Espelho da Vida: Margot teme que o pior tenha acontecido a Pedro

Ela sente que seu amor Vicente lhe trará logo informações sobre o filho


  • 06 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Depois do lindo sonho com Vicente (Reginaldo Faria), Margot (Irene Ravache) resolveu encarar de frente o desaparecimento do filho, Pedro (Rafael Cardoso).

Agora, ela tem certeza que Vicente a ajudará a encontrar o rapaz ou, ao menos, descobrir o que aconteceu com ele. Desesperada por uma informação, ela pede ajuda até a sensitiva Grace (Patricya Travassos). Essa sequência está prevista para ser exibida nesta quinta-feira, dia 6 de dezembro.

Espelho da Vida: Vicente já sabe o que aconteceu com Pedro

Espelho da Vida: Alain conta à Cris que é o pai de Priscila

GRACE À MARGOT: “COMO NÃO ACREDITAR EM MORFEU, O DEUS DO SONHO, QUE ASSUME A FORMA HUMANA DA PESSOA AMADA DURANTE O SONO?”

Com a foto de Pedro em mãos, os olhos fechados, Grace se concentra. Ansiosa, Margot está ao lado dela. “Nada, Margot. Não consegui sentir nada. Às vezes as brumas tomam conta, sabe? Como se fosse um nevoeiro...”, fala a mãe de Isabel (Alinne Moraes), decepcionada.

“Quem sabe num outro momento, não é? Mais ensolarado...”, diz Margot, tentando disfarçar a frustração. Grace tenta animá-la. “Com certeza, minha querida. Uma vez a gente conversou sobre o seu filho e eu percebi que você ficou mexida, por isso nunca mais toquei no assunto, não sei se você quer falar sobre isso agora, mas eu estou aqui”, diz a sensitiva.

“Falar dele, pensar nele é muito doloroso, mas acho que agora resolvi encarar de frente”, conta a viúva. “A raiz de todo sofrimento é o apego, já dizia o mestre Buda. Quando a gente sofre, a responsabilidade é nossa. Quando está feliz, também. Cada um é seu próprio céu e seu próprio inferno. Não sei se isso é bom ou ruim, só sei que é assim. A sorte é que o outro existe. Eu senti que você precisava de mim. E vim”, diz Grace.

“Não sei se você acredita nessas coisas, nesse tipo de comunicação, mas tive um sonho tão real com o Vicente!”, conta Margot. “Como não acreditar em Morfeu, o Deus do sonho, que assume a forma humana da pessoa amada durante o sono?”, fala a esotérica. “Verdade, por isso a gente diz que caiu nos braços de Morfeu quando dormiu bem. O meu Morfeu é o Vicente no meu sonho, ele disse que ia me ajudar a encontrar meu filho...”, conta.

MARGOT: “MESMO SEM ENXERGAR COM OS OLHOS, SINTO A PRESENÇA DO VICENTE E SINTO QUE ELE VAI ME AJUDAR A TER FORÇAS, SE MEU FILHO TIVER PARTIDO”

Grace tenta animar Margot. “Ele vai te ajudar, Margot. Pode ter certeza!”, diz ela. “Queria tanto ter o dom de ver, mas às vezes, mesmo sem enxergar com os olhos, sinto a presença dele e sinto que ele vai me ajudar a ter forças, se meu filho tiver partido...”, fala a viúva tristinha.

“Você tem um dom muito especial. Uma coisa linda. E rara! A sintonia com você mesma. Quem tem essa capacidade, consegue se conectar com a existência. Eu estava na dúvida se devia insistir no assunto, mas depois desse sonho com o Vicente, nossa história vem mesmo de longe, Margot. Não nos encontramos a toa”, afirma a sensitiva.

Margot concorda. “Fiquei muito impressionada com a visão que você teve de nós duas e Ana, num tempo muito antigo. Precisamos nos reunir, as três, num lugar especial”, diz a viúva. “Claro que a gente não está se encontrando pela primeira vez! Lógico! Você casou com o Vicente, que é avô do Alain, que é...”, começa a enumerar Grace.

“Pai da Priscila, sua neta! Meu Deus! Que trama linda que a gente veio tecer nessa vida, hein?”, concorda Margot. “Uma corrente do bem! Só falta a gente descobrir o papel da Ana, a terceira mulher, nessa nossa jornada, as três faces da Deusa, a donzela, a mãe e a anciã”, diz Grace. E as duas se abraçam ali, emocionadas.



Veja Também