Episódio de Amor e Sorte com Taís Araújo e Lázaro Ramos é uma homenagem à Fernanda Young

Alexandre Machado escreveu a trama dedicada à escritora, com quem foi casado por 25 anos


  • 14 de setembro de 2020
Foto: Globo/Estevam Avellar


O próximo episódio da série Amor e Sorte, protagonizado por Taís Araújo e Lázaro Ramos, no ar na noite desta terça, 15, é uma homenagem do roteirista Alexandre Machado para Fernanda Young, com quem foi casado por 25 anos. Intitulado Linha de Raciocínio, a trama mostra um casal confinado em época de isolamento social divergir sobre uma questão ideológica. Eles iniciam, então, uma grande “DR”, inflada pelos nervos à flor da pele. “O confinamento forçado leva as emoções ao extremo, e nos vemos vivendo conflitos antes inimagináveis, sobre os assuntos mais prosaicos. Na história, acompanhamos como um casal reage a um panelaço, transformando uma crise política numa crise matrimonial. Vemos a dor e o ridículo disso”, diz o autor.

A obra é o primeiro trabalho de Alexandre desde a morte de Fernanda, vítima de uma parada cardíaca após crise de asma, em 2019. O roteirista relembra com carinho a parceria na vida e na profissão entre os dois. “Conhecer Fernanda foi a melhor coisa da minha vida. Em todos os sentidos. Amorosamente, profissionalmente, espiritualmente, existencialmente. Ninguém aproveitou mais a Fernanda do que eu. Foram 25 anos casados, muita sorte, realmente. Escrevi o texto para ela”. Ao fim do episódio, o público verá uma pequena dedicatória do autor para Fernanda.

Alexandre Machado. Foto: Globo/Estevam Avellar

TAÍS ARAÚJO: "ESSE TRABALHO VEIO PARA FORTALECER A NOSSA RELAÇÃO" 

Criada por Jorge Furtado, a série tem quatro episódios. Linha de Raciocínio tem roteiro de Alexandre Machado, direção artística de Patrícia Pedrosa e direção de Lázaro Ramos. A gravação da obra é integralmente remota, feita na casa dos atores. Para Lázaro e Taís, casados há 16 anos, a experiência fortaleceu ainda mais a relação.  

TAÍS ARAÚJO – “A gente já tinha feito par romântico algumas vezes. Esse trabalho veio para fortalecer a nossa relação. Foi uma oportunidade de redescoberta do que a gente podia fazer. Temos a sorte de conseguir trabalhar junto, e essa série, neste momento, veio para nos fortalecer. O resultado desse trabalho ajudou a ficar no eixo. Estávamos muito angustiados, muito à deriva nesta quarentena. Agora, parece que virou uma chave.”

LÁZARO RAMOS – “Temos uma relação em que o nosso trabalho só nos faz bem. Acho que a gravação de Amor e Sorte foi a nossa virada de humor. Costumamos ser muito envolvidos pelos projetos que fazemos. E esse é muito especial por causa do texto do Alexandre Machado. O texto é muito inteligente porque o Alexandre tem o jeito de ver comédia, de ver o mundo e de ver os casais. Digo, sem sombra de dúvidas, foi um dos trabalhos mais prazerosos que eu já tive ao longo desse tempo todo na Globo.”

A Força do Querer: Lembram como acontece o primeiro encontro de Jeiza e Zeca?

Glenda Kozlowski estreia na Band após 27 anos de Globo: “Feliz e animada”

 



Veja Também