A Dona do Pedaço: Chiclete vai revelar à Vivi tudo da sua vida

Influencer relembra situações da infância na casa em que nasceu


  • 20 de julho de 2019
Foto: Reprodução Globo


 

O pouco tempo em que Vivi Guedes (Paolla Oliveira) passa com Chiclete (Sérgio Guizé) na casa que era de Adão (Cesar Ferrario), em Rio Vermelho, mexe com a influencer.

Até porque foi lá que ela passou a sua infância com os Ramirez. As lembranças assustam e, ao mesmo tempo, trazem lembranças do passado, confundindo Vivi.

Essa sequência irá ao ar no dia 5 de agosto.

VIVI: ESTA CASA ME DESPERTOU ALGUMA COISA. ESTE SONHO, EU REVIVI A MORTE DA MINHA MÃE. SINTO TANTO MEDO”

 

Na primeira noite em que passa com o amado na casa, Vivi tem um pesadelo. Ela sonha com o momento em que viu a mãe, Zenaide (Maeve Jinkings), ser assassinada em uma praia de Vitória. “Esta casa me despertou alguma coisa. Este sonho, eu revivi a morte da minha mãe. Sinto tanto medo”, fala. “Eu tou aqui. Eu te protejo”, diz Chiclete. Logo ele lembra que ela pode ter sido criada numa casa de campo, numa fazenda.

Pouco antes de deixaram o local, Chiclete conta que irá decidir se vende ou não a casa. Nessa hora, a influencer vê uma boneca velha. Ela segura e começa a sofrer. “Vivi, que foi?”, assusta-se o rapaz. “Essa boneca me deu uma vontade de chorar”, conta. Chiclete tira a boneca dela. “Meu amor, tá muito sensível. Vamos fazer o seguinte, cê escolhe uma coisa daqui, não pode ser a boneca, e leva pra você”, diz ele.

Logo ela pergunta se são dele  as bonecas, que na verdade deviam ser dela e da irmã, Fabiana (Nathalia Dill), na infância. “São tralhas, de muito tempo atrás...”, conta ele. Aí Vivi escolhe um pratinho enfeitado. Ela o pega e diz que sente algo especial também. Chiclete acha uma tigela com uma colher de pau. “Vou levar pra Maria da Paz”, conta. “Mas é que essa tigela...”, fala ela. “Não vai dizer que também te dá um sentimento especial?”, quer saber ele.

Vivi diz que sim. “Melhor a gente voltar logo. Você se emociona cada vez que vê uma velharia dessa casa. Se não fosse tão rica, tão sofisticada, eu ia pensar que morou aqui”, ressalta ele. “Morar aqui?”, repete ela. “Mas é claro que não morou. É que esse lugar te lembra alguma coisa que cê já viveu. Fica tranqüila. Tá na hora de voltar pra São Paulo”, constata ele.

CHICLETE À VIVI: “EU VOU TE CONTAR. PROMETO. VOCÊ VAI SABER TUDO SOBRE MIM”

 

Com o pratinho que escolheu nas mãos, Vivi diz que sentirá saudades da casa. “É melhor ir embora de vez. Essa casa te pira”, lembra Chiclete. “Eu não entendo, mas é uma sensação que eu gostaria de explicar”, fala ela. “Vivi, eu acho que pode ser até coisa do espírito”, deduz ele. “Pode ser, têm coisas que a gente não entende”, constata ela. Nesse momento, Chiclete pega o revólver de Adão e diz que levará com ele. “Pera aí, vai ficar com dois revólveres?”, quer saber ela.

Ele explica que um é dele e outro do seu pai. “É por isso que a gente vai voltar de carro?”, pergunta ela. “Vivi, de avião não dá. Eu seria preso se aparecer com revólver no aeroporto”, diz ele. “Sim, mas é que eu não me sinto confortável”, admite ela. “Eu sempre vou ter um revólver junto comigo”, afirma ele. E ela quer saber o motivo. “Ah, essa é uma longa conversa”, fala ele. “Eu sei que é uma longa conversa. Tem muita coisa pendente, Chiclete”, afirma ela.

E Vivi continua o seu raciocínio. “Apesar da emoção que essa casa me causou, eu percebi também que...  No que seu pai trabalhava? Eu não vi sinal de nenhuma atividade, quando a gente se conheceu, em São Paulo, cê disse que entregava encomenda. Que encomenda?”, quer saber ela.

O justiceiro tenta por um fim ali na conversa. “Na hora certa, cê vai saber”, garante ele. “Seja o que for, Chiclete, pode me contar”, afirma ela. “Eu vou te contar. Prometo. Mas lá em São Paulo. Com tempo. Cê vai saber tudo sobre mim”, afirma ele, que abraça Virgínia.

A Dona do Pedaço: Régis ameaça entregar Jô criminosa à Maria

A Dona do Pedaço: O novo embate de Maria da Paz e Vivi Guedes



Veja Também