Conheça Duda Batsow, a adolescente rebelde Carol de Amor de Mãe

Atriz de 15 anos garante que é tranquila e não costuma dar trabalho para a mãe


  • 21 de janeiro de 2020
Foto: Globo/Estevam Avellar


Se em Amor de Mãe, Carol é daquelas adolescentes rebeldes, sempre em conflito com a mãe, na vida real sua intérprete Duda Batsow, de 15 anos, não lembra em nada a personagem. “Eu acho que eu sou tranquila, não costumo dar trabalho para a minha mãe”, conta. Após atuar na série E aí... Comeu?, do Multishow, Duda faz a sua estreia em novelas. “Fiquei em choque quando soube que tinha passado no teste”, diz.

Até porque o sonho de Duda sempre foi ser estilista. Até que descobriu o teatro, em 2014, quando começou a estudar na Casa das Artes de Laranjeiras. “Estou lá até hoje, amo fazer teatro, é minha paixão”, fala. A partir dessa semana, a personagem vai descobrir que os pais, Natália (Clarissa Kiste) e Durval (Enrique Diaz), estão namorando e ficará indignada. “Tem sido um privilégio gravar com essas duas feras da atuação!”, afirma ela, referindo-se a Clarissa Kiste e Enrique Diaz.  

A Carol vive brigando com a mãe, né? A Carol gosta da mãe. Mas é aquela coisa, adolescente tem sempre um impasse maior que acentua nessa fase da vida. E a Carol tem essa relação bem conflituosa com a mãe, mas ela a ama. É uma relação que acaba sendo até engraçada porque elas brigam o tempo todo, mas não é só bate-boca, caras sérias, elas trocam um pouco de papel. Às vezes, Carol tem uma postura mais de madura para desafiar a mãe, e a mãe se sente desafiada e fica mais infantil.

Natália (Clarissa Kiste) e Carol (Duda Batsow). Foto: Globo/Victor Pollak

Como tem sido a troca com a Clarissa? É a estreia dela também em novelas, ela faz muito teatro. A gente se relaciona muito bem, atriz com atriz, temos uma relação muito boa, a gente troca bastante, ela me entende, eu entendo ela, ela me ajuda...

Como foi a composição da personagem? Me inspirei em algumas amigas minhas, porque a Carol é bem diferente de mim. Então eu tive que buscar algumas coisas, me inspirei em filmes, como Sexta-feira muito louca. 

E a relação com a sua mãe na vida real? Eu a minha mãe temos muito carinho uma pela outra, a gente é muito parceira. Eu tenho duas irmãs mais novas, então estou sempre ajudando a minha mãe porque ela trabalha pra caramba. E sempre que ela precisa, eu ajudo. A gente quase nunca briga, a gente se dá muito bem.

Conta um pouco de seu início na carreira... Eu comecei a fazer teatro na Cal em 2014. Fiz um curso de TV e vídeo, mas foi uma coisa que eu nem sabia que eu queria. Eu tinha certeza que eu seria estilista. Só que aí eu comecei a fazer teatro e disse, pôxa, mãe, tô gostando, posso continuar aí? Eu fiz o meu primeiro teste para uma série do Multishow E aí... comeu?, e passei, foi uma experiência e tanto. E até hoje estou na Cal, eu amo fazer teatro, é minha paixão. Agora passei para Amor de Mãe, está sendo um sonho.

Como você recebeu a notícia de que estava na novelaEu dizia, meu Deus, fui para esse teste muito pilhada... Quando eu fiquei sabendo que passei, minha mãe até gravou, eu fiquei em choque. Eu perguntava, é serio? Comecei a ligar para todo o mundo, minha professora de teatro, parentes, está sendo incrível. Cada dia é uma experiência diferente. 

 

 

Vitorioso Thiago Martins: “Proibi minha mãe de trabalhar e hoje ela vive como Rainha”

Antonio Benício Negrini: “Vai ser uma grande aula de interpretação e de vida”



Veja Também