Ti Ti Ti: Rebeca demite Breno e anuncia Gino em seu lugar como diretor da empresa

Ricaça fala que não acredita mais no teatro do pai de Thaísa e pede ajuda a seu amor para tocar a empresa


17 de julho de 2021

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Breno (Tato Gabus Mendes) não desiste do seu plano de dar o golpe do baú em Rebeca (Christiane Torloni), em Ti Ti Ti. Tanto que ele volta à empresa antes dos seis meses de licença e diz que está pronto para reassumir o seu cargo. “Eu faço questão de ajudar. Essa empresa precisa de uma mão forte na direção. E por mais esforçado que o Jorgito seja, ele não tem experiência necessária”. Nesse momento, Rebeca surpreende ele e Gino (Marco Ricca), que também está na sala. “Breno, não precisa mais. O Gino vai substituir você”.

O gerente se vira para a amada, ainda sem acreditar, mas gostando do que ouve. Breno, claro, fica passado. “O quê? Você vai colocar esse aí na diretoria?”. A empresária afirma que Gino conhece a fábrica como ninguém. “Mas ele não tem estudo, ele não sabe administrar uma empresa”. O pilantra diz entender que ela quer dar um cargo melhor a Gino, mas que ele pode continuar na diretoria. “E ele pega um cargo mais decorativo". Rebeca perde a paciência. “Eu vou falar com todas as letras, então. Breno, eu não preciso mais dos seus serviços. Deu para entender agora?”.

REBECA DEMITE BRENO E FALA QUE NINGUÉM MAIS ACREDITA NO TEATRO DELE

Furioso, ele afirma que entendeu. “Pelo visto, ele fez direitinho a sua cabeça contra mim. E justo no momento que eu mais preciso”, afirma ele, que coloca a mão no peito, como se estivesse passando mal. Rebeca pede para ele parar com o teatro. “Ninguém mais acredita nessa tua doença”, afirma ela. “Você vai sair sozinho ou quer que eu te acompanhe até o estacionamento?”, pergunta Gino. Quando vai sair, Breno avisa que Rebeca ainda precisará dele muito antes do que imagina. A ricaça faz cara de que não aguenta mais. “Eu só não dei um tabefe nele em consideração à você, mas que a mão coçou, coçou”, diz ele, bronco. Rebeca ri.

Assim que sai da sala, Breno encontra Magali (Lucia Bronstein). “Se eu fosse você, eu começaria a procurar emprego, porque com o Gino na diretoria...”, diz ele. A secretária fica surpresa. “É bom se preparar, agora ele vai segurar o gostinho do poder e ninguém mais vai segurar o espião”, diz Breno, que sai. Magali fica nervosa. “Mas isso pode ser um transtorno, tava indo tudo tão bem. Por essa ninguém esperava”, diz a si. Ela pega o telefone e liga. “A Rebeca colocou o Gino na direção da empresa”.

Foto: Reprodução Globo

 

GINO DIZ À REBECA QUE NÃO TEM CONHECIMENTO SUFICIENTE PARA SER DIRETOR, MAS ELA INSISTE QUE PRECISA DELE AO SEU LADO PARA TOCAR A FÁBRICA

Na sala da presidência, Gino diz à Rebeca que Breno está certo. “Eu não tenho condições de assumir uma diretoria, eu entendo do maquinário, não de números”. Rebeca dá risada e diz que ela não sabia nada. “Imagina eu, que vivia nas nuvens aprendi, imagina, você vai pegar muito rápido”. Ele diz que não quer que ela faça nenhum favor por eles estarem juntos. “Você não entende, Gino, sou eu que preciso de você aqui".

Me ajuda a tocar a fábrica, sozinha eu não vou dar conta”, pede ela. “Se for para te ajudar, eu faço qualquer coisa. Mas se não der certo, eu volto para o chão da fábrica e você contrata alguém mais competente”, diz ele. Ela ri e o olha, apaixonada. “Sim senhor. Eu sabia que você não ia me deixar na mão”. Ele diz que nunca fará isso. E os dois se beijam.

Foto: Reprodução Globo