Xuxa e o sucesso Dancing Brasil: “Ainda aprendendo o ao vivo”

Ela fala do novo figurino, da exuberante forma, do veganismo e cita desejo “excêntrico”


  • 23 de outubro de 2018
A estrela com o yorkshire Dudu. Foto: Blad Meneghel


Por Luciana Marques

No ano em que completa 35 anos de uma emblemática carreira na televisão, Xuxa Meneghel usa da modéstia quando o assunto é a quarta temporada do sucesso Dancing Brasil. “Ainda estou aprendendo a fazer o ao vivo, a usar o ponto, o teleprompter, mas hoje posso dizer que estou mais ciente disso tudo, de que preciso cumprir o tempo cronometrado”, ressalta ela.

Nesta nova edição do reality, além de ter a companhia especial no palco do namorado, Junno Andrade, como coapresentador, Xuxa inova também no figurino. E conta que foi opção dela usar looks com menos brilho. “A gente quis uma coisa mais geométrica, mais clean”, diz ela, que conta com a ajuda da estilista Michelly X e do figurinista Marcelo Cavalcante para a escolha dos modelitos.

O que tem chamado também a atenção do público é a forma exuberante da apresentadora de 55 anos. Xuxa diz que não fez nenhum tipo de dieta, mas o fato de ter se tornado vegana desde o início do ano, ajuda muito. O veganismo é uma filosofia de vida em que não se ingere nenhum tipo alimento de origem animal ou produto que gere exploração ou sofrimento aos bichos.

Além do programa, Xuxa celebra os bons resultados de suas franquias, a de depilação a laser, Espaçolaser, que acaba de abrir a primeira filial internacional na Argentina, a Definit, e o buffet infantil Casa X. Ah, e ela fala do desejo de... raspar a cabeça. Leia a entrevista!

 

Xuxa no segundo programa desta edição, com look mais clean. Foto: Blad Meneghel

No início, você falava que o ao vivo era o mais desafiador para você. E agora nesta quarta edição, tem algo ainda que deseja aprimorar?

O fato do ao vivo é sempre um nervoso muito grande, porque você nunca sabe o que pode acontecer. Não tem como voltar, aí você tem que ter jogo de cintura. Mas a gente teve poucos erros. Já aconteceu do nosso placar não estar pronto e a gente ter que esticar mais, conversar mais. Graças a Deus ainda não aconteceu nada de ruim, nem com as pessoas, ninguém se machucou, porque se cair, ali, ao vivo, tem que ter jogo de cintura para ver o que vai falar, o que acontece. Não pode simplesmente parar tudo. Então, tem que estar preparado para esta coisas. O ao vivo tem isso, então eu tenho um pouco de medo do que pode vir a acontecer.

Veja a expectativa dos 14 participantes do Dancing Brasil

Vídeo inédito! Junno “Pestana” entrevista Xuxa Meneghel

Mas você já se sente totalmente em casa, mais tranquila?

Acho que antes eu tinha outros medos. Eu não sabia como usar o teleprompeter direito, porque eu sempre fugi, aqui não, você tem que usar certinho, tem um horário para seguir. A gente começou com 14 duplas, quanto mais as pessoas saem, mais respiro a gente tem. E aí eu já posso não seguir tanto o TP, se quiser colocar um caco, eu posso. Senão, eu vou ter que pular alguma coisa que é importante. Tive que aprender também a usar o ponto, o que não estava acostumada, é a mesma coisa que eu falar e você ficar com um ouvido tapado. Você ouve tudo pela metade. E fora que em algum momento entra aquela voz do além, fala isso, pergunta isso... Então, eu ainda estou aprendendo tudo isso. Posso dizer que nesta quarta temporara eu estou mais ciente das coisas. Antes, eu não tinha tanta consciência de que eu não podia sair do TP, de que eu preciso prestar muito a atenção no que o Carelli (Rodrigo Carelli, diretor) diz. Às vezes, sem querer, ele me faz uma pergunta e eu não posso responder. Eu engulo e não fico sem responder. E para uma ariana isso é muito difícil (risos).

