Espelho da Vida: Isabel flagra Alain e Cris abraçados

Vilã, que após noite de amor se sente “dona” do cineasta, faz uma cena


  • 13 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Cris (Vitória Strada) e Alain (João Vicente de Castro) ainda estão separados, mas em capítulo a ser exibido nesta quinta, 13 de dezembro, eles quase têm uma recaída.

Mas no momento em que estão abraçados, a vilã Isabel (Alinne Moraes), que já se sente “dona” do cineasta após noite de amor com ele, flagra os dois ali juntinhos.

Espelho da Vida: Isabel tem pesadelo com Felipe e Priscila

Espelho da Vida: A primeira vez de Julia e Danilo

CRIS PARA ALAIN: “ATÉ QUE PONTO A GENTE CONFIA REALMENTE NO OUTRO?”

Alain começa a se redimir por todas as grosserias e cenas de ciúmes com Cris. “Eu sei que não existe outro cara na jogada. Pirei no seu envolvimento com o Jorge Benício, fiquei cego, é incrível o que o ciúme faz com a gente... É claro que vocês não têm nada um com o outro”, diz ele. “Eu quis te explicar naquele dia, você ficou uma fera, não me ouviu! Nunca tive nada com o Jorge!”, fala Cris.

E o cineasta aproveita para se declarar. “Te amo, quero recomeçar nossa vida juntos, sem mentira nem traição! Quero você de volta, seu jeito doce, sua força, sua lealdade”, fala. “Não sou mais essa Cris, Alain. Incrível como você não percebe o quanto eu mudei!”, explica ela. “Está mais madura, muito mais atraente”, fala ele.

Mas Cris é incisiva. “Até que ponto a gente confia realmente no outro? Estou vivendo uma situação que não posso compartilhar com você! E se soubesse ia querer me internar num hospício”, conta ela. “Tenta me explicar, eu te amo, vou compreender, o que tá acontecendo? O que você quer dizer?”, pergunta ele.

Logo a atriz pondera. “Quero dizer que a gente precisa continuar longe um do outro, por mais algum tempo! Eu sei que não é justo pedir isso, nem ia mais tocar nesse assunto com você!”, fala. “O que eu sei é que a filmagem começa amanhã, tá tudo pronto, um sonho nosso, meu amor, mais seu do que meu, imaginava fazer esse trabalho do seu lado”, ressalta ele.

ALAIN À CRIS: “O AMOR INFINITO É NOSSO... MEU AMOR POR VOCÊ É ASSIM...INFINITO”

Nesse momento, Cris amolece, seus olhos se enchem de lágrimas. Logo ele a puxa. “A Julia é sua... é você!... O Amor Infinito é nosso, Cris... Meu amor por você é assim... infinito...”, declara-se o diretor. Cris se deixa abraçar, mexida. Afinal, Alain é o seu amor da realidade.

Mas nesse momento de carinho entre os dois, chega Isabel, na porta. “Ah, que lindo os dois pombinhos arrulhando! Posso falar com você, Alain? É sobre a nossa filha!”, fala a vilã. Cris logo se afasta de Alain. “Tudo bem, Cris? Ensaiando alguma cena com o diretor?”, pergunta Isabel, irônica.

Alain fala, contido. “O que você quer, Isabel?”. “Não lembra que a gente combinou de falar hoje sobre a Priscila, querido?”, fala ela. “Vou deixar os dois à vontade...”, diz Cris. “Imagina, eu volto depois. O Alain deve ter muita coisa pra te contar, não quero atrapalhar. Eu volto...”, fala a malvada. E ela sai dali brava, constrangendo Cris e Alain. “Combinei de levar a Priscila pra ver as...”, tenta explicar o cineasta.

“Não tem que me explicar nada. A gente se vê depois”, fala Cris, que também sai com tudo dali. E Alain querendo matar ou morrer...



Veja Também