Espelho da Vida: Cris sofre acidente no casarão em que Julia viveu

No hospital, ela quer saber se é a reencarnação da jovem


  • 26 de setembro de 2018
Foto: Globo/João Miguel Júnior


Desde que Margot (Irene Ravache) lhe contou a história trágica da morte de Julia Castelo, Cris (Vitória Strada) está cada vez mais interessada no assunto. A viúva de Vicente (Reginaldo Faria) diz que tem a chave do casarão onde a jovem viveu. E convida Cris para ir até lá. “Veja se sente que já esteve aqui como sentiu naquelas ruas de Rosa Branca”, pergunga Margot, ao chegarem no local.

Cris responde, meio irritada. “Não, Margot, não sinto nada. Respeito suas crenças mas acho que está forçando uma barra”, diz ela. “Nesse caso, eu me enganei redondamente”, fala Margot. “Só falta você dizer que eu fui a Julia Castelo em outra vida. Não é isso que está doida pra provar? Desculpe mas se a sua teoria de reencarnação se baseia em um dèja vu, um senhor esclerosado e um camafeu”, desabafa Cris.

Espelho da Vida: Alain conta à Cris história trágica do passado

Elizabeth Jhin: “Mensagem para as pessoas pensarem mais nas outras”

JULIA VÊ O MESMO RAPAZ DO CEMITÉRIO, E AO TENTAR ENTRAR NO CASARÃO, SOFRE UM ACIDENTE E FICA DESACORDADA

Com a chave, Margot tenta abrir a porta principal da casa, mas não consegue. Cris observa as janelas imundas e, de repente, vê numa delas um vulto de branco. Ela fica lívida. Cris entra correndo no jardim e quer saber quem está lá em cima. Ela suspeita que seja o mesmo rapaz do cemitério. “Esse sujeito está brincando comigo! Não vai ficar assim!”, diz ela. Como a porta não abre com a chave. Cris tenta tirar a madeira de uma janela.

Nesse momento, um pedaço do pórtico cai sobre Cris, e ela fica desacordada. Margot se desespera. Sem força para tirá-la sozinha dali, ela consegue contatar Alain (João Vicente de Castro), que vai correndo ao local. Ele chama a ambulância. Nisso, a câmera fecha no rosto de Cris, e ela aparece toda de branco, andando pelo jardim florido daquela casa, como era no passado.

Ela vê um menino de uns seis anos no balanço a chamando, e corre até ele. “Tenho saudade de você”, diz ele. “Eu também, muita! Procurei tanto por você!”, fala ela. “Me leva com você, por favor! Aquele homem não gosta de mim. Me leva com você!”, pede o menino. “Eu não posso, queria muito! Mas não posso”, diz ela. E ele pergunta quando ela vem lhe ver de novo. “Sempre”, diz ela, que lhe dá um beijo e sai correndo.

Nesse momento, ela ouve a voz de um homem a chamando. “Meu amor volta pra mim, por favor!”, diz Alain. E corre para ele. Todos ficam felizes ao vê-la despertar. E ela pergunta onde está o menino.

CRIS À MARGOT: “SERÁ QUE EU SOU MESMO A REENCARNAÇÃO DE JULIA CASTELO?”

Já no hospital, Alain dá uma leve bronca em Margot. “Que ideia foi essa de levar a Cris para aquela cilada, Margot? Não pensaram no perigo?”, pergunta. E a viúva responde que a jovem estava muito interessada na história. Alain diz que ele agora vai olhar todo o material deixado por Vicente para o filme. “Mas eu resolvo”, avisa.

Quando Cris consegue ficar sozinha com Margot, ela aperta as mãos dela e diz: “Só você vai conseguir me explicar! Eu vi um menino no jardim daquela casa, uma criança linda, meiga. E eu não era eu! Uma sensação estranha, como se eu fosse mesmo a Julia!”, atesta. “Você teve um sonho, estava desacordada”, tenta minimizar Margot.

E Cris, segue aflita. “Não foi um sonho, foi muito real! Eu beijei e abracei essa criança! Eu era a Julia naquele momento, a Julia!”, fala. Margot fica mexida com a história. “Sei que é absurdo, mas foi um sentimento muito forte. Será que eu sou mesmo a reencarnação de Julia Castelo?”, quer saber a jovem.



Veja Também