Xuxa e o amado, Junno, dançam sucesso de Grease. Foto: Blad Meneghel

E a parceria com o Junno, como tem sido?

Quem conhece o Ju sabe que ele é palhaço, bobão, que ele tem umas tiradas ótimas. E ele leva muito à sério tudo. Na outra semana passada a gente dançou (sucesso do filme Grease), e nos ensaios ele estava levando muito à sério, fazia caras e bocas o tempo todo, de nervoso. E eu dizia, relaxa, porque o cara, o John Travolta, se via como gostosão, usa o teu lado de ator, tem que se imaginar gostoso. E ele falava, é mesmo.

Mas a intimidade de vocês mais ajuda ou pode atrapalhar?

Eu não conhecia o Serginho (Marone) e o Lelê (Leandro Lima), e eu conheço muito o Ju. E quando vejo que ele tem uma resposta diferente, eu penso, ih, ele está nervoso, ou, ih, ele não leu direito o TP. Eu não conhecia os outros, então, se o cara ficava nervoso lá em cima, passava batido pra mim. E o Ju eu conheço muito, aí na hora eu falo, ih, deu alguma coisa... E depois eu falo com ele, e ele confirma, ah, o TP sumiu, eu tive que inventar.

 

 

Mas vocês gostam de se assistir juntos depois, comentar como foi?

Não, eu não vejo. Nunca gostei de me assistir. Porque como eu sempre fiz muita palhaçada, dançava mais do que os outros, eu me divertia mais do que os outros, se eu me ver, vou me travar. Eu não vou mais ser natural. Não me caia bem aquilo que eu via, que eu fazia no Xou da Xuxa, que eu dançava mais do que todo o mundo, e as crianças paradinhas, e eu lá dançando. Depois eu via e falava, cara, olha que demente, só eu estou dançando. Então, se ficasse assistindo, da outra vez eu ia me segurar.

E a mudança do look para essa temporada, foi decisão sua?

Foi um pedido meu. Porque como a primeira temporada a gente fez questão que tivesse muito brilho, a segunda teve mais transparência, a terceira a gente misturou brilho e transparência, pensamos, o que a gente vai fazer nessa? Decidimos por uma coisa mais geométrica, de grafismo, com um ombro pra fora, é mais clean. Mas a minha vontade mesmo nesta edição era de raspar a cabeça, mas ninguém deixou. Então, estão me dizendo que eu só posso fazer isso no dia 19 de dezembro, porque aí acabou a temporada e ninguém vai me ver...

A exuberante forma de Xuxa em dança na estreia desta temporada, única vez que usou figurino com brilho. Foto: Blad Meneghel

Você também está magérrima. O que tem feito?

Não, imagina, eu engordei. Não sei se você conhece bem a comida vegana, é a coisa mais gostosa e saborosa que existe no mundo. Eu como toda a hora. Eu acabei de comer um quiche um pouco antes de sair de casa. Tenho comido muito mais do que eu comia. Só que o veganismo agora me faz é ir no banheiro muitas vezes.

Desde que aderiu ao veganismo, chegou a fazer exames, deu tudo certo?

Tudo tranquilo, e eu não sinto falta de nada. A única coisa que eu tenho que tomar é B12, eu tomo todo o dia. Só isso mesmo o restante está tudo certo, perfeito. Aliás, eu sempre tive uma alimentação saudável, eu fui macrobiótica por muito tempo, não comia carne desde os 13 anos, parei de comer frango aos 24, só comia queijo e leite sem lactose e peixe de uma a duas vezes na semana. O que eu gostava muito era de comida japonesa. Mas o Ju tem um aquário, e os peixinhos vêm tudo comer na mão dele, ele fica brincando com o camarãozinho. E eu falava para ele, vou parar de comer peixe por causa disso... E ele disse para eu olhar o documentário Terráqueos, aí não teve jeito.



Veja Também