A Dona do Pedaço: Final de Vivi e Chiclete deve ter cenas de suspense e ação

Sérgio Guizé grava sequências secretas e espera confronto do ex-matador com Camilo


  • 06 de novembro de 2019
Foto: Globo/Estevam Avellar


O casal mais adorado de A Dona do Pedaço, o #Viclete, formado por Vivi Guedes (Paolla Oliveira) e Chiclete (Sérgio Guizé) deve ter um final feliz, assim todo o mundo imagino. Mas até os pombinhos conseguirem o “enfim sós”, sem a sombra do psicopata do Camilo (Lee Taylor), muita coisa vai rolar. Até a penúltima semana da trama, Vivi vai estar sofrendo nas mãos do policial.

Aflita por passar muita fome, ela usará o celular que Chiclete deixou com ela para uma emergência. “Vivi, eu tava preocupado com você. Tou há dias sem notícia”, fala o rapaz. “Chiclete, eu tou trancada no quarto. O Camilo me deixou sem comer”, conta. “Eu vou aí e arrebento a porta. Te arrasto pra fora desse apartamento”, garante ele.

Mas com medo da reação de Camilo, que pode mandar prender Chiclete a qualquer momento, ela pede para ele avisar Beatriz (Natália do Vale). “Chiclete, meu plano vai dar certo. Logo estaremos livres do Camilo. Eu te peço de coração. Avisa minha mãe... ela me tira daqui”, diz ela. “Eu me sinto sem ação, quando cê me pede uma coisa dessas”, fala.

E o que dá para entender sobre as ameaças de Camilo nos capítulos já entregues aos atores é que o seu próximo passo é morar com Vivi no meio da mata... Num local onde ninguém poderá encontrá-la.

SÉRGIO GUIZÉ: É MUITA CRUELDADE COM VIVI. TEM QUE ROLAR "TIRO, PORRADA E BOMBA”

Intérprete do ex-justiceiro Chiclete, Sérgio Guizé fala que é enorme a repercussão do personagem e do casal #Viclete nas ruas e nas redes sociais. “Tenho ouvido tantas coisas. Que bom que está tocando as pessoas em algum lugar”, diz. Para o ator, a linha do personagem, mesmo que “torta”, conquistou o público.

“Começar como um matador e terminar a história como um casal meio Romeu e Julieta é um desafio, um arco dramatúrgico interessante de acompanhar com verdade. Eu estou ainda na delícia de descobrir esse personagem até o último capítulo”, conta.

Nem mesmo o fato de ele ter entrado com a novela já há um tempo no ar atrapalhou. "A Vivi já era um sucesso, eu conheci a Paolla (Oliveira) no set e ela foi muito generosa, assim como o restante do elenco. Rolou uma química também com a Amora (Mautner – diretora artística), que eu não conhecia. E a gente estudou bastante, eu e a Paolla. Fora a minha parceria de anos com o Walcyr (Carrasco – autor)", conta.

Já sobre o tão esperado final de Vivi e Chiclete, nem o ator ainda sabia durante o papo nos Estúdios Globo. Na ocasião, ele recebera três cenas secretas do desfecho. E para Guizé deve rolar sequências de ação para que o ex-matador salve a vida da amada. “Tem que acontecer, acho que tem que rolar tiro, porrada e bomba (risos). É muita crueldade com a Vivi...”, avalia ele sobre o fato da influencer viver em cárcere privado.

Por Chiclete ser um ex-justiceiro, o ator acha que cabe a ele pagar pelo o que fez. “Na vida tem que ter uma punição, mas acho que nesse lance romanceado da trama, será que vão colocar ele na cadeia por um capítulo?”, imagina.

A Dona do Pedaço: Cena de Abel e Britney no último capítulo surpreenderá público

A Dona do Pedaço: Amadeu desconfia da súbita regeneração de Josiane



Veja Também