A Dona do Pedaço: Filho de Amadeu rechaça Maria após morte da mãe

Momentos antes de partir, Gilda faz um único pedido ao marido


  • 20 de agosto de 2019
Foto: Reprodução Globo


Os dias não continuam fáceis para Maria da Paz (Juliana Paes). Além de ser presa, perder a casa, a fábrica e voltar a vender bolo na rua, ela ainda ouve desaforo ao tentar fazer uma boa ação.

Ao saber que Gilda (Heloísa Helena), mulher de Amadeu (Marcos Palmeira), acabara de falecer, ela pede para Chiclete (Sérgio Guizé) levá-la ao hospital. Mas não parece ter sido uma boa ideia.

Essas cenas devem ser exibidas no dia 2 de setembro.

GILDA MOMENTOS ANTES DE FALECER: “EU PODIA TER SIDO MENOS APEGADA. AMADEU, ME PROMETA QUE VAI SER FELIZ”

Gilda, ligada ao soro e medicação, conversa com Amadeu. “Eu estou partindo, não é? O resultado da cirurgia foi muito ruim, não foi?”, quer saber ela. “Gilda...”, tenta desconversar ele. “Eu sei que você não é de mentir. Nem vou te obrigar a mentir, Amadeu. Eu sei que sou a culpada. Eu menti para você que estava doente, e para manter a mentira, deixei de ir ao médico...e a doença tomou conta”, revela ela.

Amadeu se choca. “Você não devia ter agido assim”, fala. “Mas eu agi. Amadeu, eu vou te pedir uma coisa, uma única coisa”, diz ela. O advogado diz que ela pode falar. “Eu me arrependo muito de ter feito tudo para manter esse casamento”, admite ela. “Nós temos um filho, uma família”, lembra Amadeu. “Mas eu podia ter sido menos apegada. Amadeu, me prometa. Me prometa que vai ser feliz”, pede ela.

Ela diz que quer falar isso no momento em que os dois ainda estão a sós. “Seja feliz, Amadeu. Eu fui muito feliz com você. E você tem direito à felicidade”, afirma ela, deixando Amadeu emocionado. Momentos depois, diante do filho, Carlito (Joao Gabriel D’Aleluia), e também de Silvia (Lucy Ramos), ela morre.

CARLITO AO VER MARIA DA PAZ NO HOSPITAL: “JÁ VEIO ATRÁS DO MEU PAI? SAI DAQUI. VAI EMBORA”

Maria da Paz (Juliana Paes) fica sabendo do ocorrido por Chiclete (Sérgio Guizé). E como Amadeu tem dado todo o apoio ela após os golpes de Josiane (Agatha Moreira), a boleira pede para o primo levá-la até o hospital.  Assim que chega, ela conversa com Amadeu. “Não podia deixar você sozinho numa hora dessas Amadeu”, diz. Nisso, Carlito se aproxima. “Sai daqui”, fala o garoto.

Maria da Paz fica chocada. “O quê?”, diz ela. “Já veio atrás do meu pai? Sai daqui. Vai embora, Maria da Paz”, pede o jovem. “Carlito, eu vim dar um abraço, um apoio. Eu nunca quis a infelicidade da sua mãe. Nunca quis a eparação dos seus pais”, garante ela. “Eu ouvia meu pai e minha mãe falando. Eu sabia que minha mãe tinha medo que ele fosse embora...”, conta ele.

Amadeu intervém. “Não, meu filho, eu não ia me separar da sua mãe”, diz. “Minha mãe sofria!”, fala ele. “Eu nunca quis que ela sofresse, Carlito. Ainda mais quando eu soube que tava doente. Nunca”, fala a boleira. “Maria da Paz, com todo respeito. Não é o momento para discutir, no corredor do hospital”, interrompe Silvia. “Você é uma Ramirez, não é bem-vinda aqui”, intromete-se Rael (Rafael Queiroz).

Chiclete também se mete na conversa. “Eu fiz um pacto de paz com você, Rael Matheus. Vai esquecer o pacto, voltar a velha guerra entre Ramirez e Matheus?”, diz. “Não! Ela, a Sílvia tá certa. Não é o momento para reviver antigos ódios. Carlito, eu vim com a melhor das intenções. Me dá um abraço”, pede ela. “Não”, diz ele. “Filho, dá um abraço na Maria da Paz”, fala Amadeu. “Não, não precisa. Ninguém dá abraço forçado, ainda mais um menino. Carlito, fica bem, você também, Amadeu, e você, Sílvia, Rael, fiquem bem, sei que gostavam muito dela”, despede-se Maria.

A Dona do Pedaço: Maria da Paz decide encontrar suas sobrinhas

A Dona do Pedaço: Vivi e Chiclete têm papo sério após reconciliação



Veja Também