Enzo Krieger, o Luigi: Talento de sobra na atuação e na música

Ator de As Aventuras de Poliana prepara lançamento de canções autorais


  • 26 de setembro de 2019
Foto: Ju Sabbatini


Aos 14 anos, o ator e cantor Enzo Krieger já mostra talento e profissionalismo de gente grande. No ar como o Luigi, em As Aventuras de Poliana, no SBT, ele também mantém um canal de sucesso no YouTube onde grava covers com o produtor musical Rique Azevedo. “Tenho me dedicado cada vez mais a esta minha outra paixão, a música, em paralelo com a novela”, conta.

Enzo estreou na TV em Carinha de Anjo, em 2016, ano em que também fez o primeiro musical, Carrossel. Antes, aos 6 anos, já se imaginava fazendo personagens. Então foi se preparar, fez cursos de interpretação na Escola de Teatro Célia Helena e na Oficina de Atores Nilton Travesso, depois cursou Teatro Musical com Fernanda Chamma. Levou nãos, mas nunca desistiu. E hoje está aí, iniciando uma caminhada bonita nas artes. “Tem que persistir, não é fácil. É preciso dedicação, paciência, esforço e fé”, ressalta ele, que em breve pretende lançar músicas autorais e fazer seu primeiro show.

Como surgiu o convite para a novela? O convite surgiu depois que eu fiz um teste, e olha que curioso, fiz o teste para o personagem que hoje é o meu irmão na novela, o Mário (Theo Medon), e passei para o Luigi. Recebi a notícia inesperadamente, e foi maravilhoso. Eu queria muito fazer esta novela.

 

Luigi (Enzo Grieger), ao centro, em cena da novela. Foto: Zé Paulo Cardeal/SBT

E como é o Luigi, como você o definiria? Ele é um menino incrível, bondoso, tímido, sensível e com uma família que é demais. Ele sonha em ser cineasta, e se diverte fazendo os seus próprios curtas-metragens. Mas na escola, infelizmente sofre muito bullying de alguns colegas.

Há alguma identificação entre você e Luigi? Eu e meu personagem temos a paixão pelo cinema em comum. Eu já aprendi muito sobre isso com ele. É demais! A única diferença é que ele prefere ficar atrás das câmeras, enquanto eu, na frente. Sou sensível também e bastante amigo como o Luigi é dos seus amigos. Fora isso, somos bem diferentes. Não sofro bullying e não sou tímido e retraído como ele.

Desde novo sonhava em ser ator? Eu diria que sim, sempre fiquei falando desde pequeno para minha mãe que queria ser aquele personagem da TV, e o sonho só cresceu. Então posso dizer que sempre quis ser ator, sim. Hoje sou realizado por ter conquistado o meu sonho e sei que tenho muito o que percorrer e aprender ainda, mas seguirei em frente, pois tenho certeza que é isso que quero para a minha vida.

Você também canta, né? Pretende se dedicar profissionalmente à música? Sim, amo cantar também, e é uma coisa que pretendo me profissionalizar cada vez mais. Estou preparando o lançamento de músicas autorais agora, e quem sabe virão alguns shows, por aí. Levo muito a sério esta minha outra paixão pela música.

 

 

Pretende lançar um álbum e fazer shows? Eu ainda não sei se pretendo lançar um álbum de início, ou se vou de pouco em pouco lançando os singles e curtindo cada lançamento. Mas show, é uma coisa que pretendo fazer mais para frente, com toda certeza.

Se tiver que escolher entre atuar e cantar, o que escolheria? Sinceramente não sei, amo muito as duas coisas, atuar eu sempre amei, e cantar veio com tudo nesses últimos tempo. Então, eu não sei se consigo escolher um dos dois. Um artista hoje é dia é amplo e completo. Quero optar por ser assim, e levar as duas paixões juntas comigo.

O que curte fazer no seu tempo livre? Nas horas vagas gosto de fazer várias coisas. Jogar videogame, ver TV, principalmente filmes e séries, ler livros e sair com meus amigos. Sou muito caseiro, amo ficar em casa com minha mãe e meu cachorro.

Foto: Ju Sabbatini

Como é a sua relação com seus pais? A minha relação com eles é ótima. Eles sempre me apoiam, principalmente a minha mãe, que é com quem eu moro e que me acompanha a todos os lugares. Ela está sempre ao meu lado. Me orienta, me incentiva, me guia, me ensina, enfim, me fornece toda a base e esta cumplicidade faz toda a diferença.

Que conselho você pode dar para quem quer ser ator ainda na infância? Eu acho que o melhor conselho é não desistir do seu sonho, e se é isso que você quer mesmo, tem que persistir, estudar muito, pois nosso meio é muito difícil e exigente. Precisa de dedicação, paciência e esforço. Acrescento que também é preciso ter fé, pois Deus sabe o que é melhor para cada um de nós.

Gabriela Petry, a Sophie, de As Aventuras de Poliana: "Papel rico!"

Maria Gal: “Famílias negras na teledramaturgia deveriam ser regra, não exceção”



Veja Também