Bia Arantes: "Agora que o público da TV me vê como mulher”

Em seu retorno à Globo, a atriz vive a sedutora Brice de Deus Salve o Rei


29 de janeiro de 2018

Foto: Globo/João Cotta

Por Claudia Dias

Ela começou a fazer teatro aos 11 anos, e estreou na TV, aos 16, como a Duda de Cama de Gato. Hoje, aos 24 anos, Bia Arantes virou uma mulher, pelo menos aos olhos do público da televisão. Agora, ela é a misteriosa e sensual Brice em Deus Salve o Rei. Moleca, de jeito mais brejeiro, a atriz confessa que é a primeira personagem sensual de sua carreira, e que está tendo que encontrar essa sensualidade no seu íntimo.

No cinema, ela também viveu uma personagem mais adulta - "mas, com uma sensualidade diferente", destaca. Ela foi Petra em O Filme da Minha Vida, também ao lado de Johnny Massaro, seu parceiro de cena na novela global. A atriz, no entanto, vai estar no ar simultaneamente em duas produções, em emissoras diferentes.

Em Carinha de Anjo, do SBT, ela vive a freira Cecília Santos. Os públicos infantil e adolescente, no entanto, nem ligam para o hábito da freirinha e continuam na internet “shippando” o casal formado pela freira e por Gustavo, vivido por Carlo Porto. Mas, até com isso, Bia se diverte. Confira o bate papo divertido e revelador da atriz com o Portal ArteBlitz.

Foto: Como a Brice, de Deus Salve o Rei. Foto: Globo/Victor Pollak

"Ela é uma mulher que conquista tudo o que quer por conta da sedução. Tenta seduzir os homens, o tempo todo. E é uma coisa muito diferente de tudo o que eu já pensei em fazer na minha vida. E está sendo muito legal."

Personagem Brice

Ela é uma mulher que conquista tudo o que quer por conta da sedução. Ela tenta seduzir os homens, o tempo todo. E é uma coisa muito diferente de tudo o que eu já pensei em fazer na minha vida. E está sendo muito legal de fazer. Ela conquista coisas, sem se apaixonar, é uma mulher total femme fatale.

Sensualidade

É difícil. Eu não me sinto uma mulher sensual. Tanto que estou tentando mudar o figurino, fazer uma pesquisa interna. E é real isso. Porque eu sou atriz e, se tenho que dar essa coisa para ela, tenho que buscar isso dentro de mim. Então, estou buscando isso para dividir com ela. Mas, no meu dia a dia, não me sinto uma mulher sensual, que pode conquistar as coisas atráves da sedução. Eu sempre fui mais da veia cômica, gosto de deixar todo mundo à vontade, rindo e se divertindo. Sou completamente diferente dela.

Brice x Irmã Cecília 

Muda tudo, principalmente o trabalho corporal. O corpo para mim é muito difícil. Sou uma atriz que fez mais trabalhos na TV, que é uma coisa que a gente traz mais para o rosto, para o minimalismo do que para o corpo. Então, na Cecília, rola um corpo mais difícil, um ombro mais duro, de uma mulher que ainda não se descobriu. Com a Brice, tenho que aprender a me soltar, colocar o peito para fora, um olhar de cima. Esse foi o meu primeiro trabalho, o primeiro trabalho que eu pensei em fazer para mudar. Depois, com a ajuda da direção, a gente aprende o tom de voz, tudo o que ela fala e encaixa de uma maneira que eu acho que, no ar, vai parecer água e azeite. Acho que, com a Brice, ninguém vai se lembrar de Cecília.

Com Lorena Queiroz e Lucero, em Carinha de Anjo. Foto: Lourival Ribeiro/SBT

"Com a Cecília, rola um corpo mais difícil, um ombro mais duro, de uma mulher que ainda não se descobriu. Com a Brice, tenho que aprender a me soltar, colocar o peito para fora, olhar de cima."

No ar em duas novelas

Eu só fico lisonjeada da Globo ter aceitado a minha presença aqui, mesmo com a outra novela ainda no ar. É um trabalho que eu já me dediquei e concretizei no SBT, mas finalizei. Agora, dedicação total a Deus Salve o Rei.

Retorno das crianças com Carinha de Anjo

Sempre! O tempo todo! É impressionante. Eu achei que, no Rio, pela audiência ser um pouco menor, seria mais discreto. Mas, as crianças são fiéis e muito sinceras. É muito legal!

Casal "shipado" na novelinha do SBT

E elas shippam o casal na vida, também. O que é um problema para mim. O Carlo (Porto) é um grande amigo, mas é só um grande amigo. Ele tem a vida dele e eu tenho a minha e, na internet, isso é uma briga. Porque a gente não está junto. É engraçado, mas eu tomo isso como positivo. Em algum lugar, a gente achou uma química positiva, uma coisa tão legal que quer transcender a novela para o público.

No elenco do ótimo longa O Filme da Minha Vida. Foto: Reprodução Instagram.

O Filme da Minha Vida abriu portas?

Com certeza, principalmente porque aqui, eu faço a parceria com o Johnny (Massaro), repetindo a parceria do filme. Então, eu acho que, inclusive, a referência da Globo é a do filme. Que é o único trabalho um pouco mais sensual que eu já fiz.

Semelhanças entre personagem do filme e de Deus Salve o Rei

Acho que não. Acho que são caminhos de sensualidade diferentes. A Petra (do filme) tem uma sensualidade em decadência. Ela já foi bonita, ganhou todos os prêmios, mas não é mais. Não tem mais nada para se abastecer. Então, ela tem uma beleza melancólica. A Brice, não. Ela sabe o que quer, é firme e forte, não está nem aí para ninguém. É ela e ela! É bem diferente. As duas tem uma força bem diferente.

"Preciso ser amada! Jamais conseguiria ser solitária como a Brice. O que eu tenho que tentar achar é a força dessa mulher que realmente não precisa de ninguém. Eu sou muito família, muito ligada no meu namorado, no meu cachorro, sou caseira."

Foto: Leandro Ramos

Convites para ensaios sensuais

Eu nunca pensei sobre isso. Até porque, tem pouco tempo que o público da TV me enxerga como mulher. Eu sempre fiz papéis mais adolescentes. Agora, no cinema que eu fiz um papel mais adulto e estou seguindo essa linha adulta. Nunca pensei sobre isso. É questão de conversar com a minha assessoria, que cuida da minha imagem. Não sei como seria veicular isso. Nunca pensei em fazer, mas também não sei se seria interessante para a minha imagem.

Diferenças de Brice, uma mulher solitária e sedutora

Sou pisciana. Preciso ser amada! Jamais conseguiria ser solitária. É outro ponto muito diferente. O que eu tenho que tentar achar é a força dessa mulher que realmente não precisa de ninguém. Eu sou muito família, muito ligada no meu namorado (Pedro Tadeu Marques), no meu cachorro. Sou caseira. É bem diferente!