Império: Cora, “rejuvenescida”, vai transar com José Alfredo, mas algo acontece na “hora H”

Após chantagem, pilantra está prestes a realizar seu sonho: perder a virgindade com o comendador


21 de julho de 2021

Foto: Reprodução Record TV

Uma das cenas mais aguardadas na reprise de Império está para acontecer nas próximas semanas, quando Cora surge rejuvenescida, após dias sumida. A atriz Marjorie Estiano retomou a personagem que fez na primeira fase, já que Drica Moraes precisou deixar a novela, na época, para tratar de um câncer. E a primeira pessoa que a vê, jovem, é José Alfredo (Alexandre Nero). “Shit, o que está acontecendo aqui, eu fiz uma viagem no tempo e voltei com 22 anos?”.

Ela fala que coisas estranhas acontecem. “Eu sou quem sempre te amou e se guardou pra você”. O comendador não acredita, até que ela conta tudo o que eles combinaram. Afinal, ele está ali para lhe pagar pelos pedaços do diamante rosa. E o preço: transar com ela. Mas é lógico que Zé só topou essa doideira depois de armar com o fiel escudeiro Josué (Roberto Birindelli). O motorista conseguiu um sossega leão poderoso para “apagar” a megera na “hora H”.

Foto: Reprodução Globo

Império: Cora propõe a José Alfredo devolver o diamante se ele lhe tirar a virgindade

Veja aqui tudo o que acontece em Império

CORA CONTA QUE SE GUARDOU A VIDA INTEIRA PARA O COMENDADOR: “TRANSFORMA AGORA MINHAS FANTASIAS EM REALIDADE”

Cora está fogosa que só, afinal, sempre desejou ir para a cama com o comendador. “Me aperta bem, me estrangula com essas suas mãos enormes, que um dia foram de Eliane. Faz como fazia com minha irmã... Eu sempre te quis com todas as minhas forças, sonhei esses anos todos com você na minha cama, sendo só meu e eu só sua! Vai, se aproveita, me rasga inteira...”, pede. José Alfredo rasga a camisa dela, que geme de prazer. “Me devora! Vem se espojar comigo, vem me fazer mulher...”, implora. Cora conta que se guardou para ele. “Transforma agora minhas fantasias em realidade...”.

Ela abre o roupão dele e beija seu peito, seu pescoço, rosto... O comendador não reage, se mantém frio. Ela toma o “vinho” que ele lhe serviu. A pilantra roça seus lábios nos dele. “Ai! É o momento mais feliz da minha vida! Minhas pernas chegam a estar bambas...”, fala ela, que já fraqueja, após Zé lhe dar o sossega leão. O comendador se afasta um pouco. “Nesse caso, não é melhor irmos logo pra cama?”, propõe ele. Já visivelmente esquisita, quase desmaiando, Cora diz que ele está tão ansioso quanto ela. “Então vamos, meu homem, meu macho, vamos fazer amor, finalmente!”.

Foto: Reprodução Globo

Império: José Alfredo decide terminar com Ísis após saber de chifre do filho e golpe do baú com gravidez

Império: José Alfredo revela seu drama à Cristina e a nomeia como a nova poderosa da empresa

JOSÉ ALFREDO APÓS CORA APAGAR NA CAMA: “NUNCA QUE EU IRIA E DAR QUALQUER TIPO DE PRAZER, MUITO MENOS SER SEU... COBRA”

Zé a leva para a cama, a faz se deitar e ele deita ao lado dela, sempre com o olhar frio. “Me diz que isso está acontecendo, que você vai realizar meu sonho de uma vida inteira, me possuindo, me levando a conhecer o paraíso do qual tanto falam...”. Nesse momento, Cora já está em cima de José Alfredo, que permanece inerte. “Falta pouco pras trombetas soarem, os tambores rufarem... é tudo questão de segundos, de minutos, de horas, de...”, fala ela, que vai perdendo os sentidos.  

Ao perceber o estado da megera, José Alfredo completa. “...de anos, Cobra... de séculos!”. Os dois estão com os rostos próximos, ela já revira os olhos. “Agora me beije, me engula, me possua!”. O comendador olha nos olhos dela. “Primeiro, você dorme”. Cora fala que não quer dormir. “Eu quero...”, diz ela, que nem consegue terminar de falar e apaga sobre o corpo dele. Zé respira, aliviado. “Nunca que eu iria te dar qualquer tipo de prazer, muito menos ser seu... Cobra”, diz a si.

Foto: Reprodução Globo