A Dona do Pedaço: Humilhação! Jô pede à Ellen grana para a feira

Após perder todo dinheiro em investimento de risco, vilã implora ajuda à empregada


  • 26 de agosto de 2019
Foto: Globo/João Miguel Junior


Nada como um dia após o outro. Depois de humilhar a mãe, Maria da Paz (Juliana Paes), expulsando-a de casa e da fábrica, Josiane (Agatha Moreira) começa a sua ruína.

Ela perde todo o dinheiro em investimento furado, tudo parte de um plano de Maria, Téo (Rainer Cadete) e Rock (Caio Castro), com a ajuda de Agno (Malvino Salvador). Sem grana, ela terá que se humilhar para os empregados para ter comida em casa.

Essa sequência irá ao ar a partir do dia 13 de setembro.

JÔ CARA DE PAU: “ELLEN, CÊ TEM ALGUMAS ECONOMIAS?”

Josiane chega em casa, e Ellen (Rosane Gofman) correr para falar com ela. “Ainda bem que chegou. Josiane...”, diz a empregada. “Quantas vezes vou ter que pedir pra me chamar de Jô? Aliás... dona Jô”, fala a esnobe. “Eu tenho uma cabeça de cimento, é quase impossível me acostumar. Mas nós tamos com um problema”, avisa Ellen. “Diz qual é”, quer saber a malvada.

Logo ela começa a explicar a situação da casa. “Tem muita gente trabalhando aqui. O supermercado do mês tá certo, porque eu comprei muita coisa, tem estoque. Mas a feira sabe como é, semanal. E até hoje não fizemos feira, supermercado de verduras, carne, sinceramente, só tem pro jantar de hoje”, conta. “Eu tenho que fazer feira?”, choca-se Josiane.

Ellen tem que explicar em detalhes tudo para a patroinha megera. “A senhora não, é claro. Eu posso fazer, mas antes a sua mãe sempre fazia um depósito na minha conta pras despesas do mês, e desde que cê ficou sozinha, só fez uma vez, tou precisando daquele depósito”, fala. “Ellen... cê tem algumas economias?”, pergunta Jô na maior cara de pau.

ELLEN PASSADA AO VER JÔ LHE PEDINDO DINHEIRO EMPRESTADO: “CÊ DEU O GOLPE NA SUA MÃE, PEGOU UM DINHEIRÃO E AGORA NEM TEM PRA FEIRA?”

A governante, ingênua, logo explica que sempre economizou. “No dia que parar de trabalhar, tomara que demore muito, eu quero comprar um apartamentinho pra morar. Mas tenho sim, obrigada por se preocupar comigo”, diz . “Não me preocupei com você, exatamente”, fala Jô. “Como assim?”, quer saber Ellen. “Me empresta pra fazer a feira?”, pede a pilantra, na lata. “Eu acho que não entendi direito”, fala Ellen.

Jô tenta persuadir a funcionária. “Eu pedi dinheiro pra feira. É um empréstimo. Só por alguns dias, Ellen. Até eu resolver a situação”, enrola. “Eu tou passada. Cê deu o golpe na sua mãe, pegou um dinheirão e agora nem tem pra feira?”, fala a governanta, perplexa. “Vai emprestar ou não vai?”, quer saber Jô. Ellen hesita, mas acaba cedendo. “Eu acho que não tenho outro jeito, Josiane...”, constata.

A vilã mostra seu celular à funcionária. “Passa pra minha conta. Copia no seu celular”, pede. “Eu nem sei fazer depósito assim, mas pode deixar, amanhã cedinho eu peço pro jardineiro me ajudar. Por falar nisso, tem que pagar o jardineiro”, lembra Ellen. “Faz favor, não me atormente. Deposita o dinheiro da feira e do supermercado. O jardineiro vai ter que esperar”, avisa Jô, arrasada, percebendo que está numa pior.

A Dona do Pedaço: Rock é “nocauteado” pela doçura de Joana

A Dona do Pedaço: Filho de Amadeu rechaça Maria após morte da mãe



Veja Também