Espelho da Vida: Cris desenha rosto de Danilo e Alain vê

Cineasta quer saber quem é o “bonitão”, sem imaginar que amada já o conhece


  • 18 de outubro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Mesmo sem Alain (João Vicente de Castro) acreditar em “vidas passadas”, Cris (Vitória Strada) de fato está ajudando no filme Amor Imortal, desde que iniciou “viagens” aos anos 30 na casa de Julia Castelo.

E Alain agradece a participação da amada com dicas importantes, mas mal sabe ele como Cris tem descoberto cada novo detalhe desta história de mistério e amor.

Espelho da Vida: Cris se choca ao saber quem é o pai de Julia

Espelho da Vida: Isabel entra na casa de Julia e se choca com visão

ALAIN PARA CRIS: “MUITO BOM ESCREVER O ROTEIRO COM VOCÊ, GATA. PARECE QUE VOCÊ JÁ 'VIU ESSE FILME'”

Alain está no gabinete do casarão escrevendo o roteiro do filme com Cris ao lado. E logo ele tem uma dúvida sobre o pai de Julia, Eugênio (Felipe Camargo). “Será que o coronel Eugênio era tão tirânico assim, Cris? Na década de 30 as mulheres não eram mais tão submissas. Em 32 foi inaugurado um cinema em Belo Horizonte, aquela nadadora, a Maria Lenk, participou de uma Olimpíada, já tinha o filme Tarzan!”, diz Alain.

“A gente tá falando de Rosa Branca, uma cidadezinha perdida no interior de Minas! Te garanto que a Piedade tinha medo do coronel, obedecia como um gatinho!", fala Cris. “Tá bom... Vou na sua intuição. Mas a Julia você disse que contestava as ordens do pai”, pontua o cineasta. “Não frontalmente. Mas tinha suas opiniões, sim”, conta ela.

Alain sorri e faz um carinho na amada. “Muito bom escrever o roteiro com você, gata. Parece que você 'já viu esse filme'”, afirma ele. “É a impressão que eu tenho, juro. Escreve aí... Dá uma cena bem sintomática, a Piedade lavando os pés do coronel”, diz Cris, citando exatamente a cena que ela viu em uma de suas “viagens ao passado”.

O cineasta se diverte. “A mulherada vai cair em cima de mim...”, diz ele. “Fazer o quê? Filme de época tem dessas coisas”, constata Cris.

CRIS DESENHA DANILO E ALAIN QUER SABER QUEM É O “BONITÃO”

Em seu quarto no casarão, meio fora da realidade, Cris desenha o rosto de Danilo (Rafael Cardoso). O desenho sai quase perfeito e escreve “Danilo”. Tão absorta ali em sua “obra”, a atriz nem percebe quando Alain chega por trás, recém-saído do banho. “Hum... Quem é o cara bonitão? Não estou gostando!”, fala ele, de forma leve.

Cris se assusta. “Ai, Alain, não faz isso! Tava tão distraída!”, diz ela. “Tá legal o desenho, gata. Nem sabia que você desenhava tão bem, nunca me disse”, fala ele. E ela fica sem jeito. “Eu não desenho há quase um século... Quer dizer há séculos...”.

Logo Alain faz a pergunta “que não quer calar”. “Quem é esse” cara?”, indaga. Ela meio que tenta despistar. “Brincando com o lápis, foi saindo assim, de repente. Acho que o Danilo da Julia, o ator que vai fazer, claro. Fico imaginando ele assim. Parecido, né, evidente”, fala.

O cineasta olha novamente o desenho e diz: “É... Tem um rosto romântico, de época. Mas não conheço nenhum ator com essa cara. Vai desenhando até a gente encontrar o Danilo ideal”, pede ele. E Alain mal sabe que Cris já “conhece” o verdadeiro Danilo em suas “idas” aos anos 30.



Veja Também