho, eu tinha me atirado nos teus braços”, fala ela, ainda com lágrimas nos olhos. A ricaça abraça mais uma vez o caipira. “Oh, mãe... Eu nunca que eu ia pensar que a senhora era a minha mãe. Mas eu vou agradecer à Nossa Senhora por ter me dado a melhor mãe do mundo”, fala ele, que se ajoelha diante de Anastácia. “Nós vamos agradecer juntos, nós vamos rezar juntos para Nossa Senhora”, garante ela. “Agora eu só não entendi uma coisinha. Como é que esse professor aí descobriu que nóis somos filho e mãe?”, pergunta Candinho.

Pancrácio (Marco Nanini) conta desde o primeiro momento em que estranhou ter ouvido Ernesto (Eriberto Leão) falar que tinha ficado rico depois de encontrar a mãe. Candinho fica irado. “Vocês se conhecem?”, pergunta a ricaça. “Conheço, mãe, e não gosto dele não”, afirma. Pancrácio conta toda a história, até o momento em que eles desmascararam Ernesto durante o casamento com Sandra (Flávia Alessandra). Anastácia diz que Candinho deve ser gratos aos amigos Pirulito (JP Rufino) e Pancrácio. “Mãe...”, grita ele, que sai correndo para mostrar o burro Policarpo. “Ai, meu Deus”, fala Anastácia, dando risada.

Logo, Anastácia convida todos para comerem em sua casa. “Candinho, vai fazer suas malas. Você também, que é tão amigo do meu filho”, diz, referindo-se à Pirulito. “Calma, Policarpo. Ô mãe, ele pode ir também?”, pergunta o caipira. “Claro que ele pode ir, será recebido como um príncipe na minha casa”, diz a milionária. “Tá vendo, Policarpo, agora você há de viver nos luxo”, diz Candinho. No fim das contas, ele fala que foi até bom ter o medalhão roubado, porque se fosse diferente, não teria encontrado a mãe. “Por isso, tudo que acontece de ruim na vida da gente é pra meiorá”, fala.

CANDINHO SE SURPREENDE AO CHEGAR NA FRENTE DA MANSÃO DA MÃE: “EITA QUE É UM PALÁCIO”

Eles saem felizes em direção à mansão, como se fosse uma carreata. E Candinho puxa Policarpo, com Pirulito montado no burro. “Eita que é um palácio, não é Policarpo?”, fala Candinho ao chegar na mansão. “Agora é sua casa, filho, entra”, diz a milionária. Dentro da casa, ela apresenta Candinho a Celso, Maria (Bianca Bin) e Quitéria (Kenya Costta). “Esse é o meu verdadeiro filho”, fala. Celso diz que o conhecia da praça, vendendo pipoca, e do Dancing. “É mesmo, você frequenta o Dancing, Candinho”, quer saber Anastácia. “Óia, mãe, eu nunca tive dinheiro pro Dancing, mas eu ia lá na porta todas as noites para modo de encontrar uma moça. Mas eu não quero falar disso porque é triste por demais”, conta.

Pancrácio se intromete. “Assuntos do coração”, fala. Anastácia se aproxima do caipira e pega as mãos dele. “Mas se um dia você quiser, desabafe comigo. Além de sermos mãe e filho, eu quero ser sua amiga”, ressalta. Maria mostra-se empolgada. “Candinho, seja muito bem-vindo e muito feliz aqui”, diz ela. Nisso, Anastácia se aproxima da empregada e a abraça. “Maria, eu soube o que você fez. Muito obrigada, querida”, fala. “Imagina”, diz a jovem. Animado, Candinho abraça Celso e Maria. Quitéria fica tímida. “O quê? Ocê trabalha aqui, também é de casa, dá um abraço”, fala ele, que abraça Quitéria bem apertado.

Logo aparece Alice (Nathalia Costa), e Candinho dá um abraço carinhoso na menina. Maria chama atenção da menina, mas Anastácia diz para deixar ela ali. “Eu gosto por demais de criança. E essa casa é tão grande. Óia Quinca, isso aqui é feito casa de rico...Dá até para se perder aqui”, fala ele, que sobe as escadas. Candinho também se joga no sofá. “Eu nunca sentei num lugar tão macio”, fala. “Há de se sentar todos os dias aqui”, fala Anastácia. Ele pula no sofá com a criançada. “É muito confortável a minha casa. Gosta, né, filho?”, diz a ricaça. “Ah, mãe, eu tô no céu. Ê lasquera”, vibra ele. De um canto, a vilã Sandra (Flávia Alessandra) só observa tudo, já pensando em seu próximo golpe.

Êta Mundo Bom!: Anastácia encontra o verdadeiro filho, Candinho

Êta Mundo Bom! Anastácia humilha Ernesto ao descobrir farsa: “Como pode ser tão cruel”