O Tempo Não Para: Sabino diz que não sabe viver sem Carmen

Ele foge do quarto de Agustina e faz linda declaração declaração à empresária


  • 22 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Dona Agustina (Rosi Campos) está conseguindo conflituar a relação de Dom Sabino (Edson Celulari) com Carmen (Christiane Torloni) desde que inventou uma “gravidez”.

Sabino se achou no dever de cumprir o papel de homem e pai e voltou a morar na mansão Sabino Machado. Mas eis que ele não se aguenta e se declara à Carmen. Essa sequência irá ao ar nesta segunda, 24 de dezembro.

O Tempo Não Para: Samuca vira fera e diz ao pai para esquecê-lo

O Tempo Não Para: Samuca promete lua de mel na Capadócia

SABINO SEDUTOR PARA CARMEN: “DIGA-ME, COMO POSSO VIVER SEM VOCÊ?”

Na véspera de Natal, Samuca (Nicolas Prattes) se despede de Carmen na Samvita, e pergunta se a mãe ficará bem. “Eu já sou bem grandinha. Vai tranquilo...”, diz ela, que fica ali, pensativa. Nisso, entra um clipe com um sequência de momentos do casal #carmino. Aqueles momentos tipo gato e rato que adoramos, que sempre acabavam num beijo daqueles de cinema.

Já à noite, ainda acordado e inteiramente vestido, Sabino também está pensativo. Agustina, que o obrigou a ficar no quarto do casal, dorme um sono profundo. Devagarinho, ele se levanta. Ainda com a chave do apartamento de Carmen, ele entra discreto no local. Mas logo ouve a voz da dona da casa. “Sabino...”, fala ela.

Ele se vira e vê Carmen com um grande vaso na mão, pronta para atacar. “Diga que veio para ficar ou eu quebro esse vaso raro na sua cabeça!”, ameaça a empresária. “Carmen, por quem é, deponha suas armas...”, pede ele, que toma delicadamente o vaso dela, e já entrelaça suas mãos na dela, bem sedutor. “Diga-me... Como posso viver sem você?”, diz ele. “Eu também não quero viver sem você...”, emenda ela.

E as declarações de amor continuam. “Nós nos amamos. Vamos deixar que o nosso amor fale mais alto”, pede ele. Seduzida, Carmen está quase entregue. “Decerto que sim... (mas logo ela se toca) Sabino, cadê a sua mala?”, pergunta ela.

CARMEN, SOFRENDO AO SER BEIJADA POR SEU AMOR: “NÓS NÃO PODEMOS... VOCÊ TOMOU A SUA DECISÃO. VAI FICAR DO LADO DA MALUCA DA SUA EX-MULHER”

Sem graça, ele tenta explicar. “Está na casa...”, começa a falar. “Eu não acredito! Então você não voltou?”, diz ela, irritada. “Estou aqui, não estou?”, ressalta ele. “Não sei... será que tá?”, fala ela, irônica, que logo dá um beliscão em em Sabino. “Cáspite! Isso dói!”, reage ele.

“Desculpe... Eu precisava conferir se você tava mesmo aí, ou se era fruto da minha imaginação”, fala a empresária. “Sou eu, de carne e osso!”, gaba-se ele. “Vai saber? Uma hora você tá aqui, outra hora não tá...”, diz ela. “Carmen, no fundo, você sabe que é a única dona do meu coração. Olhe em meus olhos e veja. É você lá dentro deles...”, declara-se ele, carinhoso.

Nesse instante, Carmen olha bem dentro dos olhos de Dom Sabino, e a paixão entre os dois é evidente. “Eu?... Nos seus olhos?”, fala ela. “Nas profundezas da minha alma... Em todo o meu ser... Carmen, meu amor...”, diz ele. “Sabino...”, tenta ponderar ela, que recebe um beijo delicado.

Até que eles se separam novamente. “Nós não podemos...”, afirma ela. “Decerto... não devemos...”, concorda ele. “Você tomou a sua decisão. Vai ficar do lado da maluca da sua ex-mulher que diz estar grávida aos 45 do segundo tempo”, fala ela. “Eu não deveria ter vindo...”, diz ele, sem jeito. “Decerto que não. Por favor, bate a porta quando sair”, pede ela. E Sabino sai, cabisbaixo...



Veja Também