A Favorita: Donatela se emociona com testemunha especial de defesa no julgamento

Lara faz a mãe chorar com palavras sobre gratidão, amor e cuidado


28 de julho de 2022

Foto: Reprodução Globo

Por Ana Júlia Amaral

Nos próximos capítulos de A Favorita, Donatela (Claudia Raia) se surpreenderá com o aparecimento de uma testemunha de defesa de última hora: Lara (Mariana Ximenes). A jovem, que define Donatela como sua madrasta, inicia o depoimento falando sobre valores e gratidão.

Ela diz que poderia ter tido uma infância complicada, sem mãe e pai legítimos, tendo o peso de a mãe biológica ter assassinado o pai. “Mas além do afeto dos meus avós, foi a presença constante da Donatela ao meu lado, como uma mãe calorosa, presente, amorosa, o meu porto seguro, que me fizeram essa pessoa corajosa que eu acho que eu sou hoje”.

Ela destaca que foi essa coragem que a levou até o tribunal para atestar o caráter sensível e generoso da mulher que a criou e está sendo acusada de homicídio. Donatela ouve tudo bastante emocionada. Lara garante que com ela, Donatela sempre agiu como uma mãe desvelada. “Nem em sonho eu poderia contar com uma mãe mais amorosa”, diz ela, que também chora.

Foto: Reprodução Globo

Lara afirma ainda que não estava no local do crime e não viu o que aconteceu. “Mas posso garantir que eu não acredito, senhores, não consigo acreditar na culpa dessa mulher. Essa mulher que sempre dedicou a mim o maior amor do que um coração humano é capaz”.

Aos prantos, Donatela pede ao juiz para abrir uma exceção para ela poder abraçar a filha. Mesmo com protestos e sem a permissão do juiz, mãe e filha conseguem dar um longo abraço apertado e emocionado. Mas esse momento de felicidade durará pouco para a acusada.

Foto: Reprodução Globo

Assim que a sessão é retomada, o juiz anuncia a sentença do júri: culpada, com pena de 30 anos de reclusão, inicialmente em regime fechado. A dissimulada Flora (Patrícia Pillar) vibra ao vê-la ser levada pelos policiais. “A justiça tarda, mas não falha”. Destroçada, Donatela se vira para a rival. “Essa história ainda não acabou”, garante.