A Dona do Pedaço: Adão engatilha a arma para matar Chiclete

Ajoelhado, rapaz pede para pai atirar após não entregar a “encomenda” Vivi


  • 13 de julho de 2019
Foto: Globo/João Miguel Júnior


O casal #Viclete já caiu no gosto do público. Mas nas próximas semanas, Chiclete (Sérgio Guizé) vai literalmente “desabar” ao saber que seu verdadeiro “alvo” para matar é o seu amor, Vivi Guedes (Paolla Oliveira).

Entre o dilema de cumprir a palavra da família Ramirez e o coração, ele acaba optando pela segundo. E mais, ao ver Cosme (Osvaldo Mil) prestes a atirar na influencer, o justiceito mata o motorista. Assim, terá que se entender com o pai, Adão (Cesar Ferrario).

Essa sequência irá ao ar a partir do dia 3 de agosto.

CHICLETE A ADÃO: “VIM SABENDO QUE SUA REAÇÃO ERA ESSA, E DIZER QUE NÃO ME ARREPENDO. EU AMO ESSA MULHER... LEVE A MINHA VIDA, SE QUISER”

Assim que é salva da morte por Chiclete, Vivi inventa que houve um assalto na casa, que Cosme tentou protegê-la e acabou morto pelos bandidos. Ela diz a Chiclete para fugir. E ele volta para a sua terra, Espírito Santo. Adão estranha ao vê-lo. “Chiclete, não disse que vinha”, fala. Ele conta que viajou às pressas. “Peguei carona de caminhão, pra ninguém seguir meu rastro”, diz. “Matou a moça, foi?”, quer saber Adão. “Eu não matei a moça. Matei o mandante”, conta ele, na lata.

Adão fica desconcertado. “Como assim? Isso é coisa que nunca se fez, nunca se ouviu. Nem os desgraçados dos Matheus faziam uma coisa dessas. Não é possível. Onde é que tá a honra da nossa família agora? Nossa palavra?”, pergunta. Furioso, Adão pega o revólver. “Cê sabe, Chiclete, eu te avisei. Que justiceiro que não dispara o tiro fatal, recebe ele mesmo a bala”, fala. “Eu sei que é assim. Mas eu tinha que vir pra cá, pai”, diz o rapaz.

Nesse momento, ainda fora de si, Adão pede para ele não chamá-lo de pai. “Não é mais meu filho. Cê e o Leandro são dois largados na vida. Que só me causaram vergonha. Mas você me causou vergonha maior, porque matou quem pediu por nosso serviço. Quem confiou em nós”, diz. “Eu vim sabendo que sua reação era essa, e dizer que não me arrependo. Porque amo essa mulher. A mulher que eu devia matar. Eu amo”, confessa ele.

Adão continua com raiva. “Maldito. Se você não matou, Chiclete, o mandante pode tar morto que eu vou lá e ainda cumpro com a nossa palavra, limpo a honra da família. Mas antes...”, fala ele, que engatilha a arma e aponta para o rapaz. Chiclete cai ajoelhado. “É sua vez, Chiclete. É sua vez”, avisa. “Cê me deu a vida, pai. A minha vida te pertence”, diz ele. Nisso, Chiclete põe sua arma no chão. “Leva minha vida se quiser. Atira”, fala.

ADÃO NÃO CONSEGUE ATIRAR EM CHICLETE: “SEI DO QUE UM HOMEM É CAPAZ POR AMOR A UMA MULHER. EU TAMBÉM JÁ AMEI, FILHO. VIVE!”

Chiclete repete que ele pode atirar. “Eu não vou reagir. Não vou erguer a mão contra meu pai”, fala. Adão suspira fundo, ergue o revólver e atira para o alto. Chiclete olha para ele. “Eu não vou matar meu filho. Cê é uma decepção. Mas eu sei do que um homem é capaz por amor a uma mulher. Eu também já amei, filho. Vive”, fala ele. Chiclete se levanta e abraça Adão.

Já mais calmo, ele liga para Vivi. “Vivi, eu liguei pra dizer que tá tudo bem... Eu tive uns atritos com meu pai, mas agora tá tudo certo”, conta. “Não devia ter ligado pra esse número. Eu te disse, a polícia tá monitorando”, fala ela. “Eu não devo nada pra Justiça. Se aquele babaca do seu ex noivo tiver ouvindo, já vou dizendo. Manda ele praquele lugar”, diz Chiclete. Virgínia o repreende, e ele ri. “Tou louco pra te beijar”, diz.

Vivi também se declara. “Eu também tou louca pra te beijar. Quer saber, Camilo, tá ouvindo? Se tá me ouvindo, fica sabendo, o Chiclete é muito mais homem que você”, fala ela. Na delegacia, Camilo (Lee Taylor) ouve a conversa. “Tão rindo de mim. Mas não perdem por esperar”, avisa o investigador.

A Dona do Pedaço: Maria da Paz tem recaída e beija Amadeu

A Dona do Pedaço: Vivi sente que Chiclete queria atirar nela



Veja Também