Amor Sem Igual: Furacão é obrigada a fazer programa com Bernardo

Duplex tenta impedir a amada, mas fica arrasado ao vê-la sair com o bandido


  • 14 de fevereiro de 2020
Foto: Blad Meneghel/Record TV


A felicidade de Furacão (Dani Moreno) pelo noivado com Duplex (Miguel Nader) vai durar pouco. T

udo porque o bandido Bernardo (Heitor Martinez) aparece na casa dela e a prostituta se vê obrigada a fazer programa com ele.

Essa sequência será exibida a partir desta sexta, dia 14 de fevereiro.

BERNARDO BATE NA PORTA DE FURACÃO E DÁ DE CARA COM DUPLEX

Furacão experimenta a aliança de Duplex, já que perdeu a sua. Mas logo percebe que a dele é muito maior para o seu dedo e vai cair. Ele promete que fará crediário para comprar outra peça para a amada. Mas ela o proíbe de se endividar mais ainda por causa dela. Nisso, eles ouvem batidas na porta. A prostituta abre e dá de cara com Bernardo. Ela se assusta.

O bandido lembra que tinha dito que voltaria a procurá-la para eles fazerem programa. E ordena que ela pegue as suas coisas e saia com ele. Dentro do conjugado, Duplex quer saber quem está ali. Furacão fica tensa. O segurança se aproxima e não gosta de ver Bernardo. Ele logo pergunta o que o malvado quer. Bernardo fala que o óbvio e manda Furacão se apressar. Duplex logo diz que ela não irá sair dali com ele.

Furacão pede a Bernardo para esperá-la lá embaixo. O segurança fica pasmo. O vilão sai com um sorrisinho de vitória no rosto. Muito sério, Duplex insiste que ela não vai fazer programa com aquele sujeito. Caio (Henrique Camargo), que está em casa, presta atenção em tudo, nervoso. Duplex fala que ele tem o direito de não querer eu ela saia com Bernardo.

O segurança lembra que não queria isso nem na época que não tinha compromisso com ela, agora, então, que estão noivos... Furacão o encara, tensa, mas firme. Ela fala que ele a pediu em noivado sabendo o que ela faz. A jovem diz ainda entender o que ele está sentindo, mas insiste que ela não pode ser outra pessoa sem ter condições para isso.

DUPLEX FICA ARRASADO AO VER FURACÃO SAIR COM BERNARDO, MAS CONCORDA QUE NÃO TEM CONDIÇÕES DE SUSTENTAR ELA E CAIO

Caio se intromete e afirma não acreditar que a mãe vai sair com o Bernardo de novo, mesmo ele tendo batido nela na outra vez. Furacão lembra que nunca prometeu a Duplex deixar a vida. E garante que não está sendo incorreta com ele. Ela fala que não tem condições de sustentar ela e o filho sem a batalha. E que nem Duplex pode bancar os dois. Furacão revela que gosta dele, mas não pode viver no sonho porque eles não moram num teto de sonham, não comem comida de sonho...

Nessa hora, o segurança se sente impotente. Furacão lembra também que Bernardo não pode ser contrariado. O segurança baixa a cabeça, triste. Furacão o olha e diz que sente muito. Ela pega a bolsa e sai, entristecida. Caio se solidariza com Duplex. Ele fala que sabe como dói e que o segurança agora vai entender o motivo de ele se revoltar com a mãe.

E finaliza dizendo que ele pensava que, assumindo um compromisso, a mãe largaria essa vida. Caio diz que parece uma droga, que viciou nela. Duplex fala que não é nada disso e que Furacão não confia que ele possa dar segurança e garantir a sobrevivência dos dois. E lembra que não tem nem dinheiro para comprar a aliança que ela perdeu. O segurança segura o rosto com as mãos e quase chora. Caio o observa, penalizado.

Nisso, Furacão entra, arrasada, no carro de Bernardo. O vilão ainda debocha dizendo que o grandalhão ficou bem nervosinho. Mas que também não era pra menos, Duplex entra com a aliança e ele faz o serviço com a noiva dele. O malvado ri. Furacão pede para ele não falar assim de Duplex. Ele ainda diz que noivo de rameira não existe... E pede para ela melhorar a cara feia, senão ele paga só a metade do programa.

Milton Filho: “Ser artista não é fácil, mas ser artista negro é fazer metateatro todo o dia”

Sthefany Brito: “Viver essa dor, essa relação tóxica da Donatella, mexe comigo como mulher”



Veja Também