A Dona do Pedaço: A grande humilhação de Britney

Jovem é demitida da fábrica por nova dona após não cumprir ordem preconceituosa


  • 11 de agosto de 2019
Foto: Globo/João Miguel Júnior


Após chantagear Josiane (Agatha Moreira) com foto que a incrimina no assassinato de Jardel (Duio Botta), Fabiana (Nathalia Dill) compra a fábrica de bolos Da Paz por um preço camarada.

Assim que coloca os pés na empresa, ela dá várias ordens. A primeira é que Britney (Glamour Garcia) passe a usar roupas masculinas.

Essa sequência irá ao ar no dia 31 de agosto.

ABEL À BRITNEY: “MELHOR SERIA VIR VESTIDA DE HOMEM. ASSIM NÃO CONFUNDIRIA MAIS NINGUÉM”

A chegada da nova proprietária causa um “tsunami” entre os funcionários. “Tomem cuidado. Essa Fabiana não é fácil”, diz Márcio (Anderson Di Rizzi). “Ela já mostrou as garras”, diz Britney. “Ela proibiu a Britney de ser Britney”, conta Sueli (Samira Lochter). “Não tem essa, como proibir a Britney de ser Britney?”, choca-se Márcio. “Ela quer que eu me vista de homem”, conta a jovem.

Zé Hélio (Bruno Bevan). “Márcio, a Fabiana quer que a Britney se vista de homem e volte a se chamar Rarisson”, conta. “Eu sou mulher! É um despropósito, uma loucura”, esbraveja ela. Logo Márcio diz que irá revisar a lei trabalhista. “Eu sempre fui mulher, nasci mulher. Apenas sou mulher trans. Eu sofri muito para chegar onde tou. Eu respeito todo mundo, nunca agredi ninguém”, fala.

Nisso, Abel (Pedro Carvalho) se intromete. “Agrediu a mim, ora pois”, diz ele, que a esta altura, já sabe que ela é trans. “Me fez acreditar que era uma mulher como as outras e que não possuía um certo detalhe. Eu descobri por mim mesmo. Ainda não me refiz do choque”, fala o chef. “Descobriu porque eu disse, porque sou honesta”, lembra ela. “Melhor seria vir vestida de homem. Assim não confundiria mais ninguém”, afirma ele.

BRITNEY CONFRONTA FABIANA: “EU SOU MULHER, ME CONHECEU COMO MULHER, QUE HÁ AGORA? TÁ SE VINGANDO PORQUE O ROCK NÃO QUER MAIS VOCÊ?”

Britney fica indignada ao ver o chef concordar com a ordem de Fabiana. “Português, se algum dia tive algum carinho por você, já me arrependi”, diz. “Pois guarde seu carinho, não faço questão”, fala ele. “Eu sou trans, não sou homem”, insiste ela. “Vou morrer de rir quando usar calças”, debocha ele. “Ah, é? Pois eu vou morrer de rir agora”, diz ela, que vira a tigela de massa em Abel. “Eu tenho raiva de você, português... E eu vou lutar”, avisa.

Já no outro dia, incentivada pela família, Britney chega à fábrica como Britney. E é chamada na sala de Fabiana. “Ah... Rarisson”, fala a ex-noviça. “Meu nome é Britney. Quer falar comigo?”, diz. “Quero saber por que não veio com roupas masculinas, como mandei?”, questiona. “Porque sou mulher. Mulher trans”, fala. “Eu dei uma ordem”, fala Fabiana.

Britney enfrenta a malvada. “Não pode dar uma ordem que é contra minha maneira de ser. Eu sou mulher, me conheceu como mulher, que há agora? Tá se vingando porque o Rock não quer mais você? Se vingando em mim?”, diz. “Eu não sou tão baixa, tão mesquinha. Apenas, por ter sido criada em convento, eu vejo as coisas dessa maneira. Não tenho preconceito. Você pode ser como quiser. Mas fora daqui”, fala.

Nisso, Britney insiste. “Eu sou eu o tempo inteiro”, fala.  “Eu dei uma ordem, vai cumprir?”, pergunta Fabiana. “Eu nem tenho roupas masculinas”, conta a jovem. A ex-noviça diz para ela pegar dos irmãos. “Eu já disse, sou mulher”, fala. “Não vai me obedecer?”, diz a mau-caráter. Britney fica séria. “Está fora da empresa. Vá para a sala do Márcio e assine seus papéis de demissão”, afirma Fabiana, deixando a jovem arrasada.

A Dona do Pedaço: Vivi revive morte em casa de sua infância

Duda Nagle fará Kim beber do próprio veneno em trama das 9



Veja Também