Império: José Alfredo decide terminar com Ísis após saber de chifre do filho e golpe do baú com gravidez

Comendador chora depois de acreditar nas mentiras mirabolantes de Magnólia sobre a jovem


18 de julho de 2021

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Após ser expulsa do apartamento de Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa), Magnólia (Zezé Polessa) fica indignada, em Império. Ela garante que irá separar o comendador da filha. Depois de tentar uma reconciliação com a jovem, mas ser ignorada, ela decide procurar José Alfredo (Alexandre Nero) na empresa e faz revelações bombásticas, mas mentirosas, sobre a filha. “A Maria Ísis não tem segredo comigo”, diz ele. Mas a pilantra fala que ele está enganado. “Ela tem pelo menos um, daqueles bem cabeludos”.

Magnólia lembra do episódio da gravidez. “Como ela lhe disse na época, ela estava grávida sim, mas perdeu a criança... Mas não era sua, era de alguém que lhe é muito próximo. Deus me livre de lhe contar isso. Mas é que eu estou guardando esse segredo há muito tempo e eu sinto que o remorso está me corroendo. Por isso eu tenho que lhe dizer de quem é este pobre bebê que infelizmente não viu a luz do mundo: era do seu filho, era do João Lucas”.

JOSÉ ALFREDO FICA SEM REAÇÃO AO OUVIR QUE MARIA ÍSIS “FICOU GRÁVIDA DE JOÃO LUCAS”

O comendador fica em silêncio, sem reação. “Acho que o senhor não me entendeu direito, eu vou tentar me explicar melhor... O bebê que a Ísis estava esperando não era seu filho, era seu neto”. Zé ordena que Magnólia fale mais baixo e a leva até a sua sala. Ele começa a lembrar do dia em que Ísis disse que estava grávida e depois contou que era “gravidez psicológica”. “Era verdade, era estava grávida pra valer... Mas minhas preces foram ouvidas e a criança não vingou. Graças a Deus, se a Maria Ísis tivesse tido essa criança e o senhor viesse a descobrir...”. Zé a interrompe. “Você disse que o meu filho era o pai...”.

Magnólia confirma e fala que precisava revelar a “farsa”. José Alfredo a encara e diz que tudo o que ela está dizendo não é verdade. Mas a pilantra continua firme nas mentiras. “Ah, é horrível o que eu vou lhe dizer, mas a minha filha não é essa criaturinha inocente que o senhor, cego de paixão como é, imagina. Tentando dar o golpe da barriga há anos, mas não consegue”. A sem noção fala que até comentou com Severo (Tato Gabus Mendes) que estranhava ela não engravidar. “Eu falava, será que o comendador é castrado...”. Ele a corrige. “Vasectomizado”.

JOSÉ ALFREDO CHORA AO LEMBRAR DE MOMENTOS COM A AMADA, MAS TOMA UMA DECISÃO: “ACABOU, ÍSIS, ACABOU!”

Magnólia fala que como ele tem três filho, não podia ser estéril. “E também sei que dá no couro”, diz, irônica. No fim da conversa Zé quer saber o motivo de ela lhe contar tudo isso depois de tanto tempo. “Porque eu não quero que um homem do seu gabarito continue vivendo nessa mentira”. A pilantra fala ainda que ela e o marido resolveram até voltar para São Fidelis, mas estão sem grana. Ela garante ainda que não é de fazer chantagem, mas que o filho, Robertão (Romulo Arantes Neto), é amigo de uma repórter do Téo Pereira (Paulo Betti). “Eu vou dar o que jamais você sonhou na tua vida para você sumir da minha frente”, fala ele.

Nessa hora, ele segue até o cofre. “Pra você calar a tua boca e não tocar nessa história nem para a tua sombra”. Ela sorri, feliz, sentindo-se vitoriosa. O comendador pega vários maços de dinheiro e coloca num envelope. Ele só a obriga sumir de sua frente.  Depois, sozinho em sua sala, ele fica pensativo, lembrando das conversas estranhas com Ísis sobre a gravidez. O celular dele toca várias vezes, e é Ísis, mas ele desliga. Zé entra no carro e toma uma decisão. Ele manda mensagem dizendo que encontrará Ísis à noite na casa dela. Durante o caminho, ele lembra de vários momentos dos dois, do casamento no Monte Roraima, e chora. “Acabou, Ísis, acabou”.