Espelho da Vida: Margot se comove ao saber de vida passada

Ela fica maravilhada ao ouvir de Cris que é a reencarnação de Hildegard Breton


  • 06 de novembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Desde que começou a fazer suas “viagens ao passado”, Cris (Vitória Strada) tem em Margot (Irene Ravache) a melhor amiga e conselheira.

Mas ao voltar de mais uma ida aos anos 30, desta vez, é para a própria Margot que ela tem uma revelação e tanto. Essa sequência deve ser exibida a partir da segunda dia 19 de novembro. 

Espelho da Vida: Alain acha que tem outro homem na vida de Cris

Espelho da Vida: Cris conversa com Hildegard, hoje Margot

MARGOT À CRIS: “ESTOU MUITO COMOVIDA COM TUDO ISSO, EU, A REENCARNAÇÃO DE HILDEGARD BRETON! FOMOS MUITO AMIGAS, ENTÃO!”

Margot está serena costurando em seu quarto no casarão, quando Cris chega trêmula. “Cris, minha querida, o que aconteceu com você?”, quer saber logo a viúva de Vicente (Reginaldo Faria). “Conheci a Hildegard Breton, a mãe de Danilo, ela é maravilhosa, Margot! Ela é você!”, confidencia a jovem.

Imediatamente, ela dá um abraço emocionado na amiga, ainda meio atônita. E logo começa a contar cada detalhe de seu encontro com Hildegard Breton. Na mesma hora, ela desenha à lápis a figura da famosa pintora. “Meu Deus, como eu era elegante! Adorei, Cris! Será que não está melhorando o figurino pra me agradar?”, brinca ela. “Não! Ela é assim, linda, elegante, totalmente fashion!”, conta a jovem.

Ainda atônita, Margot parece não acreditar. “Estou muito comovida com tudo isso, eu, a reencarnação de Hildegard Breton! Fomos muito amigas, então!”, diz a senhora. “Tivemos uma conexão instantânea, Margot! Minha vontade era dizer pra Hildegard que ela voltaria de novo como uma mulher maravilhosa, inteligente, sensível! Que seríamos amigas para sempre!”, fala Cris.

Margot sorri. “Imagina a confusão que ia causar na cabeça da pobre mulher! Amei quando ela lamentou que não tivesse nenhuma livraria em Rosa Branca. Será que eu trouxe esse desejo dentro de mim? Era meu sonho de criança. Ter uma livraria, ler todos os livros que já foram escritos”, fala a viúva.

“Hildegard é ousada, vive à frente daquela gente toda. Precisava ouvir ela falar da Semana de 22, da amizade com Mario de Andrade, Tarsila, eu não conseguia acreditar. E os quadros dela! Os nús! Não admira que a sociedade conservadora de Rosa Branca a abominasse”, constata Cris.

CRIS: “TEVE MOMENTOS EM QUE 'ESQUECI' QUE ERA A CRIS, AÍ ME ENTREGUEI AO MEU AMOR POR DANILO. EM OUTROS MOMENTOS, A IMAGEM DE ALAIN VINHA FORTE. ESTOU DIVIDIDA”

Feliz, Margot faz “pose” como se fosse Hildegard. Ela e Cris caem na risada. “Não levo muito jeito pra ser uma mulher tão instigante!”, fala Margot. “Você trouxe o melhor dela pra esta vida, Margot! E o Martim? Ele também estava lá, era seu empregado marroquino. O braço direito de Hildegard, Hakima!”, conta Cris.

Margot diz que sempre teve um carinho muito grande por Martim. “... Confio cegamente nele, desde que veio pra fazenda. Estou pensando aqui, o Vicente, Cris, eu e Vicente não nos conhecemos apenas nesta vida. Talvez um dia você encontre com ele por lá. Ai, quanta emoção….”, vibra Margot. Cris faz um carinho na amiga. “Você protegeu o meu romance com Danilo, a Julia escreveu isso no diário. Ele tem esperanças de que a família de Julia aceite o romance, eu sei que não…”, fala Cris.

“Como foi seu encontro com ele?”, quer saber Margot. “Teve momentos em que “esqueci” que era Cris, aí me entreguei ao meu amor por ele, sentia uma felicidade enorme de estar perto, de tocar. Em outros momentos a imagem do Alain vinha forte, eu tinha vontade de chorar. Estou muito dividida, Margot”, confessa ela. “Eu imagino, querida”, diz a senhora. “Não sei como vou aguentar conviver com o Alain nessa circunstância. Ele falou alguma coisa com você?”, pergunta Cris.

Margot diz que não, que só soube que ele foi para a fazenda. “Estou sofrendo, fazendo ele sofrer, por alguma coisa que nem existe na realidade. Mas é tão forte, Margot, tão forte! A presença do Danilo me inunda de uma felicidade que nunca experimentei antes”, revela a jovem. “Você tomou uma decisão bem pensada, difícil, mas é o que sentiu que devia fazer. O tempo vai dizer o que precisa ser feito em seguida”, pondera Margot.

Logo, ela quer saber se Cris/Julia encontrou Piedade (Julia Lemmertz) desta vez. “Não, mas o Gustavo Bruno estava lá, com o coronel. Ele é apaixonado por mim, pela Julia. Será que ele conseguiu mesmo conquistar o coração dela e Danilo enlouqueceu de ciúmes? Como Alain escreveu no roteiro?”, pergunta Cris. “Você vai voltar lá, querida, e vai descobrir”, assegura Margot.



Veja Também