Bom Sucesso: Nana confessa a Mario que gosta dele

Vejam a reação do editor, um eterno apaixonado...


  • 16 de novembro de 2019
Foto: Reprodução Globo


Mario (Lucio Mauro Filho) nunca escondeu de ninguém o seu amor por Nana (Fabíula Nascimento). Mas de tanto levar fora, ele fez a fila andar e está namorando Silvana (Ingrid Guimarães).

Já Nana, depois de fazer terapia “fake”, ela percebe que seu casamento com Diogo (Armando Babaioff) terminou de vez. E se dá conta do seu sentimento por Mario. Inclusive, se declara para o próprio...

Essa sequência deve ser exibida a partir do dia 25 de novembro.

MARIO SE DESESPERA AO VER NANA TOMANDO UM DRINQUE: “VOCÊ TÁ GRÁVIDA, NÃO PODE BEBER! ISSO FAZ MAL PRO MEU FILHO!”

Depois de mais uma terapia e do turbilhão de emoções que vem vivendo desde a separação de Diogo, Nana bebe um drinque colorido no bar Chapeleiro Maluco. Nisso, Mario chega e a vê. Preocupado, ele corre e tira o copo da mão dela. “Que isso, Mario?”, fala ela. “Que isso pergunto eu! Você tá grávida, não pode beber! Isso faz mal pro meu filho!”, diz. “Esse filho não é seu”, afirma Nana. “Pode ser!”, rebate Mario.

Nana insiste dizendo que as chances são ínfimas. “Mas existem! E eu não vou deixar você fazer isso com essa criança!”, avisa ele. Nessa hora, o garçom Jeremias (Rafael Oliveira) chega por ali, meio constrangido. “Fala, Mario, tudo bem? Então, esse drinque aí é sem álcool”, conta. “Ah, é?”, surpreende-se Mario. “Claro que é. Eu tô grávida, né?”, afirma Nana.

Mario pede desculpa e ri sozinho. “Tá rindo do que?”, quer saber Nana. “De mim mesmo, desse meu escândalo ridículo”, fala. “Deve ser a convivência com a Silvana que tá deixando você ridículo”, alfineta ela. “Não fala assim. A Silvana é ótima, divertida”, diz. “Vai ficar com ela, então”, fala Nana. “Ela tá numa pré-estreia hoje. Por isso eu vim aqui comer sozinho. E você?”, quer saber ele. “Também preferi comer sozinha”, diz ela.

Nisso, Mario pergunta se pode jantar com ela. Nana hesita. “Eu sei que a gente teve desentendimentos, mas nossa amizade é uma coisa boa que eu quero preservar. Por favor, Nana”, pede.

NANA ADMITE QUE NÃO PRECISA MAIS FINGIR QUE NÃO GOSTA DE MARIO E SE APROXIMA PARA BEIJAR O EDITOR...

Nana assente e o convida para sentar, comovida. Mario fica feliz. Eles comem e se olham, meio sem graça. “Eu vi seus vídeos no canal da Silvana, sabia?”, conta ela. “Eu já desconfiava...”, diz Mario. “E doeu te ver recitando pra ela o poema que você fez pra mim”, admite ela. “Ah, Nana. Desculpa”, fala ele. “Eu que ando muito sensível ultimamente. Devem ser os hormônios, a carência”, constata ela. “Você quer que eu tire esse poema do livro?”, pergunta ele.

A executiva diz que não é esse o problema. “É que me deu saudades. Até falei disso na terapia”, conta. “Você falou de mim na terapia de casal? E o Diogo? Como ele reagiu?”, quer saber o editor. “Eu fui numa sessão sozinha, tava precisando entender o que eu tô sentindo”, explica. “E o que mais você disse pra essa terapeuta aí?”, indaga ele. “Que eu tentei fingir que não gostava de você pra manter meu casamento”, revela ela. “Mas agora você não tá mais com o Diogo”, lembra Mario.

E Nana o surpreende. “Então eu não preciso fingir mais nada”, diz ela Nisso, a executiva se aproxima para beijar Mario. Só que ele, pasmem, se afasta. “Achei que você quisesse”, fala ela magoada. “Eu quero, sempre quis, mas... Eu tô com a Silvana agora. Não é justo com ela”, explica Mario. “E comigo?”, quer saber Nana. “Ahn? Eu tô cansado de ser refém do que você quer. Como quer. Quando quer. Uma hora você quer ficar comigo, e na outra me escorraça. Isso dói, sabia?”, confessa ele.

Nana tenta argumentar. “Eu tô grávida, me separando, minha vida tá uma loucura...”, diz. “Sua vida também tava uma loucura na primeira vez que a gente ficou, lembra? Eu não quero ser a pessoa pra quem você corre quando tá desequilibrada. Se o filho que você tá esperando for meu, pode ter certeza que eu vou ser o melhor pai do mundo. E quero continuar sendo seu amigo também. Mas mais do que isso, agora, não dá. Desculpa”, fala. “Não precisa pedir desculpas. Acho melhor eu ir, né?”, diz ela, abalada, que sai. Mario fica ali, confuso, e escreve um poema no guardanapo.

Bom Sucesso: Marcos finalmente se enturma com filhos de Paloma

Bom Sucesso: Alice tem ataque de pânico e chama Waguinho de monstro



Veja Também