Day Mesquita, de Jesus: “Todo o dia temos que fortalecer força e fé”

Destaque como Maria Madalena, ela lembra cenas difíceis como a da libertação


  • 06 de dezembro de 2018
Foto: Pupin&Deleu


Por Luciana Marques

Uma das maiores apostas da Record TV, Day Mesquita tem superado as expectativas a cada novo trabalho na casa. Após papéis densos como a vilã Yunet na primeira fase de Os Dez Mandamentos, e de dona Ester Bezerra, esposa do bispo Edir Macedo no filme Nada a Perder, a atriz tem mostrado uma atuação impecável na pele de Maria Madalena, na trama bíblica Jesus.

Recentemente foi ao ar a emblemática cena em que a personagem se liberta dos sete demônios e passa a seguir o Messias, tornando-se uma das mulheres com maior destaque na jornada de Jesus. “É lindo ver a forma como ela lida com cada situação de uma maneira coerente, sempre buscando aprender e ser uma pessoa melhor”, avalia a atriz.

Na entrevista, Day fala sobre os aprendizados diários com a personagem, da repercussão com o público e cita as cenas mais difíceis.

Maria Madalena (Day Mesquita) e Jesus (Dudu Azevedo) em cena da libertação. Foto: Blad Meneghel/Record TV

O que tem mais instigado você ao dar vida à Maria Madalena?

Maria Madalena é uma personagem riquíssima em nuances, um desafio que já seria muito motivador e instigante para mim. Toda a trajetória dela na trama da novela até então, sempre foi muito intensa e sofrida.

Hall Mendes entra em Jesus como “galanteador de bom coração”

Marcella Muniz festeja primeira vilã, Judite: “Achincalhada”

Durante as suas pesquisas e ao vivenciá-la, o que mais surpreende em Maria Madalena? 

Ela tem muitos conflitos e sempre vai ter como qualquer pessoa, e isso é muito bonito pois humaniza muito a personagem, nos identificamos e isso nos aproxima dela. Ela sabe que a mudança que ela teve ao ser curada por Jesus foi uma grande conquista, mas é uma escolha diária. A cada dia temos que reforçar nossa força e fé no que acreditamos para manter firme essa conquista.

Como você a definiria?

Maria Madalena é uma revolucionária, assim como Jesus. Uma mulher de muita força e coragem, que acredita e luta por igualdade.

Foto: Pupin&Deleu

Ela é uma personagem com muitas curvas. Qual foi a cena mais difícil até agora, que mais exigiu de você?

Todas as cenas de possessão e a sequência toda do milagre foram muito intensas. Era um momento muito esperado não só pelo público, mas por mim também, devido a esta virada da personagem na trama. Gravar foi uma libertação mesmo, foi finalizar um ciclo e começar outro, me abandonar, deixando a parte dos demônios, literalmente, para trás. É um trabalho delicado, que exige muita concentração e entrega.

O que mais tem aprendido com a personagem?

Maria Madalena é uma mulher de muita coragem, determinação, que busca e acredita na igualdade, no amor e no respeito ao próximo. É uma mulher com virtudes que eu admiro muito e já buscava ter na minha vida. Viver essa personagem me traz mais certezas dessas buscas em mim.

Maria Madalena (Day Mesquita). Foto: Edu Moraes/Record TV

Muitos atores dizem que ao fazer uma trama bíblica, acabam mudando percepções na vida, aprendendo com o próprio texto, com as frases dos personagens. Isso acontece com você?

Para mim atuar é sempre uma troca, não só entre outros atores e equipe, mas comigo mesma, sempre com aprendizados, independente de ser uma trama bíblica ou não. É um trabalho de auto investigação. Claro que numa história como a de Jesus , o texto e as personagens dão material para isso, pois falam muito do amor e respeito ao próximo. Sempre termino um trabalho diferente do que como comecei, e isso é uma das coisas mais legais para mim nessa profissão. Poder estudar, trabalhar e vivenciar experiências da personagem.

Como tem sido a repercussão da personagem com o público, o que você mais ouve nas ruas e nas redes sociais?

Estou muito feliz pois a repercussão tem sido muito positiva. Não só com relação a história e trajetória da personagem, que o público tem gostado muito, mas também com relação ao meu trabalho. Tenho ouvido muita coisa legal de quem já me conhecia de trabalhos anteriores mas também de muitos que passaram a conhecer a partir dessa personagem.

Foto: Pupin&Deleu

Você tem recebido muitos elogios por sua atuação. Acha que Maria Madalena vem como um divisor de águas na sua carreira?

Maria Madalena foi um grande presente que recebi e estou cuidando dele com muito amor, carinho e entrega. Uma grande oportunidade de mostrar meu trabalho. Estou feliz demais por poder fazer parte desse trabalho tão especial e se isso puder trazer outras novas e boas oportunidades na minha carreira será maravilhoso.



Veja Também