Salve-se Quem Puder: Helena começa a desconfiar de Fiona por ela saber tanto do seu passado

A jovem deixa a ricaça desconcertada com perguntas sobre o sobrenome Furtado


22 de junho de 2021

Foto: Reprodução Globo

A sequência em que Helena (Flávia Alessandra) descobre que Fiona (Juliana Paiva) é sua filha, Luna, deve ser exibida a partir do sábado, 3 de julho, em Salve-se Quem Puder. Mas um dia antes, as duas terão outro momento de afeto. É logo após Fiona salvar a ricaça de ser espancada por Hugo (Leopoldo Pacheco). Assim que o vilão deixa a sala, a jovem dá um copo d’água para a empresária. E diz ter noção de que Helena ainda está com raiva dela, acha que ela é uma golpista e não tira a sua razão. “Mas é que violência eu não tolero!”

Helena diz que também não. Ela fala que Hugo tem um temperamento difícil, mas que agora passou de todos os limites. Fiona/Luna fala que não devia ter se metido na briga. “Mas quando eu vi ele sendo agressivo. Ah, não, eu precisei fazer alguma coisa pra proteger a senhora! Na minha frente ninguém nunca vai bater na senhora!”, fala ela, furiosa. Helena fica surpresa e estranha a reação de Fiona. “Você fala de um jeito tão protetor... Como se eu fosse importante pra você”.

LUNA DISFARÇA CHORO E DIZ QUE QUER O BEM DE HELENA, MAIS DO QUE ELA IMAGINA

Nesse momento, Luna vira de costas, para esconder as lágrimas. “Mas senhora é... Muito... Mesmo que não acredite, eu quero o seu bem, mais do que a senhora imagina”. Helena sente algo estranho e vira Luna para si. Ela afirma que é tudo muito estranho, porque ela sabe que Fiona enganou toda a sua família. “Mas é que o seu olhar  transmite uma bondade e um amor... Por quê, Fiona? Por que você me olha assim?”. As duas se olham intensamente. Luna suspira e fala que um dia ela irá entender. “E eu também espero entender muita coisa”.

Helena pede para a jovem não falar a ninguém o que aconteceu na sala, nem o que ela escutou. Mas Luna não se segura. “Sobre o seu outro sobrenome? Eu ouvi o seu Hugo falando... Furtado... Quem era Helena Furtado?”. A ricaça fica nervosa e diz que é ela e que mudou o sobrenome quando casou. Luna sorri e diz que é um sobrenome bonito. “Então Furtado era o seu sobrenome de solteira?”. Sem ser agressiva, Helena pergunta o motivo de a jovem querer saber sobre o assunto.

HELENA DESCONCERTADA DIANTE DE FIONA: “VOCÊ FALA COMO SE CONHECESSE O MEU PASSADO”

Luna diz que é curiosidade e não entende o motivo de as pessoas não poderem saber o nome dela de solteira. “Furtado não é o meu nome de solteira. É um sobrenome que eu adotei durante um tempo”. Luna provoca e fala que ela deve ter sido casada antes. A empresária desconversa e encerra o assunto, pedindo para ela não comentar nada da briga. Luna fala que guardará segredo. “Com certeza, o Furtado deve trazer alguma memória ruim pra senhora”. Pensativa, Helena conta que esse sobrenome lembra uma época de sua vida... Mas logo diz não quer falar sobre o passado. “E nós não somos amigas”.

Luna concorda e afirma que já se meteu demais na vida dela. Antes de sair, diz não saber qual a lembrança que a empresária tem da época em que era Helena Furtado. “Mas mesmo que seja ruim, alguém deve lembrar dela com carinho. Alguém deve ter amado muito a Helena Furtado”. A empresária fica desconcertada. “Você fala como se conhecesse a minha vida, o meu passado. Tem coisas que só eu sei, Fiona! E essa sua insistência em me desestabilizar me irrita!”. Luna se desculpa e sai. Helena sente um calafrio. “Por que essa menina faz isso comigo? Por que ela me perturba tanto?”.