Éramos Seis: Clotilde revê Lola e diz que filho foi o que de melhor aconteceu na sua vida

A matriarca dos Lemos desabafa com irmã sobre a decepção com Afonso


  • 14 de fevereiro de 2020
Foto: Globo/Victor Pollak


Aflita com ida de Alfredo (Nicolas Prattes) para a guerra, Lola (Gloria Pires) resolve ir até Itapetininga onde acontecem as ações.

Ela tem a companhia de Genu (Kelzy Ecard), também preocupada com Lúcio (Jhona Burjack). Na casa da família, Lola reencontra com Clotilde (Simone Spoladore).

Essa sequência será exibida no dia 22 de fevereiro.

LOLA CONTAS AS NOVIDADES PARA CLOTILDE: “EU TIVE UMA GRANDE DECEPÇÃO COM O SEU AFONSO”

Lola fica encantada ao conhecer Francisco, filho biológico de Clotilde, mas registrado por Olga (Marida Eduarda de Carvalho) e Zeca (Eduardo Sterblitch). Ela só não pode falar muito da criança, por conta da presença de Genu. Mas quando conseguem um tempinho a sós, próximo à horta da casa, elas colocam a conversa em dia.

Clotilde fala da felicidade de rever a irmã. “Aqui tenho muitos afazeres, mas sinto falta da nossa parceria, aquele trabalhão que dava fazer os doces, mas quando acabava dava aquele orgulho, não é?”, fala. “Dava, sim, Clotilde... Mas agora vou diminuir a produção, eu terminei a sociedade com o seu Afonso”, conta. “Terminou? Mas dava tão certo...”, lembra Clotilde.

Lola diz que para ela, que é sua irmã, ela pode contar a verdade. “Eu tive uma grande decepção com o seu Afonso”, revela. “Nos negócios?”, quer saber Clotilde. Lola nega. Sua irmão pergunta, então, se foi na amizade. “O seu Afonso, ele declarou que tinha sentimentos por mim... E eu percebi que também gostava dele, não vou mentir”, confessa.

CLOTILDE À LOLA: “NÃO ME ARREPENDO DE NADA DO QUE VIVI COM O ALMEIDA... O FRANCISCO É A MELHOR COISA QUE ACONTECEU NA MINHA VIDA”

Clotilde não entende. “Gostava? Não gosta mais?”, indaga. “Não é isso. Mas nós pensamos em tentar, contar para os nossos filhos, sabíamos que não ia ser fácil até que com a morte do Carlos eu decidi que não queria mais, não tinha alegria e força para tentar um romance”, fala. “Nessas horas poder dividir a dor com uma pessoa que lhe quer bem é melhor, minha irmã”, encoraja Clotilde.

Lola concorda, mas conta o restante da história. “Então há uns dias o seu Afonso me procurou novamente, reafirmou seus sentimentos por mim e ficamos de conversar novamente, fazer planos para o futuro, só que ele não estava sendo correto. Porque nesse tempo em que ficamos distantes, ele voltou a ter um relacionamento com a Shirley”, revela. “A Shirley? Mas foi ele quem lhe contou”, quer saber Clotilde.

Lola fala que não, que ele mentiu. “Quem me contou foi a Genu, Durvalina confirmou”, fala. “Se você diz, talvez seja mesmo verdade, mas, pelo que conheço do seu Afonso, esse comportamento não combina com ele. Eu acho que ele é muito sincero no sentimento que tem por você, sempre notei”, constata. “O Almeida tinha sentimentos por você, mesmo assim agiu errado várias vezes, não foi?”, rebate Lola.

Clotilde não responde, consentindo. “Bem, vou colher umas folhinhas de malva”, fala Lola, que vai saindo. Mas Clotilde a chama. “Eu não me arrependo de nada do que vivi com o Almeida... O Francisco é a melhor coisa que aconteceu na minha vida”, garante ela. E as duas irmãs ficam ali, na cumplicidade.

Éramos Seis: Alfredo e Inês transam em meio à guerra

Éramos Seis: Almeida pega no colo o seu filho com Clotilde e se encanta



Veja Também